Nervo vago: o que é, anatomia e principais funções

Atualizado em agosto 2023

​O nervo vago, ou nervo pneumogástrico, é um nervo que controla funções vitais, como a frequência cardíaca, respiração e movimentos do trato digestório, e é responsável também por reflexos como tosse, deglutição e vômito.

O par de nervos vagos, localizados de cada lado do corpo, são o 10º par de um total de 12 pares de nervos do crânio, que fazem a conexão do cérebro com o corpo. Como os nervos cranianos são denominados como números romanos, o nervo vago é também chamado de X par.

Alterações no funcionamento do nervo vago podem provocar sintomas como rouquidão constante e engasgos frequentes, sendo recomendado consultar um neurologista caso surjam, para identificar a causa das alterações e iniciar o tratamento mais adequado.

Anatomia do nervo vago

Imagem ilustrativa número 1
Anatomia do nervo vago

O nervo vago é o maior nervo craniano e tem origem na parte de trás do bulbo, uma estrutura que liga o cérebro com a medula espinal, e sai do crânio por uma abertura chamada de forame jugular, descendo pelo pescoço e tórax até terminar no abdome.

No seu trajeto, o nervo vago se conecta com órgãos como a faringe, laringe, esôfago, coração, intestino e pâncreas e, através dele, o cérebro percebe como estão esses órgãos e controla o seu funcionamento.

Principais funções

As principais funções do nervo vago são:

  • Ativar os reflexos da tosse, deglutição e vômito;
  • Contração das cordas vocais para a produção da voz;
  • Regular os batimentos cardíacos, causando a sua diminuição;
  • Controle dos movimentos respiratórios; 
  • Estimular a constrição dos brônquios;
  • Promover a contração do sistema linfático;
  • Coordenar os movimentos do trato digestório, como o do esôfago e do intestino; 
  • Estimular o aumento da secreção gástrica;
  • Promover a produção de suor, saliva e muco.

Além disso, o nervo vago divide algumas das suas funções com o nervo glossofaríngeo, especialmente na região do pescoço, em que são responsáveis pelo paladar. O nervo vago está relacionado a sensação do sabor azedo e, o glossofaríngeo, do sabor amargo. 

Sintomas de problemas do nervo vago

Na presença de alterações no funcionamento do nervo vago, alguns sintomas podem ser notados, como:

  • Náuseas e vômitos;
  • Mudança na frequência cardíaca e na pressão arterial;
  • Diminuição do apetite e perda de peso;
  • Perda da voz ou rouquidão;
  • Tonturas ou desmaio;
  • Dor e inchaço abdominal;
  • Refluxo gastroesofágico.

Em caso de suspeita de problemas do nervo vago, é recomendado consultar um neurologista, que é o médico mais indicado para avaliar o sistema nervoso.

Caso deseje marcar uma consulta, é possível encontrar o neurologista mais próximo de você utilizando a ferramenta abaixo:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Neurologistas e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

O neurologista pode realizar testes específicos para avaliar o funcionamento do nervo vago e indicar exames, como a ressonância magnética, para identificar a causa das alterações.

Doenças comuns do nervo vago

As doenças mais comuns do nervo vago incluem:

  • Gastroparesia, que é a dificuldade de esvaziamento do estômago;
  • Síncope vasovagal, um tipo de desmaio;
  • Paralisia de cordas vocais.

Enquanto a gastroparesia e a paralisia das cordas vocais normalmente surgem quando o nervo vago é lesionado, devido a cirurgias ou tumores, por exemplo, a síncope vasovagal tende a acontecer quando o vago é excessivamente estimulado. Entenda melhor o que é síncope vasovagal e como tratar.

A estimulação excessiva do nervo vago pode acontecer em caso de calor intenso, emoções fortes, ficar muito tempo de pé, ansiedade e ao sentir fome ou dor, por exemplo.