Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

5 exercícios para respirar melhor: como e quando fazer

Os exercícios respiratórios têm como objetivo ajudar a deslocar as secreções para serem mais facilmente eliminadas, facilitar a troca de oxigênio, melhorar a mobilidade do diafragma, favorecer a drenagem torácica, recuperar a capacidade pulmonar e prevenir ou reexpandir áreas afetadas do pulmão.

Estes exercícios podem ser feitos com a ajuda de um fisioterapeuta ou sozinho em casa, porém, o ideal é que sejam sempre feitos sob recomendação de um profissional de saúde e de acordo com o histórico de saúde.

5 exercícios para respirar melhor: como e quando fazer

Alguns exercícios simples que se pode experimentar em casa são:

1. Exercício de drenagem postural

Neste exercício deve-se deitar numa superfície inclinada, mantendo a cabeça mais baixa que o corpo. Isso vai fazer com que as secreções no trato respiratório se mobilizem, ficando mais fáceis de serem removidas pela tosse.

A drenagem postural pode ser feita 3 a 4 vezes por dia, durante 30 segundos ou durante o tempo determinado pelo fisioterapeuta. Saiba mais sobre como funciona a drenagem postural.

2. Exercício de respiração abdomino-diafragmática

Para realizar corretamente este exercício, deve-se colocar a mão dominante sobre o umbigo, e a mão não-dominante sobre o peito, na região entre os mamilos. Depois, deve-se fazer uma inspiração lenta, pelo nariz, de forma a elevar progressivamente a mão dominante, evitando elevar a mão não dominante. A expiração também deve ser lenta, geralmente com os lábios semi-cerrados, e deve fazer descer apenas a mão não-dominante.

Este exercício consiste na realização da inspiração usando a parede abdominal e reduzindo o movimento do tórax, seguida de uma expiração passiva, que contribui para melhorar o movimento da parede torácica e a distribuição da ventilação, aliviando a falta de ar e aumentando a resistência ao exercício.

3. Exercício com sustentação de ar

Para realizar este exercício, deve-se inspirar lentamente, imaginando que se está num elevador que vai subindo andar por andar. Assim, deve-se inspirar por 1 segundo, sustentar a respiração, continuar inspirando por mais 2 segundos, sustentar a respiração e assim sucessivamente, enquanto for possível, até soltar completamente o ar.

Este exercício deve ser feito durante cerca de 3 minutos. Se surgirem tonturas é aconselhado parar e descansar alguns minutos antes de repetir o exercício, que deve ser realizado 3 a 5 vezes ao dia.

4. Exercício com elevação dos braços

Este exercício deve ser realizado sentado numa cadeira, com as mãos apoiadas nos joelhos. Depois, deve-se encher o peito com ar e ir levantando lentamente os braços esticados, até que fiquem acima da cabeça. Por fim, deve-se voltar a baixar os braços e ir soltando todo o ar dos pulmões.

Este exercício também pode ser realizado deitado e deve ser feito por 3 minutos.

5. Exercício com canudinho

Este exercício é feito com a ajuda de um canudinho, em que é preciso soprar ar para dentro de um copo com água, fazendo bolinhas. ​Para isso, deve-se inspirar profundamente, sustentar a respiração durante 1 segundo e soltar o ar para o interior do canudinho, fazendo bolinhas na água lentamente. O exercício deve ser repetido 10 vezes e só deve ser realizado sentado ou de pé. Se não for possível ficar nestas posições, não se deve realizar o exercício.

Em alternativa, a pessoa pode soprar em um apito, inspirando durante 2 ou 3 segundos, sustentando a respiração por 1 segundo e expirando por mais 3 segundos, repetindo 5 vezes. Este exercício já pode ser feito deitado.

Assista o vídeo seguinte e veja outros exercícios que pode fazer para fortalecer o pulmão:

Estes exercícios podem ajudar na COVID-19?

Os exercícios respiratórios fazem parte da fisioterapia respiratória, que normalmente é utilizada em pessoas com problemas pulmonares agudos ou crônicos, para ajudar na diminuição dos sintomas e facilitar o processo de recuperação.

Assim, estes exercícios podem ser usados em pessoas com COVID-19 para aliviar os sintomas de falta de ar, tornar a tosse mais eficaz e reduzir o risco de complicações graves, como a pneumonia ou insuficiência respiratória.

Mesmo em pacientes que possam precisar ficar internados na UTI devido à COVID-19, os exercícios, assim como toda a fisioterapia respiratória podem ser uma parte muito importante do tratamento, fortalecendo os músculos da respiração, que pode acabar enfraquecidos devido ao uso do ventilador.

Quem pode fazer os exercícios

Os exercícios respiratórios estão indicados para pessoas com:

  • Produção excessiva de catarro, devido a infecção, alergias ou uso de cigarro, por exemplo;
  • Insuficiência respiratória aguda;
  • Colapso do pulmão;
  • Dificuldade para tossir.

Além disso, podem ainda ser usados sempre que for necessário aumentar o fluxo de oxigênio no organismo.

Quem não deve realizar os exercícios

Estes exercícios não devem ser realizados quando a pessoa tem febre acima de 37,5ºC, já que os exercícios pode elevar ainda mais a temperatura corporal. Além disso, a realização do exercício não é recomendada no momento em que a pressão estiver alta, pois pode haver ainda mais alteração da pressão.

No caso de pessoas com doenças cardíacas, os exercícios respiratórios só devem ser realizados com acompanhamento do fisioterapeuta, pois podem surgir complicações.

Bibliografia >

  • THE POLISH CHAMBER OF PHYSIOTHERAPISTS. Coronavirus SARS Cov-2: Recommendations for physiotherapy of adult patients with COVID-19. 2010. Disponível em: <https://www.wcpt.org/sites/wcpt.org/files/files/wcptnews/images/Recommendations%20for%20physiotherapy%20of%20adult%20patients%20with%20COVID-19_POLISH.pdf>. Acesso em 21 Abr 2020
  • THOMAS, Peter et al.. Physiotherapy Management for COVID-19 in the Acute Hospital Setting: Recommendations to guide clinical practice. Journal of Physiotherapy. 2020
  • FELTRIM, Maria Ignês Zanetti et. al.. Movimento toracoabdominal e exercícios respiratórios: revisão da literatura. Rev Fisoter Univ São Paulo. Vol.11. 2.ed; 105-113, 2004
  • SERVIER. Temas de reabilitação - reabilitação respiratória. 2012. Disponível em: <http://repositorio.chlc.min-saude.pt/bitstream/10400.17/765/1/Temas%20Reabilita%C3%A7%C3%A3o_Reab%20Respirat%C3%B3ria.pdf>. Acesso em 14 Abr 2020
  • HOSPITAIS UNIVERSITÁRIOS FEDERAIS. Técnicas de Fisioterapia Respiratória em pacientes Adultos. 2015. Disponível em: <http://www2.ebserh.gov.br/documents/147715/0/POP+25+T%C3%A9cnicas+de+Fisioterapia+Respirat%C3%B3ria+em+pacientes+Adultos+final.pdf/edd4dfe5-f484-42dc-b043-ab396f1031c2>. Acesso em 14 Abr 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem