Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Hipospádia - urina que sai por baixo do pênis do bebê

A hipospádia é uma malformação genética nos meninos que se caracteriza pela abertura anormal da uretra em um local por baixo do pênis ao invés de na ponta. A uretra é o canal por onde sai a urina, e por isso essa doença provoca a saída de urina pelo local errado.

Esse problema tem cura e o seu tratamento deve ser feito nos 2 primeiros anos de vida da criança, através de cirurgia para corrigir o local de abertura da uretra.

Além disso, a hipospádia está dividida em 4 tipos principais, classificados de acordo com a localização da abertura da uretra, que incluem:

  • Distal: a abertura da uretra está localizada em algum lugar perto da cabeça do pênis;
  • Peniana: ​​a abertura da uretra está localizado ao longo do corpo do pênis;
  • Proximal: a abertura da uretra está localizada na região próxima do escroto;
  • Perineal: é o tipo mais raro, sendo a abertura da uretra localizada próxima do ânus, fazendo com que o pênis se encontre menos desenvolvido que o normal.
Hipospádia - urina que sai por baixo do pênis do bebê

No entanto, quando o menino apresenta a abertura da uretra na parte de cima do pênis, a malformação é conhecida como epispadia. Saiba mais aqui.

Sintomas

Os sintomas da hipospádia variam de acordo com o tipo de defeito apresentado pelo menino, mas normalmente surgem:

  • Excesso de pele na região do prepúcio, a ponta do pênis;
  • Falta da abertura da uretra na cabeça do órgão genital;
  • O genital não fica erecto, ficando com uma forma de anzol;
  • Urina não sai para a frente, sendo necessário o menino urinar sentado.

Quando o menino apresenta estes sintomas é recomendado consultar o pediatra para fazer o diagnóstico do problema e iniciar o tratamento adequado. Porém, é comum que a hipospádia seja identificada ainda na maternidade, nas primeiras horas após o nascimento.

Tratamento Cirúrgico

A cirurgia para hipospádia é a única forma de tratar este problema e deve ser feita entre os 6 meses e os 2 anos de idade da criança. Sendo assim, deve-se evitar fazer circuncisão antes da cirurgia, uma vez que pode ser necessário utilizar a pele do prepúcio para fazer a reconstrução do pênis do bebê.

Durante a cirurgia, a abertura errada da uretra é fechada e uma nova saída é feita na ponta do pênis, melhorando a estética do genital e permitindo uma função sexual normal no futuro.

Após a cirurgia a criança fica interna de 2 a 3 dias, podendo em seguida voltar para casa e fazer as atividades normais. No entanto, durante as 3 semanas seguintes os pais devem estar atentos ao surgimento de sinais de infecção no local da cirurgia, como inchaço, vermelhidão ou dor intensa, por exemplo.

Outra doença que impede o menino de fazer xixi normalmente é a fimose, por isso veja aqui os seus sintomas.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...