Hiperplasia nodular focal: o que é, causas e tratamento

outubro 2021

A hiperplasia nodular focal é um tumor benigno com cerca de 5 cm de diâmetro, que se localiza no fígado, sendo o segundo tumor hepático benigno mais comum que, embora ocorra em ambos os sexos, é mais frequente no sexo feminino, em mulheres entre os 20 e os 50 anos de idade.

Geralmente, a hiperplasia nodular focal é assintomática e não necessita de tratamento, no entanto, deve-se ir ao médico com regularidade de forma a vigiar a sua evolução. Na maior parte dos casos, as lesões permanecem estáveis em número e dimensão e raramente se verifica a progressão da doença.

Possíveis causas

A hiperplasia nodular focal pode resultar do aumento do número de células em resposta a um aumento do fluxo sanguíneo numa malformação arterial.

Além disso, pensa-se que o uso de contraceptivos orais pode também estar associado a esta doença.

Quais os sinais e sintomas

A hiperplasia nodular focal tem geralmente cerca de 5 cm de diâmetro, podendo, embora raramente, alcançar mais de 15 cm de diâmetro.

Geralmente, este tumor é assintomático, sendo, na maior parte dos casos, encontrado acidentalmente em exames de imagem. Embora seja muito raro, pode eventualmente causar sintomas agudos devido a hemorragias.

Como é feito o tratamento

Em pessoas assintomáticas, com características típicas demonstradas em exames imagiológicos, não é necessário realizar tratamento. 

Uma vez que a hiperplasia nodular focal é um tumor benigno sem um potencial maligno, a remoção cirúrgica só deve ser realizada em situações em que haja dúvidas no diagnóstico, em lesões evolutivas ou em pessoas que apresentem algum sintoma.

Além disso, em mulheres que usam anticoncepcional, a interrupção da toma do contraceptivo oral é recomendada, já que os anticoncepcionais podem estar associados ao crescimento tumoral. 

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em outubro de 2021.

Bibliografia

  • LONGO, Dan L. et al.. Medicina interna de Harrison. 18.ed. São Paulo: AMGH Editora, 2013. 785.
  • TEIXEIRA, Marise S. et al.. HIPERPLASIA NODULAR FOCAL DO FÍGADO: APRESENTAÇÃO DE UM CASO E REVISÃO DA LITERATURA. Radiol Bras. 40. 4; 283-285, 2007
Mostrar bibliografia completa
  • ALERT LIFE SCIENCES COMPUTING. Hiperplasia nodular focal. Disponível em: <http://www.alert-online.com/pt/medical-guide/hiperplasia-nodular-focal>. Acesso em 13 mai 2019
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.