Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Glicerina: o que é, para que serve e como usar

janeiro 2023

A glicerina, também conhecida como glicerol, é um composto natural com ação hidratante, emoliente, lubrificante e umectante, sendo, por isso, indicada para a hidratação da pele e dos cabelos.

Além disso, por ter um efeito laxante, a glicerina também é usada na forma de supositórios ou clister glicerinado, para ajudar no tratamento da prisão de ventre. Conheça mais sobre o supositório de glicerina.

A glicerina pode ser obtida através de óleos vegetais, como óleo de coco e de palma, ou da gordura de alguns animais, sendo usada, na forma líquida ou sólida, na fabricação de cosméticos, como cremes, shampoos e sabonetes, e de medicamentos.

Imagem ilustrativa número 1

Para que serve a glicerina

Os principais benefícios da glicerina são:

1. Hidratar a pele e os cabelos

Por possuir propriedades hidratantes, emolientes e umectantes, a glicerina melhora a hidratação, maciez e elasticidade da pele e cabelos, sendo, por isso, muito usada na fabricação de cremes hidratantes, shampoos, sabonetes e batons.

Além disso, a glicerina também pode ser usada em receitas caseiras para hidratar a pele e os cabelos. Confira algumas máscaras de hidratação para os cabelos.

2. Combater a prisão de ventre

A glicerina ajuda a combater a prisão de ventre, porque absorve a água para o intestino, umidificando as fezes e facilitando, assim, a evacuação.

A glicerina para combater a prisão de ventre pode ser encontrada na forma de supositório ou clister de glicerina, que é uma solução indicada para tratar a prisão de ventre, realizar exames radiológicos do reto ou para lavagem intestinal. Veja mais sobre o clister de glicerina.

3. Adoçar alimentos

Por ter propriedades umidificantes e adoçantes, a glicerina é usada pela indústria alimentícia para adoçar e melhorar a umidade de alimentos como sorvetes, barras de cereais, refrigerantes e molhos prontos, por exemplo.

O que é glicerina bidestilada?

A glicerina bidestilada é uma das formas de se extrair a glicerina de origem vegetal ou animal. No entanto, a glicerina bidestilada geralmente é obtida através da gordura de animais.

Assim, este tipo de glicerina pode ser o menos procurado por pessoas que seguem um estilo de vida e alimentação vegana, por exemplo.

Como usar

A glicerina é obtida através de óleos vegetais, como óleo de coco e de palma, ou da gordura de alguns animais, e pode ser indicada para:

  • Hidratar os cabelos: misturar, em um pote, 2 colheres de creme capilar hidratante com 1 colher de sopa de glicerina líquida. Após lavar com shampoo e secar bem os cabelos, aplicar a máscara por todos os fios, evitando aplicar na raiz. Deixar agir por 20 minutos e enxaguar bem os cabelos em água morna ou fria;
  • Hidratar a pele: diluir 1 colher de chá de glicerina líquida em 1 colher de chá de mel e 2 colheres de chá de água fria. Lavar e secar bem o rosto, aplicar a mistura e deixar agir por 10 minutos. Após, enxaguar bem com água fria ou morna;
  • Combater a prisão de ventre: umedecer o supositório de glicerina e introduzí-lo, com a ajuda dos dedos, no ânus e aguardar a vontade de evacuar. Já para usar o clister de glicerina, pressionar o frasco suavemente dentro do ânus e permanecer deitado até sentir vontade de evacuar.

Além disso, a glicerina também é usada pela indústria para a produção de medicamentos e cosméticos, como cremes, shampoos e sabonetes.

Possíveis efeitos colaterais

Em alguns casos, o supositório e o clister de glicerina podem causar cólica intestinal, diarreia, gases e aumento da sede. Além disso, outros possíveis efeitos colaterais incluem desconforto, irritação ou sangramento anal.

Quem não deve usar

Na pele e nos cabelos, a glicerina pode causar irritação, vermelhidão e coceira. Por isso, a glicerina deve ser usada somente diluída.

O supositório e o clister de glicerina devem ser evitados por pessoas com apendicite, colite ulcerativa, com sangramento pelo ânus de causa não identificada, hemorroidas, fístula anal, obstrução do intestino ou durante a recuperação de uma cirurgia no reto.

A glicerina é contraindicada para pessoas com alergia a esse produto. Mulheres grávidas ou amamentando, pessoas com insuficiência cardíaca, doenças renais, hepáticas ou com desidratação devem usar a glicerina somente sob a orientação de um médico.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em janeiro de 2023.

Bibliografia

  • CLEVELAND CLINIC. Glycerin Rectal Suppositories. Disponível em: <https://my.clevelandclinic.org/health/drugs/23729-glycerin-rectal-suppositories>. Acesso em 16 jan 2023
  • BECKER, C, Llilian et al. Safety Assessment of Glycerin as Used in Cosmetics. International College of Toxicology. Vol.38. 3.ed; 2019
Mostrar bibliografia completa
  • DRUGS.COM. Fleet Enema (rectal). 2022. Disponível em: <https://www.drugs.com/mtm/fleet-enema-rectal.html>. Acesso em 16 jan 2023
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.

Tuasaude no Youtube

  • SUCO IDEAL para soltar o INTESTINO PRESO

    10:15 | 969957 visualizações
  • Como ter uma PELE PERFEITA | com @depoisdosquinze

    14:28 | 68227 visualizações