O que acontece a um homem que toma paroxetina?

“Sou homem e tomo paroxetina, quais os efeitos que podem surgir? Posso mesmo ficar com impotência sexual?”

Dr.ª Janessa Oliveira

Farmacêutica e Bioquímica

CRF-SP 22143

Dr.ª Janessa Oliveira
Não tem agenda disponível
Buscar Psiquiatra perto de você

Uma reação muito comum em homens que tomam paroxetina é a disfunção sexual.

A paroxetina é indicada para tratar, entre outras doenças, a depressão. A depressão já pode causar disfunção sexual, mas o uso da paroxetina também parece ser responsável pelo surgimento do problema ou seu agravamento.

Alguns problemas relacionados ao desempenho sexual que podem ser causados pela paroxetina são:

  • Diminuição do desejo sexual;
  • Problemas com o orgasmo (menos intensidade ou ausência de orgasmos, por exemplo);
  • Atraso ou falta de ejaculação;
  • Disfunção erétil.

Confira outros efeitos colaterais da paroxetina e em que casos não deve ser usada.

A paroxetina também pode afetar a qualidade do sêmen e diminuir a fertilidade de alguns homens. Porém, a qualidade do sêmen tende a regressar ao normal quando o homem deixa de tomar paroxetina.

Sempre que suspeitar que um medicamento antidepressivo, como a Paroxetina, possa estar causando algum tipo de reação adversa, consulte um psiquiatra ou fale com o médico que receitou o seu uso. O médico poderá adequar a dosagem ou, se necessário, receitar outro medicamento com menor risco de efeitos secundários.

0% dos leitores acham este conteúdo útil (1 avaliações nos últimos 12 meses)
  • Iremos publicar sua pergunta de forma anônima.
  • Faça uma pergunta clara, curta e sem incluir dados pessoais.
  • Não peça um diagnóstico ou 2ª opinião sobre tratamentos que já esteja realizando.
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta. O seu email nunca será publicado online.
Marque consulta com um Psiquiatra perto de você!

Atendemos mais de 150 convênios em 9 estados do Brasil*.

Marcar Consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.