Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que pode causar ínguas no pescoço

A íngua no pescoço normalmente surge devido a infecções simples, como gripes, resfriados ou dores de garganta, por exemplo. No entanto, a íngua no pescoço também pode ser sinal de um problema mais grave, como câncer ou tumor, na região ao redor da íngua.

Assim, as principais causas do surgimento de ínguas no pescoço incluem:

1. Gripes e resfriados

Esta é uma das principais causas do surgimento de ínguas e acontece devido à infecção do organismo por vírus comuns como os da gripe ou resfriado. Neste tipo de problema, as ínguas podem surgir em qualquer local do pescoço.

O que fazer: deve-se fazer o tratamento da gripe ou resfriado, pois as ínguas desaparecem quando o vírus é eliminado.

O que pode causar ínguas no pescoço

2. Inflamação da garganta

Embora a garganta inflamada possa surgir nos casos de gripe, ela também pode acontecer devido a infecções bacterianas, como acontece na amigdalite, por exemplo. Nestes casos, os gânglios linfáticos ficam inflamados devido ao excesso de trabalho do sistema imune para combater a infecção.

Além das ínguas, que normalmente surgem na lateral do pescoço, também é possível ter outros sintomas como dor na garganta, especialmente ao engolir, febre e mau hálito.

O que fazer: é aconselhado consultar um clínico geral para avaliar a necessidade de fazer o tratamento da garganta inflamada com antibióticos.

3. Infecção do ouvido

As infecções do ouvido são semelhantes às inflamações da garganta e, por isso, também ativam o sistema imune, podendo levar ao surgimento de ínguas, especialmente na região atrás das orelhas.

Este tipo de infecção provoca ainda outros sintomas como dor no ouvido, dificuldade para escutar, coceira ou produção de pus.

O que fazer: deve-se ir ao otorrinolaringologista para avaliar a infecção e iniciar o uso de antibiótico, se necessário. Geralmente, as ínguas desaparecem assim que a infecção fica tratada.

4. Feridas ou picadas na pele

As feridas e picadas são locais onde as bactérias e vírus podem facilmente entrar no organismo e, quando isso acontece, o sistema imune começa a trabalhar para eliminar o problema. Nos casos mais graves, em que existe um elevado número de micro-organismos o sistema imune trabalha em excesso e pode levar à inflamação das ínguas.

O que fazer: deve-se identificar o local da ferida ou picada e avaliar se existem sinais de infecção como vermelhidão, inchaço ou dor intensa. Caso isso aconteça, deve-se ir num clínico geral para iniciar o tratamento adequado.

5. Doenças autoimunes

As doenças autoimunes, como HIV, lúpus ou artrite reumatoide afetam gravemente o sistema imune e, por isso, as células de defesa danificadas podem se acumular nos gânglios linfáticos, provocando a sua inflamação e o surgimento das ínguas.

Nestes casos, as ínguas podem aparecer em vários locais do corpo, além do pescoço, sem que exista o desenvolvimento de outros sintomas. 

O que fazer: se existir suspeitas de estar com uma doença autoimune é aconselhado ir no clínico geral para fazer exames gerais e iniciar o tratamento adequado, se necessário.

6. Câncer

Os vários tipos de câncer exigem um trabalho elevado por parte do sistema imune e, por isso, é comum o surgimento de ínguas em várias regiões do corpo. Porém, os tipos mais frequentes de câncer que provocam ínguas são os linfomas e a leucemia.

O que fazer: quando todas as outras causas já foram excluídas, mas as ínguas ainda estão presentes deve-se fazer exames de sangue para identificar marcadores tumorais ou outros exames que ajudam no diagnóstico, como tomografia computadorizada ou ressonância magnética.

Como é feito o tratamento

Como a íngua é a resposta do organismo em relação à presença de micro-organismos invasores e/ou inflamações, seu tratamento consiste em eliminá-los. Por isso, pode ser necessário tomar analgésicos, anti-inflamatórios ou até mesmo antibióticos, dependendo do que está gerando a íngua.

Embora não seja muito frequente, a íngua no pescoço pode ser um dos sintomas do linfoma, um tipo de tumor  que afeta o sistema imune e, neste caso, deve-se recorrer Oncologista, tendo a radioterapia e a quimioterapia as formas de tratamento.

Mas, um ótimo remédio caseiro para íngua é o cataplasma de argila com cebola ralada, que ajuda o organismo no combate aos agentes invasores. Consumir alimentos ricos em vitamina C e beber bastante água também é indicado para fortalecer as defesas do indivíduo.

Quando ir ao médico

Uma vez que a íngua no pescoço pode ser sinal de problemas graves, é recomendado consultar um clínico geral quando as ínguas surgem sem razão aparente, aumentam de tamanho ao longo do tempo, são muito duras ou são acompanhadas de outros sintomas como febre persistente, suores noturnos ou perda de peso sem causa.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...