Mirtazapina: para que serve e como tomar

A mirtazapina é um remédio antidepressivo indicado para o tratamento da depressão em adultos pois atua no cérebro, melhorando a comunicação entre os neurônios e restaurando o equilíbrio químico no cérebro. 

Esse remédio pode ser encontrado em farmácias ou drogarias na forma de comprimidos simples ou orodispersíveis de 15, 30 ou 45 mg, com o nome comercial de Remeron, na forma de genérico como mirtazapina, ou com os nomes comerciais Razapina ou Menelat, por exemplo.

A mirtazapina deve ser usada nas doses e pelo tempo de tratamento indicados pelo médico e é vendido somente com prescrição e retenção da receita pela farmácia.

Mirtazapina: para que serve e como tomar

Para que serve

A mirtazapina está indicada no tratamento da depressão maior em adultos com mais de 18 anos.

Como tomar

A dose normalmente recomendada de mirtazapina é de 15 a 45 mg por dia, em dose única diária, tomada de preferência à noite antes de dormir. Em alguns casos, o médico pode recomendar dividir a dose total diária em duas tomadas por dia, de manhã e à noite, sendo que a dose maior deve ser tomada à noite.

A forma de tomar varia com o tipo de comprimido que deve ser com um copo de água no caso do comprimido simples. Já para o comprimido orodispersível, deve-se colocar o comprimido sobre a língua para que se dissolva na boca, sem mastigar, não sendo necessário tomar água, mas pode-se beber um pouco após o comprimido ficar totalmente dissolvido e absorvido na boca.

As doses, o tipo de comprimido a tomar, e a duração do tratamento com a mirtazapina deve sempre ser feito com orientação médica.

Possíveis efeitos colaterais 

Os efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o tratamento com mirtazapina são aumento do apetite, sonolência, dor de cabeça, boca seca, náusea, diarréia, tontura, inchaço, tremores, queda da pressão arterial, dores nas articulações, pele amarelada ou visão turva.

Embora seja raro, a mirtazapina também pode causar diminuição dos glóbulos brancos do sangue e aumentar o risco de infecções que podem ser percebidas através de sintomas como febre, calafrios, dor de garganta, feridas na boca ou no nariz.

Além disso, deve-se comunicar ao médico caso a pessoa apresente alterações de humor ou comportamento, ansiedade, crises de pânico, insônia, dificuldade para dormir, impulsividade, irritação, agitação, agressividade, piora da depressão, ou pensamentos sobre suicídio.

A mirtazapina engorda?

A mirtazapina pode causar aumento do peso devido ao seu efeito colateral de aumento do apetite, e, por isso, seu uso deve sempre ser feito com indicação e acompanhamento médico.  

Quem não deve usar

A mirtazapina não deve ser usada por crianças, adolescentes com menos de 18 anos,  mulheres grávidas ou em amamentação, ou por pessoas que tenham alergia à mirtazapina ou qualquer outro componente dos comprimidos.

Além disso, a mirtazapina não deve ser usada por pessoas que utilizam medicamentos inibidores da monoamina oxidase (IMAO), como isocarboxazida, linezolida, fenelzina ou tranilcipromina, devendo-se esperar pelo menos 14 dias após o término do tratamento com os inibidores da monoaminoxidase para iniciar o tratamento com mirtazapina.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • DRUGS.COM. Mirtazapine. 2021. Disponível em: <https://www.drugs.com/mirtazapine.html>. Acesso em 08 Nov 2021
  • SANDOZ DO BRASIL INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA. Mirtazapina. 2019. Disponível em: <https://www.sandoz.com.br/sites/www.sandoz.com.br/files/PF-mirtazapina.pdf>. Acesso em 08 Nov 2021
  • MERCK SHARP & DOHME FARMACÊUTICA LTDA. Remeron. 2014. Disponível em: <http://200.199.142.163:8002/FOTOS_TRATADAS_SITE_14-03-2016/bulas/13868.pdf>. Acesso em 08 Nov 2021
  • GILL, Hartej; et al. Antidepressant Medications and Weight Change: A Narrative Review. Obesity (Silver Spring). 28. 11; 2064-2072, 2020
  • AL-MAJED, A.; et al. Mirtazapine. Profiles Drug Subst Excip Relat Methodol. 43. 209-254, 2018
Mais sobre este assunto: