6 dicas para hidratar o cabelo ressecado

Revisão clínica: Bruna Ribeiro
Especialista em Estética Avançada
abril 2022

A hidratação do cabelo ressecado pode ser feita através de um creme ou máscara de hidratação, um sérum capilar ou até mesmo lavando o cabelo com água fria. Essas técnicas ajudam a reter a água dentro do fio, evitam que as cutículas do cabelo fiquem abertas e fornecem nutrientes para manter o cabelo saudável e hidratado. 

A hidratação é fundamental para todos os tipos de cabelo, principalmente quando submetidos a química, como tinturas ou alisamentos, por exemplo, ou quando estão expostos constantemente à poluição, água com cloro ou radiação solar, pois são fatores que podem deixar os fios mais ressecados e quebradiços.

Além da hidratação, é indicado secar, delicadamente, os fios com uma toalha, sem friccionar o cabelo e sempre usar protetor térmico antes de usar o secador ou a chapinha, para prolongar o efeito da hidratação.

As principais formas de hidratar o cabelo ressecado são:

1. Aplicar uma máscara de hidratação

Usar uma máscara de hidratação nos cabelos é fundamental, pois ajuda a repor a água que os fios perdem ao longo do tempo, reduzindo o ressecamento e o efeito frizz. É recomendado realizar a hidratação dos cabelos, pelo menos, 1 vez na semana, principalmente se há exposição ao calor, como o uso do secador ou chapinha, se o cabelo permanece constantemente preso ou se tem contato com radiação solar constante e sujeira, por exemplo.

Antes de aplicar a máscara de hidratação, deve-se lavar o cabelo com shampoo, para abrir as cutículas do fio e melhorar a ação da máscara e, em seguida, retirar o excesso de água usando uma toalha. Depois, deve-se desembaraçar o cabelo suavemente, com uma escova ou pente de dentes largos, separar o cabelo em mechas menores e  aplicar a máscara (mecha por mecha) de cima para baixo, evitando passar o produto muito próximo à raiz. Deve-se deixar a máscara atuando por 20 minutos ou de acordo com as instruções da máscara utilizada. Para potencializar o efeito da máscara, pode-se optar por enrolar uma toalha na cabeça ou usar uma touca térmica. Por fim, deve-se enxaguar bem a cabeça e usar o condicionador para selar os fios.

O creme de hidratação pode ser comprado numa loja, mas também pode ser preparado em casa com ingredientes naturais como óleo de coco, mel ou abacate. Veja como preparar opções caseiras de creme hidratante para o cabelo ressecado.

2. Usar um sérum capilar

O sérum para cabelo é um concentrado de óleos e vitaminas que tem como objetivo recuperar o fio, selar as cutículas, manter a hidratação e evitar a quebra e as pontas duplas. Além disso, o sérum protege o cabelo dos efeitos do calor, dos raios solares, da sujeira e da poluição, que podem deixar o cabelo ainda mais ressecado.

Existem diversos tipos de sérum para todos os tipos de cabelo, podendo ser utilizados com os cabelos secos ou molhados, antes ou depois de fazer a chapinha, por exemplo.

Além disso, alguns tipos de sérum podem potencializar o efeito das máscaras hidratantes para o cabelo, podendo ser aplicados após a realização da hidratação.

3. Fazer massagem com óleos naturais

Fazer uma massagem no couro cabeludo e na extensão dos fios com óleos naturais, como o óleo de coco, óleo de amêndoas, óleo de argan ou óleo de jojoba, ajuda a aumentar a hidratação dos fios ressecados. Isso porque os óleos fornecem nutrientes para manter o cabelo saudável, aumentam a circulação sanguínea no couro cabeludo, fortalecem a raiz e promovem o crescimento do cabelo. Conheça outras dicas para ajudar no crescimento do cabelo.

A massagem com óleos, feita regularmente, ajuda a reverter os efeitos prejudiciais de tratamentos químicos, como tinturas ou alisamentos, por exemplo, poluição ou água com cloro, que podem causar danos nos cabelos, deixando-o mais seco, desidratado e porosos.

Para fazer a massagem deve-se aplicar o óleo mecha por mecha, da raiz até a ponta dos fios, deslizando os dedos por cerca de 3 minutos em cada mecha. Pode-se massagear também o couro cabeludo, fazendo movimentos circulares e leves por cerca de 10 minutos, deixando agir por 30 minutos, e em seguida, lavar o cabelo com shampoo e condicionador para cabelos secos. Já ao pentear o cabelo, é recomendado utilizar escovas ou pentes com cerdas macias e pentear os cabelos quando ainda estiverem úmidos.

4. Lavar o cabelo com água fria ou morna

Lavar o cabelo com água fria ajuda a reter a oleosidade natural dos fios, fechar os poros e selar as cutículas, deixando o cabelo mais macio, suave e hidratado. Além disso, com os poros dos fios fechados, o cabelo fica menos exposto aos efeitos prejudiciais da poluição e do suor, por exemplo, que podem ressecar o cabelo.

Como lavar o cabelo com água fria pode ser desconfortável para algumas pessoas, nesses casos, deve-se dar preferência por lavar o cabelo com água morna, mas nunca quente, pois a água quente desidrata os fios e pode piorar o ressecamento do cabelo. 

Além disso, é recomendado lavar com água morna especialmente antes de aplicar cremes hidratantes, pois promove a abertura das cutículas dos fios, facilitando a penetração dos nutrientes da máscara e uma melhor hidratação do cabelo.

5. Usar um leave-in com proteção solar

Usar um leave-in ou creme sem enxágue com proteção solar, é uma boa forma de manter a hidratação do cabelo no dia-a-dia, pois age como uma barreira que evita os danos causados pela radiação ultravioleta do sol, que podem provocar abertura das cutículas dos fios e a perda de nutrientes e umidade, deixando o cabelo ressecado.

O leave-in com protetor solar deve ser aplicado após lavar o cabelo, sendo recomendado reaplicar sempre que se molhar o cabelo, após usar a piscina ou entrar no mar, por exemplo.

6. Aplicar um protetor térmico

A aplicação de um protetor térmico ajuda a proteger o fio contra o calor, formando uma camada que permite reter a água dentro do fio, mantendo a umidade do cabelo, reduzindo o risco de formação de frizz e os efeitos prejudiciais da chapinha, secador de cabelo ou babyliss.

Os protetores térmicos podem ser encontrados na forma de spray, sérum ou cremes, e podem ser aplicados nos cabelos molhados, mas sem excesso de água, espalhando por todo comprimento do fio até as pontas, de forma suave. Em seguida, deve-se deixar os cabelos secarem naturalmente ou secar com o secador antes de usar a chapinha ou babyliss.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Bruna Ribeiro Priv - , em abril de 2022. Revisão clínica por Bruna Ribeiro - Especialista em Estética Avançada, em abril de 2022.

Bibliografia

  • How Heat Damages Human Hair. 2015. Disponível em: <https://www.voanews.com/a/how-heat-damages-human-hair/2993575.html>. Acesso em 22 abr 2022
  • VALA G.S, KAPADIYA P.K. . Medicinal Benefits of Coconut Oil. International Journal of Life Sciences Research. 2. 4; 124-126, 2014
Mostrar bibliografia completa
  • LEE, Yoonhee et al. Hair shaft damage from heat and drying time of hair dryer. Annals of dermatology. 23. 4; 455–462, 2011
Revisão clínica:
Bruna Ribeiro
Especialista em Estética Avançada
Bruna Ribeiro dos Santos é enfermeira especialista em Estética Avançada pelo Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino (IBRAPE).

Tuasaude no Youtube

  • Vitamina poderosa para QUEDA DE CABELO

    15:27 | 1137331 visualizações
  • Benefícios do ÓLEO DE COCO e como usar

    05:50 | 111825 visualizações
  • ALIMENTOS QUE FAZEM O CABELO CRESCER | Tati Comenta #25

    03:14 | 80722 visualizações
  • Vitamina para fortalecer o cabelo

    03:24 | 942149 visualizações