Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Drenagem Postural, para que serve e quando fazer

A drenagem postural é uma técnica que serve para eliminar o catarro do pulmão através da ação da gravidade, sendo útil principalmente em doenças com grande quantidade de secreção, como fibrose cística, bronquiectasia, pneumopatia ou atelectasia. Mas ela também pode ser usada em casa para ajudar a eliminar o catarro dos pulmões em caso de gripe ou bronquite.

Usando a drenagem postural modificada é possível usar esta mesma estratégia para remover o excesso de líquidos em qualquer parte do corpo, nas pernas, pés, braços, mãos, e inclusive na região genital, de acordo com a necessidade da pessoa. 

Para que serve

A drenagem postural é indicada sempre que é preciso mover líquidos do corpo. Assim, ela é particularmente indicada para ajudar a eliminar secreções respiratórias presentes no pulmão, mas pelo mesmo princípio também pode ser usada para desinchar qualquer outra área do corpo. 

Como fazer a drenagem postural 

O que é Drenagem Postural, para que serve e quando fazer

Se desejar eliminar as secreções do pulmão deve deitar de barriga para cima, para baixo ou de lado, numa rampa inclinada, mantendo a cabeça mais baixa que o restante do corpo. O fisioterapeuta poderá ainda usar a técnica de tapotagem para alcançar melhores resultados na eliminação das secreções respiratórias. 

A inclinação pode ser entre 15-30 graus mas não existe um tempo pré-determinado para se manter na posição de drenagem, por isso cabe ao fisioterapeuta decidir quanto tempo acha necessário para cada situação. Pode ser indicado ficar apenas 2 minutos na posição de drenagem postural quando são associados tratamentos como a vibrocompressão, por exemplo, enquanto que pode ser indicado permanecer na posição por 15 minutos. Pode-se fazer a drenagem postural 3-4 vezes por dia ou à critério do fisioterapeuta, sempre que houver necessidade. 

Para fazer a drenagem postural deve seguir o princípio de que a parte inchada deve estar mais elevada que a altura do coração. Dessa forma, se desejar desinchar os pés deve permanecer deitado de barriga para cima, com a perna mais elevada que o restante do corpo. Se desejar desinchar a mão, deve manter todo braço mais elevado que o restante do corpo. Além disso, para facilitar ainda mais o retorno venoso pode-se realizar a drenagem linfática enquanto fica na posição de drenagem postural. 

Contraindicações 

A drenagem postural não pode ser realizada quando existe alguma das seguintes situações:

  • Lesão na cabeça ou pescoço;
  • Pressão intracraniana > 20 mmHg;
  • Cirurgia na medula recente;
  • Lesão na medula aguda;
  • Edema pulmonar com insuficiência cardíaca congestiva;
  • Hemoptise;
  • Fístula bronco-pleural;
  • Fratura de costela;
  • Embolia pulmonar;
  • Derrame pleural;
  • Dificuldade em se manter nessa posição, por algum desconforto. 

Nestes casos a drenagem postural pode ser prejudicial à saúde do indivíduo dificultando a respiração, aumentando os batimentos cardíacos ou causando aumento da pressão intracraniana. 

Sinais de alerta 

Deve buscar ajuda médica se apresentar os seguintes sintomas: falta de ar, dificuldade para respirar, confusão mental, pele azulada, tosse com sangue ou dor no peito. 


Bibliografia

  • IKE, Daniela et al. Drenagem Postural: prática e evidência. Fisioterapia do Movimento. 12-15, 2009
Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem