Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Fluvoxamina - para que serve e efeitos colaterais

O Fluvoxamina é um medicamento antidepressivo utilizado para tratar sintomas provocados pela depressão ou por outras doenças que interferem com o humor, como transtorno obsessivo-compulsivo, por exemplo, através da inibição seletiva da recaptação da serotonina nos neurônios cerebrais.

Possui como princípio ativo o maleato de Fluvoxamina, e pode ser encontrado na sua forma genérica nas principais farmácias, apesar de também ser comercializado, no Brasil, com os nomes comerciais Luvox ou Revoc, nas apresentações de 50 ou 100 mg. 

Fluvoxamina - para que serve e efeitos colaterais

Para que serve

A ação do Fluvoxamina permite o aumento dos níveis de serotonina no cérebro, o que melhora e estabiliza o humor em situações como depressão, ansiedade e transtorno obsessivo-compulsivo, e deve ser indicada pelo médico.

Como usar

Fluvoxamina é encontrado na forma de comprimidos revestidos de 50 ou 100 mg, e sua dose inicial costuma ser de 1 comprimido por dia, geralmente em dose única à noite, entretanto, sua dose pode atingir até 300 mg por dia, o que varia conforme a indicação médica. 

Seu uso deve ser contínuo, conforme orientado pelo médico, e o tempo médio estimado para início da sua ação é de cerca de duas semanas. 

Possíveis efeitos colaterais

Alguns dos efeitos colaterais possível com o uso do Fluvoxamina incluem alteração do paladar, enjoo, vômito, má digestão, boca seca, cansaço, perda de apetite, emagrecimento, insônia, sonolência, tremores, dor de cabeça, alterações menstruais, erupção na pele, flatulência, nervosismo, agitação, ejaculação anormal, diminuição do desejo sexual.

Quem não deve usar

Fluvoxamina é contra-indicado em casos de hipersensibilidade ao princípio ativo ou qualquer componente da fórmula do medicamento. Também não deve ser utilizado por pessoas que já usam antidepressivos da classe IMAO, devido à interação dos componentes das fórmulas.

Exceto em casos de indicação médica, este medicamento também não deve ser utilizado por crianças, gestantes ou mulheres em amamentação. 

Mais sobre este assunto:


Carregando
...