Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como é feito o exame dermatológico

O exame dermatológico é feito com o objetivo de verificar a causa de lesões presentes na pele e é feito pelo dermatologista em seu consultório. No entanto, o exame dermatológico, sem fins de diagnóstico, pode ser feito em casa. Basta despir-se totalmente e com a ajuda de um espelho observar atentamente todo o corpo procurando por novos sinais, manchas, cicatrizes, descamação ou coceira. Não se deve esquecer de observar nenhum local, como a nuca, atrás das orelhas e entre os dedos dos pés.

Caso note alguma alteração, vale a pena ir à um dermatologista, para ter a opinião de um profissional. O dermatologista é o médico especialista em doenças da pele e consegue diagnosticá-las com maior facilidade, indicando a melhor forma de tratamento.

Como é feito o exame dermatológico

Como é feito o exame dermatológico

Os exames dermatológicos não são demorados e são obrigatórios para os usuários de piscinas públicas, e de clubes particulares, sendo também frequentemente pedidos nas academias de ginástica.

O exame é feito no consultório do dermatologista e ocorre em duas etapas:

  1. Anamnese, em que o médico fará perguntas sobre a lesão, como: quando começou, quando surgiu o primeiro sintoma, como é o sintoma (se coça, dói ou queima), se a lesão se espalhou para outra parte do corpo e se a lesão evoluiu.
  2. Exame físico, em que o médico irá observar a pessoa e a lesão, prestando atenção às características da lesão, como cor, consistência, tipo da lesão (placa, nódulo, manchas, cicatriz), forma (em alvo, linear, arredondada), disposição (agrupada, espalhada, isolada) e distribuição da lesão (localizada ou disseminada).

Através de um simples exame dermatológico pode-se descobrir diversas doenças como frieira, bicho de pé, micose, herpes, psoríase e outras mais graves como o melanoma. É através de uma observação atenta que o médico pode desconfiar de um sinal, manchas na pele ou de uma verruga.

Exames diagnósticos auxiliares

Alguns exames diagnósticos podem ser utilizados para complementar o exame dermatológico, quando o exame físico não é suficiente para determinar a causa da lesão, são eles:

  • Biópsia, em que é retirada parte da região lesionada ou sinal para que sejam avaliadas as características e que se possa fechar o diagnóstico. A biópsia é muito utilizada para diagnosticar o câncer de pele, por exemplo. Veja quais são os primeiros sinais de câncer de pele.
  • Raspados, nos quais o médico raspa a lesão para que seja levada para o laboratório para análises. Esse exame é normalmente feito para o diagnóstico de infecções fúngicas. Veja quais são as 8 doenças causadas por fungos
  • Luz de Wood, que é muito utilizada para avaliar as manchas presentes na pele e fazer o diagnóstico diferencial com outras doenças através do padrão de fluorescência, como o eritrasma, em que a lesão fluoresce em tom laranja-avermelhado brilhante, e o vitiligo, que fica branco-marfim. Veja o que pode causar o vitiligo e como tratar.
  • Citodiagnóstico de Tzanck, que é feito pra diagnosticar lesões causadas por vírus, como a herpes, que geralmente se manifesta através de bolhas. Sendo assim, o material utilizado para realizar esse exame diagnóstico são as bolhas.  

Esses exames ajudam o dermatologista a definir a causa da lesão e estabelecer o tratamento adequado para o paciente. 

Mais sobre este assunto:


Carregando
...