Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Jurubeba: o que é, para que serve e como consumir

Dezembro 2020

A jurubeba é uma planta medicinal de gosto amargo da espécie Solanum paniculatum, também conhecida como jubebe, jurubeba-verdadeira, jupeba, juribeba, jurupeba, que possui folhas lisas e espinhos curvos no tronco, pequenos frutos amarelos e flores da cor lilás ou branca e pode ser usada como auxiliar no tratamento de doenças, na culinária ou para preparar bebidas alcoólicas como cachaça ou vinho.

A raiz da jurubeba pode ser usada no tratamento de doenças como a anemia, artrite, doenças do fígado ou problemas digestivos. Já as folhas podem ser usadas para problemas do trato gastrointestinal como excesso de gases ou sensação de queimação no estômago, além de bronquite, tosse e problemas no fígado como hepatite ou icterícia, por exemplo.

A jurubeba pode ser comprada em algumas lojas de produtos naturais, feiras livres ou em alguns mercados. Além disso, a jurubeba faz parte da relação de plantas do Sistema Único de Saúde (SUS) para o desenvolvimento de fitoterápicos. No entanto, a jurubeba não deve ser usada por mais de 1 semana pois pode causar efeitos colaterais como diarréia, gastrite, náusea ou aumento das enzimas do fígado. Por isso, é importante usar essa planta medicinal com orientação de um médico ou outro profissional de saúde que tenha experiência com o uso de plantas medicinais.

Jurubeba: o que é, para que serve e como consumir

Para que serve

A jurubeba possui propriedades medicinais anti-inflamatória, descongestionante, digestiva, diurética, laxante, contra febre, protetora do fígado e tônico vascular, além de purificar o sangue e desobstruir o fígado e o baço. 

As principais indicações da jurubeba são:

  • Hepatite ou icterícia;
  • Gastrite, úlcera gástrica ou sensação de queimação no estômago;
  • Falta de apetite;
  • Excesso de gases intestinais;
  • Prisão de ventre;
  • Náusea;
  • Emagrecimento;
  • Anemia; 
  • Artrite;
  • Tosse ou bronquite;
  • Febre;
  • Gripe;
  • Problemas de bexiga como cistite; 
  • Diabetes; 
  • Inflamação no baço;
  • Erisipela;
  • Feridas na pele;
  • Acne; 
  • Contusões;
  • Malária.

Além disso, as raízes e frutos da jurubeba têm propriedades diuréticas e anti-inflamatórias, podendo ser útil para auxiliar no tratamento da infecção da bexiga ou do trato urinário.

Como usar a jurubeba

A jurubeba pode ser usada em chás por infusão, tintura, suco das raízes e frutos, conserva ou em pó.

Chá de jurubeba para beber

Jurubeba: o que é, para que serve e como consumir

O chá de jurubeba pode ser usado para problemas no fígado ou estômago, febre, artrite, bronquite ou tosse ou como diurético e tônico, por exemplo.

Ingredientes

  • 2 colheres de sopa de folhas, frutos ou flores de jurubeba;
  • 1 litro de água.

Modo de preparo

Ferver a água, adicionar a jurubeba e deixar ferver por 5 a 10 minutos. Desligar o fogo, tampar e deixar 10 minutos descansando.  Coar e beber o chá. Pode-se tomar 3 xícaras de chá morno, sem açúcar por dia, por no máximo 1 semana.

Cataplasma de jurubeba

Jurubeba: o que é, para que serve e como consumir

O chá de jurubeba deve ser feito para uso externo apenas e pode ser usado na pele para cicatrizar feridas, para acne, contusões ou para lavar feridas.

Ingredientes

  • 1 colher de sopa de folhas cortadas em pedaços;
  • 1 xícara de chá.

Modo de preparo

Colocar a água para ferver e adicionar a jurubeba. Deixar ferver por 10 minutos e coar. Esperar amornar, colocar o cataplasma em uma compressa limpa e seca, de preferência uma gaze estéril, por exemplo, e aplicar no local da lesão.

Suco de jurubeba

Jurubeba: o que é, para que serve e como consumir

O suco de jurubeba deve ser preparado com o fruto e raízes da jurubeba e é indicado para infecção na bexiga ou trato urinário, anemia, tosse ou bronquite. 

Ingredientes

  • 1 colher de sopa de fruto de jurubeba;
  • 1 colher de sopa de raiz de jurubeba;
  • 1 litro de água.

Modo de preparo

Juntar todos os ingredientes no liquidificador e bater até ter uma mistura homogênea. Pode-se adoçar com mel que também é bom para melhorar a tosse ou a bronquite e para melhorar o gosto amargo. Tomar de 1 a 2 copos do suco de jurubeba por dia, por no máximo 1 semana.

Conserva de jurubeba

Jurubeba: o que é, para que serve e como consumir

A conserva de jurubeba pode ser preparada para consumir na comida, na salada ou em sopas, por exemplo.

Ingredientes

  • 1 xícara de frutos frescos de jurubeba;
  • 2 dentes de alho picados;
  • Água para cozinhar os frutos;
  • Sal a gosto;
  • Azeite a gosto;
  • Temperos a gosto como pimenta do reino, folhas de louro, manjerona ou outras ervas;
  • Vinagre em quantidade suficiente para cobrir o pote de vidro.

Modo de preparo

Lavar e limpar os frutos frescos de jurubeba e deixar de molho em água por 24 horas. Após esse tempo, ferver os frutos da jurubeba com água e adicionar o sal. Trocar a água da jurubeba por 5 a 6 vezes para tirar o gosto amargo. Escorrer a água e esperar os frutos esfriarem. Em seguida, colocar os frutos em um pote de vidro limpo, lavado com água fervente limpo, e seco. Acrescentar o vinagre até encher o pote e adicionar o alho e os temperos. Deixar curtir por dois dias antes de consumir.

Tintura de jurubeba

A tintura de jurubeba pode ser comprada em farmácias de produtos naturais ou ervanários e usada para estimular as funções digestivas, problemas no fígado ou anemia, além de ter ação descongestionante e diurética. 

Para usar a tintura de jurubeba, deve-se diluir 20 gotas da tintura em um copo de água, até 3 vezes ao dia ou conforme orientado pelo médico, fitoterapeuta ou farmacêutico.

Além disso, antes de usar a tintura, deve-se verificar a bula, pois a dose pode variar de um laboratório para outro.

Possíveis efeitos colaterais

A jurubeba quando consumida por mais de 1 semana ou em quantidade maior do que a recomendada, pode causar diarreia, gastrite, náuseas ou vômitos ou lesão no fígado como a diminuição da produção ou interrupção do fluxo de bile pela vesícula biliar que leva a uma coloração amarela da pele e dos olhos, urina escura e coceira por todo corpo.

Quem não deve usar

A jurubeba não deve ser usada na gravidez, amamentação e por mais de 1 semana pois pode causar intoxicação e aparecimento dos efeitos colaterais.

Esta informação foi útil?

Sua opinião é importante! Escreva aqui como podemos melhorar o nosso texto:

Ficou alguma dúvida? Clique aqui para ser respondido.
Verifique o email de confirmação que lhe enviamos.

Bibliografia

  • DÍAZ, Alexander Bárbaro Valerino . Estudo químico e biológico do extrato etanol 70 % das folhas de Solanum paniculatum L. (Solanaceae). Tese de doutorado em Química, 2018. UNESP - Universidade Estadual Paulista.
  • TENÓRIO, John Aldson Bezerra. Caracterização química, toxicológica e atividades farmacológicas do extrato das raízesde Solanum paniculatum L. Tese de doutorado em Desenvolvimento e Inovação Tecnológica em Medicamentos, 2015. Universidade Federal Rural de Pernambuco.
  • SOUZA, Gabriela R.; et al. Chemical profile, liver protective effects and analgesic properties of a Solanum paniculatum leaf extract. Biomedicine & Pharmacotherapy. 110. 129-138, 2019
  • MACÊDO-COSTA; Maria Regina; et al. Solanum paniculatum Linn: A potential antimicrobial agent against oral microorganisms. African Journal of Microbiology Research. 11. 48; 1688-1692, 2017
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Enviar Mensagem