Massagem perineal: o que é e como fazer corretamente

Revisão clínica: Marcelle Pinheiro
Fisioterapeuta
maio 2022

A massagem perineal é um tipo de massagem feita na região íntima da mulher que ajuda a alongar e fortalecer os músculos perineais facilitando a saída do bebê durante o parto normal e reduzindo as chances de lacerações (“rasgões”).

Esta massagem pode ser feita em casa mas, idealmente, deve ser orientada pelo ginecologista, obstetra ou fisioterapeuta pélvico.

Fazer a massagem no períneo é uma boa forma de aumentar a lubrificação, tornar a pele mais maleável, deixar os músculos mais fortes e elásticos, além de proporcionar maior conforto e aumento do prazer sexual.

Como fazer a massagem perineal

A massagem no períneo deve ser realizada todos os dias, à partir das 30 semanas de gestação, e deve durar aproximadamente 10 minutos. Os passos são:

  1. Lavar as mãos e passar uma escovinha por baixo das unhas. As unhas devem ser mantidas o mais curta possível;
  2. Aplicar um lubrificante à base de água para facilitar a massagem, sem o risco de infecções, não se deve usar óleo ou creme hidratante;
  3. A mulher deve sentar-se de forma confortável, apoiando as costas com almofadas confortáveis;
  4. Deve-se aplicar o lubrificante nos dedos polegar e indicador, e também na região do períneo e entrada da vagina;
  5. A mulher deve introduzir cerca de metade do indicador na vagina, e empurrar o tecido perineal para trás, em direção ao ânus;
  6. Em seguida deve-se empurrar o tecido para os lados e, após 2 minutos, retornar a posição inicial;
  7. A seguir deve-se massagear lentamente a parte inferior da vagina, em forma de U;
  8. Colocar metade dos 2 polegares ou do indicador (o que for mais fácil) na entrada da vagina e pressionar o tecido perineal até o máximo que conseguir, até sentir um desconforto ou ligeira queimação e manter essa posição por 1 minuto. Repetir 2-3 vezes.
  9. A seguir deve pressionar da mesma forma em direção às laterais, mantendo também 1 minuto de estiramento.

A massagem perineal também é útil para fazer no pós-parto, se tiver existido por um episiotomia, pois ajuda a manter a elasticidade dos tecidos e a dissolver os pontos de fibrose que podem se formar ao longo da cicatriz. Além disso, reduz o desconforto sexual, muito comum no pós-parto.

Como fazer a massagem com EPI-No

O EPI-No é um pequeno equipamento, que funciona de forma semelhante ao aparelho que mede a pressão. Consiste em apenas um balão de silicone que deve ser introduzido na vagina e que deve ser inflado manualmente pela mulher. Assim, a mulher tem total controle do quanto o balão pode encher dentro do canal vaginal, alongando os tecidos musculares, da mucosa e da pele.

Para usar o EPI-No deve-se colocar lubrificante na entrada da vagina e também no balão de silicone insuflável EPI-No. Depois, é preciso insuflar apenas o suficiente para que ele seja capaz de entrar na vagina e depois de acomodado deve-se insuflar novamente o balão para que ele possa se expandir e alongar os músculos perineais e a mucosa vaginal interna.

Este equipamento pode ser usado 1 a 2 vezes ao dia, a partir das 34 semanas de gestação, pois completamente seguro, não afetando negativamente o bebê. O ideal é que seja usado todos os dias para um alongamento progressivo da musculatura perineal, o que pode facilitar bastante o nascimento do bebê. Este pequeno equipamento pode ser comprado pela internet mas também pode ser alugado por algumas doulas.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em maio de 2022. Revisão clínica por Marcelle Pinheiro - Fisioterapeuta, em maio de 2022.

Bibliografia

  • COCHRANE DATABASE OF SYSTEMATIC REVIEWS. Antenatal perineal massage for reducing perineal trauma (Review). 2013. Disponível em: <https://www.cochranelibrary.com/cdsr/doi/10.1002/14651858.CD005123.pub3/epdf/abstract>. Acesso em 17 mai 2022
  • JONES, L. E.; MERSDEN, N.. The application of antenatal perineal massage: a review of literature to determine instruction, dosage and technique. Journal of the Association of Chartered Physiotherapists in Women’s Health. 8-11, 2008
Mostrar bibliografia completa
  • LUCHETI, Gislaine C et al.. Efeito da massagem perineal no tratamento da disfunção sexual dispareunia. Periódicos Uniamérica. 2020
Revisão clínica:
Marcelle Pinheiro
Fisioterapeuta
Formada em Fisioterapia pela UNESA em 2006 com registro profissional no CREFITO- 2 nº. 170751 - F e especialista em dermatofuncional.