O que o diabético pode comer: alimentos permitidos e a evitar

Revisão clínica: Tatiana Zanin
Nutricionista
junho 2022

A dieta para o diabético é muito importante para ajudar a controlar os níveis de glicose no sangue, evitando que aconteçam alterações como a hiperglicemia, que é o excesso de açúcar, ou a hipoglicemia, que é a queda exagerada de açúcar no sangue. O desequilíbrio do açúcar no sangue, comum em situações onde a diabetes não está controlada, pode gerar complicações à saúde, como tontura, fraqueza, dor de cabeça e, em casos mais graves, pode causar cegueira, doenças renais ou doenças cardíacas.

Por isso, na dieta para diabetes é importante incluir ou aumentar a ingestão de alimentos ricos fibras, já que ajudam a controlar os níveis de açúcar no sangue, chamado de glicemia. Assim como deve-se consumir alimentos de baixo índice glicêmico, alimentos que são absorvidos lentamente pelo organismo, mantendo os níveis de açúcar no sangue equilibrados. Veja uma lista de alimentos de baixo índice glicêmico.

Além disso, é importante consumir com moderação alimentos ricos em gordura, como manteiga, leite e queijos, pois a ingestão excessiva destes alimentos pode causar a sensibilidade da insulina, favorecendo o aumento dos níveis de açúcar no sangue.

É importante que quando houver o diagnóstico de diabetes, seja feita uma consulta com um endocrinologista e nutricionista para que seja feita uma avaliação clínica e nutricional completa e prescrição do plano nutricional mais adequado.

Alimentos permitidos

Os alimentos permitidos na diabetes são:

  • Leguminosas, como feijão, lentilha, ervilha, grão de bico e soja;
  • Frutas frescas com casca, como maçã, pera, laranja, pêssego, damasco, tangerina, frutos vermelhos e banana verde;
  • Vegetais frescos, como alface, brócolis, abobrinha, cogumelos, cebola, tomate, espinafre, couve-flor, pimentão, berinjela e cenoura;
  • Aveia em flocos, milho, quinoa, centeio e cevada;
  • Carnes magras, como frango, peru, peixe, frutos do mar, ovos e tofu;
  • Adoçante natural, como a stévia;
  • Sementes, como girassol, linhaça, chia, de abóbora;
  • Frutos secos, como nozes, castanha de caju, amêndoas, avelãs, amendoim;
  • Bebidas, como água, chás e café sem açúcar, águas aromatizadas naturalmente;
  • Leite e iogurtes desnatados;
  • Queijos brancos, como ricota, Minas ou cottage.

O ideal é comer sempre pequenas porções de alimentos a cada 3 horas, realizando 3 refeições principais e 2 a 3 lanches por dia (ao meio da manhã, ao meio da tarde e antes de dormir), devendo-se respeitar o horário da refeição.

As frutas permitidas devem ser consumidas junto com outros alimentos durante as refeições e sempre em pequenas porções. É importante dar preferência ao consumo da fruta inteira, já que a quantidade de fibras é maior do que a presente em sucos.

O que comer com moderação

Alguns alimentos são permitidos em caso de diabetes, mas devem ser consumidos com moderação, como:

  • Arroz integral, pão integral, cuscuz, farinha de mandioca, pipoca, ervilha, farinha de milho, batata, abóbora, mandioca, inhame, batata doce, beterraba e nabo;
  • Frutas frescas, como melão, mamão, jaca, caqui, pinha e uvas;
  • Panquecas integrais preparadas em casa;
  • Carnes vermelhas;
  • Adoçantes, como sacarina sódica e aspartame;
  • Azeite de oliva, óleo de linhaça, óleo de abacate e óleo de coco;
  • Leite e iogurtes semidesnatados;

Além desses, o consumo de chocolate amargo, de preferência com 80% ou mais de cacau também são permitidos na diabetes, mas deve ser consumido com moderação de acordo com a orientação do nutricionista.

Alimentos que devem ser evitados

Os alimentos que devem ser evitados na diabetes são:

  • Arroz branco, snacks, massas folhadas, farinha de trigo branca, bolos, pães brancos, biscoitos, waffle;
  • Frutas: melancia, frutas em calda, geleias de frutas e sucos de frutas;
  • Frutas secas: tâmaras, figos, damasco, uva passa, ameixa;
  • Cereais matinais que contém açúcar
  • Embutidos: salame, mortadela, presunto, salsicha
  • Açúcar, mel, açúcar mascavo, calda, cana-de-açúcar, sorvetes e chocolates
  • Frituras, óleos vegetais refinados, como soja ou girassol, margarina, manteiga e banha de porco
  • Bebidas alcoólicas, sucos industrializados e refrigerantes
  • Leite e iogurtes integrais, queijos amarelos, leite condensado, requeijão, creme de leite e cream cheese

Esses alimentos possuem grande quantidade de gordura e/ ou açúcar, interferindo na concentração de glicose circulante.

Pode comer doces na diabetes?

É importante evitar comer doces na diabetes, pois eles contêm grandes quantidades de açúcar, o que faz a taxa de glicose no sangue subir muito e a diabetes ficar descontrolada, aumentando o risco de doenças associadas à diabetes, como cegueira, problemas cardíacos, problemas renais e dificuldade de cicatrização de feridas, por exemplo. Veja uma lista completa de alimentos ricos em açúcar que se deve evitar.

No entanto, caso seja realizada uma alimentação balanceada e a glicemia esteja controlada, eventualmente pode-se consumir algum doce, de preferência que seja preparado em casa.

O que comer para baixar a diabetes

Para baixar o açúcar no sangue e controlar a diabetes, é recomendado consumir alimentos ricos em fibras em todas as refeições, devendo-se ingerir pelo menos 25 a 30 gramas por dia. Além disso, deve-se dar preferência aos alimentos com baixo e médio índice glicêmico, que ajudarão a controlar os níveis de glicose no sangue.

Para controlar a diabetes é importante também realizar atividade física regularmente, como caminhar ou praticar algum tipo de dança entre 30 e 60 minutos por dia, pois isso ajuda a regular os níveis de açúcar no sangue.

Além disso, deve-se medir a quantidade de açúcar no sangue diariamente e usar os medicamentos indicados pelo médico, assim como é importante realizar uma consulta com um nutricionista para criar um plano alimentar adequado.

Veja com a nossa nutricionista como deve ser a alimentação para o diabético:

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em junho de 2022. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em junho de 2022.

Bibliografia

  • JAFARIRAD Sima et al. Dark Chocolate Effect on Serum Adiponectin, Biochemical and Inflammatory Parameters in Diabetic Patients: A Randomized Clinical Trial. International Journal of Preventive Medicine. 9. 1; 1-6, 2018
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES. Manual de Nutrição: pessoa com Diabetes. 2009. Disponível em: <https://www.diabetes.org.br/publico/pdf/manual-nutricao-publico.pdf>. Acesso em 14 nov 2019
Mostrar bibliografia completa
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES. Princípios para orientação nutricional no diabetes mellitus. 2015. Disponível em: <https://www.diabetes.org.br/profissionais/images/pdf/diabetes-tipo-2/004-Diretrizes-SBD-Principios-pg19.pdf>. Acesso em 14 nov 2019
  • HAMDY, Osama; BARAKATUN-NISAK, Mohd-Yusof. Nutrition in Diabetes. Endocrinol Metab Clin North Am. Vol.45(4). 799-817, 2016
  • MAHAN, L. Kathleen et al. Krause: Alimentos, Nutrição e Dietoterapia. 13.ed. São Paulo: Elsevier Editora, 2013. 675-706.
  • THE UNIVERSITY OF SIDNEY. Glycemic Index. Disponível em: <http://www.glycemicindex.com/foodSearch.php>. Acesso em 09 ago 2019
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.

Tuasaude no Youtube

  • 8 Melhores frutas para DIABETES

    16:43 | 395052 visualizações
  • Alimentação para DIABÉTICO

    03:14 | 1275355 visualizações