Fiz cirurgia de retirada da vesícula, quando posso ter relações?

“Quantos dias após cirurgia de retirada da vesícula pode ter relações?”

Dr.ª Janyele Sales

Médica de Saúde Familiar

CRM 177392-SP

Dr.ª Janyele Sales
Não tem agenda disponível
Buscar Cirurgião perto de você

Geralmente é recomendado esperar entre 7 a 14 dias após a cirurgia para voltar a ter relações sexuais, no entanto o intervalo de tempo pode variar de acordo com o tipo de cirurgia.

Se a retirada da vesícula tiver sido realizada por videolaparoscopia, a recuperação tende a ser mais rápida e o retorno à atividade sexual e outras atividades físicas pode acontecer mais rapidamente.

Já em casos de cirurgia por via de acesso aberta, o tempo de recuperação tende a ser maior.

A maioria dos médicos tende a orientar o retorno à atividade física leve, como tarefas domésticas, em torno de 7 a 14 dias. Para o retorno às atividades físicas intermédias, como malhar e exercitar-se em academia, esse tempo pode ser de 30 a 45 dias. Já para atividades mais intensas, como levantar peso, o tempo preconizado é de 60 dias.

Este tempo deve ser respeitado porque só assim é possível evitar a ocorrência de complicações pós-cirúrgicas como desenvolvimento de hérnias umbilicais.

Nossa recomendação
Existem vários fatores que podem influenciar a recuperação após a cirurgia, alterando o tempo recomendado até ao início da atividade sexual. Dessa forma, o melhor é conversar e seguir as orientações de um cirurgião.
Qual médico consultar: Cirurgião
Marcar consulta
33% dos leitores acham este conteúdo útil (3 avaliações nos últimos 12 meses)
  • Iremos publicar sua pergunta de forma anônima.
  • Faça uma pergunta clara, curta e sem incluir dados pessoais.
  • Não peça um diagnóstico ou 2ª opinião sobre tratamentos que já esteja realizando.
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta. O seu email nunca será publicado online.
Marque consulta com um Cirurgião perto de você!

Atendemos mais de 150 convênios em 9 estados do Brasil*.

Marcar Consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.