Carnes vermelhas ou branca: quais são e quais evitar

As carnes vermelhas incluem as de vaca, de vitela, de porco, de cordeiro, de carneiro, de cavalo ou de cabra, além dos embutidos preparados com essas carnes, enquanto que as carnes brancas são as de frango, pato, peru, ganso e peixes.

Em geral, as aves são carnes brancas e os animais de 4 patas são carnes vermelhas, mas a classificação das carnes depende da cor, da origem do animal, do tipo de músculo e do pH da carne, não existindo uma forma simples e confiável de fazer essa diferenciação.

Carnes vermelhas ou branca: quais são e quais evitar

Qual o melhor tipo de carne?

As carnes brancas de aves, como pato, codorna ou galinha, possuem menos gorduras e calorias e, por esse motivo, geralmente são consideradas mais saudáveis e podem ser consumidas mais frequentemente. No entanto, a carne vermelha também pode ser considerada uma opção saudável, desde que consumida com moderação e dando preferência para carnes e cortes com menos gordura, como patinho, maminha, filé ou coxão mole, por exemplo.

Além disso, os peixes também devem ser consumidos de forma regular, principalmente os peixes gordos e de água fria, como sardinha, atum e salmão, pois são ricos em ômega-3, que é um tipo de gordura boa para o organismo que, além de ser excelente anti-inflamatório, ajuda a reduzir o colesterol.

Independente da escolha da carne, a recomendação é que a quantidade por refeição não passe de 100 a 150 gramas dessa fonte de proteína, isso porque o prato deve ser composto por outros alimentos, como verduras, legumes e fontes de carboidratos, por exemplo. No entanto, é importante que o nutricionista seja consultado para que seja verificado qual a quantidade de carne por refeição que deve ser incluída no dia a dia.

Que carnes devo evitar?

É recomendado evitar cortes de carnes com muita gordura, como picanha, costela e miúdos, como fígado, rins, coração e intestino. Além disso, deve-se retirar toda a gordura visível das carnes antes do preparo, pois durante o cozimento parte da gordura acaba entrando no músculo da carne, o que impede sua retirada na hora de comer. Também é importante lembrar que as carnes com mais gordura e as processadas, como bacon, toucinho, salsicha, linguiça e salame, são as mais prejudiciais à saúde, devendo serem evitadas. Confira algumas razões para não comer fígado. 

Além disso, pessoas com problemas de colesterol alto e gota também devem evitar consumir fígado e outros órgãos de animais, já que favorecem o aumento do ácido úrico no organismo.

Carnes vermelhas ou branca: quais são e quais evitar

Mitos e verdades sobre as carnes

A seguir são indicadas as dúvidas mais comuns sobre o consumo de carnes:

1. A carne branca é melhor que carne vermelha

Verdade. As carnes brancas, especialmente os peixes, são melhores para a saúde do que as carnes vermelhas porque, em geral, possuem menos gordura e colesterol, sendo também mais fáceis de digerir.

O consumo em excesso da carne vermelha pode trazer prejuízos para a saúde, como acúmulo de gordura nas artérias e no fígado, aumento do colesterol e aumento da gordura a nível abdominal.

No entanto, as carnes vermelhas são ricas em vitaminas B3, B12, B6, ferro, zinco e selênio, por isso é possível consumi-las cerca de 2 a 3 vezes por semana, sendo importante escolher cortes de carne que não possuam muita gordura, já que o ideal é ter uma alimentação equilibrada e variada e que inclua todos os tipos de carne.

2. Comer carne vermelha à noite faz mal

Mito. A carne vermelha pode ser consumida à noite assim como qualquer outro alimento, no entanto não deve ser consumida em excesso, isso porque demora mais tempo para ser digerida no estômago, podendo causar acidez e sensação de peso no estômago, que pode ser pior na hora de dormir.

3. A carne branca não engorda

Mentira. Apesar de conter menos gordura, a carne branca também engorda quando consumida em excesso, principalmente quando consumida com molhos calóricos, como o molho branco e molho de 4 queijos.

4. Carne mal passada faz mal

Depende da origem da carne. Consumir carnes mal passadas só faz mal à saúde se ela estiver contaminada com parasitas como a tênia ou bactérias que causam infecção intestinal. Assim, deve-se sempre comprar carnes em locais que garantam seu processamento e origem, pois apenas o cozimento adequado elimina a contaminação de carnes não seguras.

5. Carne de porco faz mal

Mentira. Assim como a carne de vaca, a carne de porco só faz mal se estiver contaminada e se não for bem cozida, mas quando um cozimento adequado é feito, essa carne também é segura para consumo.

Esta informação foi útil?
Atualizado por Manuel Reis, Enfermeiro - em Fevereiro de 2021. Revisão clínica por Tatiana Zanin, Nutricionista - em Fevereiro de 2021.
Mais sobre este assunto: