Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Hipertermia Maligna e como é feito o tratamento

A hipertermia maligna consiste no aumento descontrolado da temperatura corporal, que excede a capacidade do corpo de perder calor, não havendo qualquer alteração no ajuste do centro termorregulador hipotalâmico, que é o que geralmente acontece em situações de febre.

A hipertermia maligna pode ocorrer em pessoas que apresentam uma anormalidade hereditária nos músculos esqueléticos e que são expostas a anestésicos inalatórios, como halotano ou enflurano, por exemplo e também após a exposição a um relaxante muscular chamado de succinilcolina.

O tratamento consiste no arrefecimento do corpo e administração de medicamento na veia, que deve ser feito o quanto antes, já que a hipertermia maligna pode ser fatal.

O que é Hipertermia Maligna e como é feito o tratamento

Possíveis causas

A hipertermia maligna é causada por uma anomalia hereditária que ocorre no reticulo sarcoplasmático dos músculos esqueléticos, que provoca um aumento rápido da quantidade de cálcio dentro das células, em resposta à administração de anestésicos inalatórios, como o halonato ou enflurano, por exemplo, ou devido à exposição do relaxante muscular succinilcolina.

Saiba como funciona a anestesia geral e quais os riscos.

Esta elevação de cálcio no músculo esquelético, leva à formação de uma contratura muscular exagerada, causando um aumento brusco de temperatura.

Quais os sintomas

Os sintomas de hipertermia maligna geralmente ocorrem durante a exposição a uma anestesia e são temperatura alta, aumento dos batimentos cardíacos e do metabolismo muscular, rigidez e lesão muscular, acidose e instabilidade muscular.

Como é feito o tratamento

A hipertermia maligna deve ser tratada imediatamente por interrupção da anestesia e administração na veia de dantroleno sódico, pelo período de 24 a 48 horas, até que a pessoa possa usar o medicamento por via oral, se ainda for necessário. 

Além da administração deste medicamento, pode-se resfriar o corpo da pessoa com esponjas úmidas, ventiladores ou banhos de gelo e, caso estas medidas de resfriamento externo não sejam suficientes, pode-se ainda resfriar o corpo internamente através de uma lavagem gástrica com soro fisiológico gelado.

Em casos mais graves, em que não se consiga o abaixamento suficiente da temperatura, pode ser necessário realizar hemodiálise ou circulação extracorpórea com resfriamento do sangue.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem