Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Formol: o que é e por que faz mal à saúde

Abril 2020

O formol é uma substância química de cheiro forte que pode causar alergias, irritações e intoxicação quando a pessoa entra em contato ou inala concentrações acima das indicadas pela ANVISA. Essa substância é muito utilizada em produtos cosméticos, principalmente em produtos para alisar o cabelo e em esmaltes, no entanto em 2009 a ANVISA determinou que o formol só poderia ser utilizado em pequenas concentrações nos produtos cosméticos devido aos possíveis danos ao organismo.

Essa indicação aconteceu devido ao fato de terem sido relatados várias consequências do seu uso, como queda que cabelo, queimaduras no couro cabeludo, irritação nos olhos e intoxicação. Além disso, o formol e seus derivados, podem induzir mutações no material genético, o DNA, aumentando o risco de desenvolvimento de células tumorais e levando o surgimento de câncer de boca, nariz e do sangue, por exemplo.

Além do uso em produtos cosméticos, o uso do formol é utilizado em laboratório para preservar espécies animais ou peças anatômicas, sendo esse uso autorizado pela ANVISA, desde que as pessoas estejam devidamente protegidas com uso de óculos de proteção, máscaras, luvas e bata para evitar o contato com a substância.

Conservação de animais em formol
Conservação de animais em formol

Riscos do formol para a saúde

O uso frequente de formol ou o contato ou a inalação de grandes quantidades dessa substância trazem risco à saúde pelo fato do formol ser capaz de provocar alterações genéticas e, assim, interferir em diversos processos do metabolismo celular normal, além de ser capaz de diminuir a função de alguns órgãos a médio e curto prazo.

Assim, o contato ou a inalação do formol podem estar relacionados com diversas complicações para a saúde, principalmente no que diz respeito ao desenvolvimento de câncer. Além disso, dependendo de como for o contato com o formol, podem existir diversos riscos para a saúde, como:

  • Alterações no trato respiratório, havendo bronquite, pneumonia ou laringite;
  • Alterações na pele, podendo resultar em dermatite, formação de úlceras e necrose local;
  • Queda de cabelo e queimadura no couro cabeludo;
  • Intoxicação, que pode resultar em óbito se a concentração de formol com a qual se teve contato foi muito elevada.

Os riscos do uso de formol são ainda maiores no caso das crianças, pois as alterações genéticas provocadas pelo formol podem acontecer mais facilmente e, por isso, as crianças apresentam maior risco de desenvolver câncer.

É importante ter em mente que o formol na concentração autorizada pela ANVISA não possui função alisante. Assim, se durante o procedimento de alisamento capilar for sentido cheiro muito forte característico de formol, por exemplo, é importante comunicar à ANVISA ou à Vigilância Sanitária para que possa ser feita uma fiscalização no estabelecimento, já que o produto pode estar adulterado.

O uso de formol causa câncer?

O uso ou exposição prolongada e contínua ao formol pode levar ao surgimento de câncer, já que seu efeitos são cumulativos. Isso acontece porque o formol, seus derivados ou substâncias que podem liberá-lo, como o ácido glioxílico, por exemplo, podem ter efeito mutagênico, ou seja, podem induzir mutações no DNA e levar à produção e proliferação de células malignas, resultando em câncer de nariz, boca, laringe e no sangue, principalmente.

Devido ao seu potencial cancerígeno o uso indiscriminado do formol em produtos cosméticos foi proibido pela ANVISA em 2009. Assim, só é autorizado pela ANVISA que o formol seja utilizado como agente endurecedor de unhas numa concentração de até 5% e como agente conservante em uma concentração de até 0,2%, sendo proibida a manipulação do formol nos salões de beleza e adição de formol em produtos registrados pela ANVISA, já que estes já possuem a concentração de formol recomendada.

Sinais de intoxicação por formol

A exposição frequente ou de grandes concentrações de formol podem provocar irritações e levar ao surgimento de sinais e sintomas de intoxicação, sendo os principais:

  • Irritação da pele, que pode ser percebida por meio de vermelhidão, dor, ardor e descamação;
  • Irritação dos olhos, havendo lacrimejamento excessivo, conjuntivite e visão embaçada;
  • Irritação das vias respiratórias, o que pode resultar em edema pulmonar, irritação no nariz;
  • Diminuição da frequência respiratória;
  • Dor de cabeça;
  • Queda de cabelo;
  • Enjoo;
  • Diarreia;
  • Tosse;
  • Aumento do fígado, no caso de contato prolongado.

No caso dos salões de beleza os profissionais e clientes que fazem alisamentos à base de formol frequentemente têm mais chance de ter reações associadas à exposição à substância, além de maiores chances de desenvolver câncer. Por isso, é importante evitar o uso de formol e buscar alternativas para esses procedimentos. Veja como alisar o cabelo.

Bibliografia >

  • DIAS, Tânia Cristina S. Avaliação in vitro do efeito de diferentes processos de alisamento químico/ térmico na fibra capilar. Tese de doutorado, 2015. Universidade de São Paulo.
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA. Riscos do formol - Dermatologistas alertam para uso da substância em procedimentos no cabelo. 2019. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/mm/cms/2019/12/27/guiacuidadosformol-2.pdf>. Acesso em 02 Abr 2020
  • INCA. Perguntas frequentes: Formol. Disponível em: <https://www.inca.gov.br/perguntas-frequentes/formol>. Acesso em 02 Abr 2020
  • FASTH, Ida M.; ULRICH, Nina H.; JOHANSEN, Jeanne D. Ten-year trends in contact allergy to formaldehydeand formaldehyde-releasers. Contact Dermatitis. Vol 79. 263-269, 2018
  • ALLEGRA, Alessandro et al. Formaldehyde Exposure and Acute Myeloid Leukemia: A Review of the Literature. Medicina. 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem