Herpes tem cura?

Atualizado em março 2023

A herpes é uma doença infecciosa que não tem cura, uma vez que não existe um remédio antiviral capaz de eliminar de vez o vírus do organismo. No entanto, existem vários medicamentos que ajudam a aliviar os sintomas, acelerar a recuperação e que podem, até, evitar uma nova crise.

A cura da herpes não pode ser alcançada para a herpes genital, nem para a herpes labial já que são causadas pelo mesmo tipo de vírus, o Herpes Simplex, sendo que o tipo 1 causa o herpes oral e o tipo 2 causa a herpes genital.

Embora não exista cura, muitos casos de herpes não apresentam qualquer sintoma, pois o vírus fica dormente por muitos anos, e a pessoa pode viver sem nunca saber que está infectada pelo herpes. No entanto, como o vírus está no organismo, essa pessoa apresenta risco de passar o vírus para outras.

Conteúdo sensível
Esta imagem pode apresentar conteúdo desconfortável para algumas pessoas.
Imagem ilustrativa número 1

Por que o herpes não tem cura?

O vírus do herpes é difícil de curar pois quando entra no corpo pode ficar dormente por muito tempo, não causando qualquer tipo de resposta por parte do sistema imune.

Além disso, o DNA deste vírus é muito complexo, o que torna muito difícil criar um remédio capaz de o eliminar, ao contrário do que acontece com outros tipos de vírus mais simples como o da caxumba ou do sarampo, por exemplo.

Como identificar a herpes

Para identificar a herpes, deve-se observar atentamente o local afetado. Este pode estar formigando, desconfortável ou coçando durante alguns dias, antes da ferida aparecer, até surgem as primeiras bolinhas de ar, circundadas por uma borda vermelha, que é dolorosa e muito sensível.

O diagnóstico laboratorial é feito ao analisar a presença do vírus da herpes microscopicamente numa raspagem feita na ferida, mas ele nem sempre é necessário. A maioria dos médicos consegue identificar a herpes somente olhando para a ferida.

Após alguns dias do surgimento da ferida da herpes, ela começa a secar sozinha, formando uma crosta mais fina e de cor amarelada, até que desaparece completamente, por volta dos 20 dias. Saiba como identificar os sintomas de herpes.

Remédios usados no tratamento

Embora não exista uma cura para o herpes, existem remédios que podem ser usados para tratar uma crise mais rapidamente. O remédio mais usado é o Aciclovir, que é um antiviral que é capaz de enfraquecer o vírus, fazendo com que deixe de provocar as alterações na pele.

Porém, também é importante manter a região bem limpa e seca, assim como corretamente hidratada. Veja outros cuidados e as formas de tratamento disponíveis.

Como acontece a transmissão

Uma vez que a herpes não tem cura, a pessoa que tem o vírus apresenta sempre algumas chances de passar o vírus para outras. No entanto, esse risco é maior que existem bolhas e feridas na pele causadas pelo herpes, já que o vírus pode ser passado através do líquido liberado por essas bolhas.

Algumas das formas mais comuns para a transmissão do herpes incluem beijar alguém com feridas de herpes, partilhar talheres ou copos, encostar no líquido liberado pelas bolhas do herpes ou ter relações sexuais sem preservativo, por exemplo.