Osgood-Schlatter: o que é, sintomas, causas e tratamento

Atualizado em janeiro 2024

A síndrome de Osgood-Schlatter é uma condição que causa sintomas como dor na parte de baixo de um ou ambos os joelhos, inchaço, caroço dolorido no joelho, vermelhidão e sensibilidade na região.

Essa condição, que também é conhecida como doença de Osgood-Schlatter, pode surgir devido a fatores como pico de crescimento, que acontece em crianças entre 8 e 15 anos, ou devido a atividades repetitivas que causam lesões e inflamação no tendão do joelho, como pular e correr.

Dessa forma, na presença de sintomas indicativos de síndrome de Osgood-Schlatter, é recomendado consultar o pediatra, ou ortopedista pediátrico, para fazer uma avaliação complete e ,se necessário, indicar o tratamento adequado, que pode incluir aplicação de gelo, fisioterapia e o uso de anti-inflamatórios.

Imagem ilustrativa número 1

Principais sintomas

Os principais sintomas da doença de Osgood-Schlatter são:

  • Dor abaixo da rótula de um ou ambos os joelhos;
  • Caroço dolorido abaixo da rótula do joelho
  • Vermelhidão no joelho;
  • Inchaço na região;
  • Sensibilidade no joelho.

A dor no joelho provocada pela síndrome de Osgood-Schlatter pode surgir gradualmente ao longo do tempo ou repentinamente, e geralmente piora quando ao correr, pular ou subir escadas, por exemplo.

No entanto, a maioria dos sintomas desaparece quando a criança completa a fase de pico da adolescência, que é cerca de 14 anos para meninas e de 16 anos para os meninos.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico de Osgood-Schlatter é confirmado pelo pediatra ou ortopedista pediátrico, através da avaliação dos sintomas e sinais apresentados pela criança.

Se deseja confirmar o risco de Osgood-Schlatter, marque uma consulta com o pediatra mais perto de você:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos dermatologista e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Além disso, o médico também pode pedir alguns exames para complementar o diagnóstico, como raio-X e ultrassonografia do joelho. Veja como é feita a ultrassonografia.

Possíveis causas

A síndrome de Osgood-Schlatter pode ser causada por atividades repetitivas, como pular e correr, que sobrecarregam o tendão do joelho, provocando inflamação.

Além disso, outros fatores que podem causar a doença de Osgood-Schlatter são lesões anteriores no joelho e pico de crescimento, que é um período rápido de crescimento de crianças que acontece entre os 10 e 15 anos em meninos e entre os 8 e 13 anos nas meninas.

Os meninos apresentam maior risco de terem a síndrome de Osgood-Schlatter e acredita-se que isso aconteça devido ao fato de praticarem mais atividades físicas que as meninas.

Como é feito o tratamento

Os tratamentos indicados para a síndrome de Osgood-Schlatter incluem:

  • Exercícios de alongamento e fortalecimento: Fazer alongamentos e fortalecimento com um fisioterapeuta ajudam a aliviar a dor;
  • Anti-inflamatórios: Medicamentos como ibuprofeno, aspirina e naproxeno podem ser prescritos pelo médico para aliviar a dor e o inchaço;
  • Compressa de gelo: Aplicar compressas de gelo na região afetada, deixando agir por 15 a 20 minutos e aplicando de 3 a 4 vezes por dia, ajuda a diminuir a dor e o inchaço;
  • Fisioterapia: Quando a dor não melhorar com as medidas anteriores, o médico poderá indicar sessões de fisioterapia.

Durante o tratamento, as crianças podem continuar a prática de esportes, desde que não sintam dor durante o repouso e que não atrapalhem as atividades esportivas.

A cirurgia para Osgood-Schlatter é indicada?

A cirurgia para Osgood-Schlatter normalmente não é indicada, pois a cirurgia não promove mais benefícios do que o tratamento tradicional e pode causar complicações. Além disso, os sintomas dessa condição normalmente desaparecem logo após o pico de crescimento da criança.

No entanto, quando criança já passou pelo período de pico de crescimento e ainda apresenta sintomas, o médico pode indicar a cirurgia para retirar o osso que se forma sob a rótula do joelho.

Qual a possível sequela de Osgood-Schlatter?

A possível sequela da síndrome de Osgood-Schlatter é a presença de um caroço, que pode doer, na tíbia, que é a região localizada logo abaixo do joelho.