Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Febre tifoide, transmissão e prevenção

A febre tifoide é uma doença infecciosa que pode ser transmitida através do consumo de água e alimentos contaminados com Salmonella typhi, que é o agente etiológico da febre tifoide, causando sintomas como febre alta, falta de apetite, aumento do baço e pintinhas vermelhas na pele.

O tratamento da febre tifoide pode ser feito com antibióticos, repouso e ingestão de líquidos para hidratar o paciente. A vacina contra a febre tifoide é a melhor forma de prevenção da doença e está indicada para indivíduos que vão viajar para as regiões onde a doença é frequente.

A febre tifoide está relacionada com baixos níveis socioeconômicos, principalmente com más condições de saneamento e de higiene pessoal e ambiental, e a febre tifoide no Brasil é mais frequente nos estados em que as condições são mais precárias.

A febre tifoide e paratifoide são doenças semelhantes com os mesmos sintomas e tratamento, no entanto, a febre paratifoide é causada pela bactéria Salmonella paratyphi A, B ou C e, geralmente, é menos grave. Já a febre tifoide e o tifo são doenças diferentes, pois o tifo é uma doença infecciosa causada pela bactéria Rickettsia, que é transmitida através da picada de um inseto infectado, como piolhos, pulgas ou carrapatos ou da contaminação pelas fezes de um inseto infectado. Saiba mais sobre o Tifo.

Sintomas da febre tifoide

O que é Febre tifoide, transmissão e prevenção
O que é Febre tifoide, transmissão e prevenção

As imagens mostram um dos sintomas característicos da febre tifoide, as pintinhas vermelhas no ombro, peito e abdômen.

Os sintomas da febre tifoide incluem:

  • Febre alta;
  • Calafrios; 
  • Dor de barriga;
  • Prisão de ventre ou diarreia;
  • Dor de cabeça;
  • Mal-estar;
  • Aumento do baço;
  • Perda de apetite;
  • Tosse seca;
  • Pintinhas avermelhadas na pele, que desaparecem ao serem pressionadas. 

Os sintomas da febre tifoide podem, em alguns casos, assemelhar-se a infecções do aparelho respiratório e meningite. O período de incubação da doença é de 1 a 3 semanas, e a pessoa pode ter febre tifóide várias vezes ao longo da vida. 

O diagnóstico da febre tifoide pode ser feito através de exame de sangue e de fezes.

Vacina para febre tifoide

A vacina para febre tifoide é a opção mais eficaz para prevenir a febre tifoide. Ela está indicada para indivíduos que vão viajar para as regiões onde a doença é frequente.

Tendo em conta que a vacina não protege totalmente o indivíduo de ter febre tifoide, é importante adotar outras medidas de prevenção, como antes de beber, ferver ou filtrar a água, utilizar água mineral até para escovar os dentes, realizar cuidados de higiene pessoal diariamente, evitar frequentar locais com más condições de higiene, lavar as mãos antes de preparar alimentos e depois de ir ao banheiro e ter saneamento básico.

Transmissão da febre tifoide

A transmissão da febre tifoide, geralmente, é feita da seguinte forma:

  • Através da ingestão de água e alimentos, que foram contaminados com fezes ou urina de um indivíduo doente com febre tifóide; 
  • Através do contato direto através das mãos, com as mãos de um portador da febre tifoide.

Os legumes, frutas e verduras regados com água contaminada também podem causar a doença, e mesmo alimentos que já foram congelados não são seguros, porque a baixa temperatura não é capaz de eliminar a salmonella

Veja também como lavar bem os vegetais 

Como tratar a febre tifoide

Normalmente o tratamento da febre tifoide pode ser feito em casa com a administração de antibióticos, como cloranfenicol, além de repouso, dieta pobre em calorias e gorduras e ingestão de líquidos para o paciente ficar hidratado. Nos casos mais graves, pode ser necessário que o indivíduo fique internado para ser vigiado e receber soro e antibióticos pela veia.

É aconselhado beber bastante água filtrada ou chá para se manter hidratado, deve-se evitar alimentos ricos em gordura e açúcar. Para baixar a febre podem ser tomados vários banhos ao longo do dia, além da toma do paracetamol ou dipirona nos horários recomendados. Não se deve tomar laxantes para soltar o intestino ou consumir alimentos que prendem o intestino, em caso de diarreia. 

Confira formas naturais de baixar a febre 

À partir do 5º dia, o indivíduo pode já não apresentar sintomas, mas ainda conter a bactéria no organismo. O indivíduo pode permanecer com a bactéria por até 4 meses, o que acontece em mais de 1/4 dos doentes, ou por mais de 1 ano, uma situação mais rara, por isso é imprescindível usar o banheiro de forma adequada e manter as mãos sempre limpas. 

Quando não tratada a febre tifoide pode gerar complicações graves para o indivíduo, como hemorragias, perfuração do intestino, infecção geral, coma e até mesmo a morte.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem