Indux: como funciona e como tomar

Revisão clínica: Flávia Costa
Farmacêutica
abril 2022

O Indux é um medicamento que pode ser indicado pelo médico no tratamento da infertilidade feminina resultante de anovulação, que corresponde à incapacidade da mulher em ovular, já que possui como substância ativa o citrato de clomifeno, que é capaz de estimular a ovulação em mulheres que não ovulam.

Antes de iniciar o tratamento com Indux, é importante que sejam realizados os exames indicados pelo ginecologista para excluir outras possíveis causas de infertilidade na mulher e a eficácia de outros tratamentos.

Este remédio pode ser comprado nas farmácias convencionais, mediante apresentação de receita médica, sob a forma de comprimidos com 50 mg de citrato de clomifeno. 

Para que serve e como funciona

O Indux é indicado para tratar a infertilidade feminina, causada pela falta de ovulação. Além disso, também pode ser indicado para estimular a produção de óvulos antes de realizar uma inseminação artificial ou qualquer outra técnica de reprodução assistida. 

O citrato de clomifeno presente no Indux, age estimulando a ovulação em mulheres que não ovulam. O clomifeno compete com o estrogênio endógeno nos receptores estrogênicos no hipotálamo e leva ao aumento da produção das gonadotrofinas pituitárias, responsáveis pela secreção de GnRH, LH e FSH. Este aumento resulta numa estimulação do ovário, com consequente maturação do folículo e desenvolvimento do corpo lúteo. A ovulação ocorre geralmente de 6 a 12 dias após o ciclo de Indux.

Como usar

O tratamento com Indux deve ser feito em 3 ciclos, de forma continua ou alternada, de acordo com a indicação do ginecologista.

A dose recomendada para o primeiro ciclo do tratamento é de 1 comprimido de 50 mg por dia, durante 5 dias, tomado sempre no mesmo horário, conforme orientado pelo ginecologista. Em mulheres que não menstruam, o tratamento pode ser iniciado em qualquer período do ciclo menstrual. Se for programada indução da menstruação pelo uso de progesterona ou se ocorrer menstruação espontânea, o medicamento deve ser administrado a partir do 5º dia do ciclo.

Se a ovulação ocorrer com esta posologia, não há vantagem em aumentar a dose nos 2 ciclos seguintes. Se a ovulação não ocorrer após o primeiro ciclo de tratamento com Indux, deve ser realizado um segundo ciclo com uma dose de 100 mg por dia, equivalente a 2 comprimidos, durante 5 dias, após 30 dias do tratamento anterior.

Possíveis efeitos colaterais

Alguns dos efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o tratamento com Indux são o aumento do tamanho dos ovários, ondas de calor, sintomas visuais, desconforto abdominal, náuseas, vômitos, dor de cabeça, sangramento uterino anormal e dor para urinar.

Quem não deve usar

O Indux não deve ser usado por homens ou por pessoas com hipersensibilidade a qualquer componente presente na fórmula.

Além disso, o Indux não deve ser usado durante a gravidez e lactação, em pessoas com doença no fígado, com tumores hormônio-dependentes, sangramento uterino de origem indeterminada, cisto no ovário, exceto ovário policístico.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Flávia Costa - Farmacêutica, em abril de 2022.

Bibliografia

  • DRUGS.COM. Clomiphene. 2022. Disponível em: <https://www.drugs.com/clomiphene.html>. Acesso em 27 abr 2022
  • EMS SIGMA FARMA LTDA. Indux - citrato de clomifeno - comprimido de 50 mg. 2016. Disponível em: <https://docs.google.com/gview?url=https://uploads.consultaremedios.com.br/drug_leaflet/Bula-Indux-Paciente-Consulta-Remedios.pdf?1567004203&embedded=true>. Acesso em 27 abr 2022
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.