Estrona: o que é, para que serve o exame e como entender o resultado

A estrona, também conhecida por E1, é um dos três tipos do hormônio estrogênio, que também inclui o estradiol, ou E2, e o estriol, E3. Embora a estrona seja o tipo que está em menor quantidade no corpo, é um dos que apresenta maior ação no organismo e, por isso, sua avaliação pode ser importante para avaliar o risco de algumas doenças.

Por exemplo, em mulheres após a menopausa, caso os níveis de estrona estejam superiores aos de estradiol ou estriol pode haver aumento do risco cardiovascular e até de desenvolver alguns tipos de câncer.

Assim, este exame pode ainda ser pedido pelo médico quando se faz reposição hormonal de estrogênio, para avaliar o equilíbrio entre os 3 componentes, garantindo que não se está contribuindo para o surgimento de alguma doença.

Estrona: o que é, para que serve o exame e como entender o resultado

Para que serve

O exame de estrona é indicado pelo médico com o objetivo de realizar o acompanhamento da pessoa ou avaliar o risco de desenvolvimento de alguma doença. As principais indicações do exame de estrona são:

  • Confirmar o diagnóstico de diagnóstico precoce ou atrasada;
  • Investigar hipogonadismo;
  • Diagnosticar a presença de tumores femininos, como tumor no ovário ou câncer de colo de útero, por exemplo;
  • Avaliar o funcionamento dos ovários;
  • Acompanhamento da reposição hormonal realizada durante a menopausa.

Além disso, o exame de estrona também pode ser pedido em homens para avaliar traços de feminização como crescimento das mamas, conhecido como ginecomastia, ou até mesmo para confirmar o diagnóstico de câncer produtor de estrogênio.

Como é feito o exame

Não existe um preparo específico para o exame de estrona, porém, caso se esteja a tomar algum tipo de remédio para reposição hormonal ou anticoncepcional oral, o médico pode pedir que o medicamento seja tomado cerca de 2 horas antes do exame, para diminuir o risco de causar uma alteração falsa dos valores.

O exame é simples, sendo feito a partir da coleta de uma pequena amostra de sangue, que é enviada para o laboratório para que seja feita a dosagem dos níveis de estrona (E1). Em alguns casos, além da dosagem de estrona, o médico pode indicar a dosagem dos níveis de estrogênio e/ou do estradiol e estriol.

Qual o valor de referência do exame

Os valores de referência para o exame de estrona variam de acordo com a idade e gênero e, no caso das mulheres, pode variar de acordo com a fase do ciclo menstrual. Dessa forma, o valor normal de estradiol considerado para homens adultos é de até 6,8 ng/dL. Os níveis normais de estrona em mulheres estão indicados na tabela a seguir:

Fase do ciclo menstrualValor de referência
Fase folicular1 a 13,8 ng/dL
Fase lútea1,6 a 17,3 ng/dL
Pós menopausaaté 6,8 ng/ dL.

No caso das crianças, os valores de referência podem variar de acordo com o gênero e idade, sendo indicados na tabela a seguir:

IdadeValor de referência para meninasValor de referência para meninos
1 a 9 anosaté 3,4 ng/dLmenor que 1,0 ng/dL
10 a 11 anosaté 7,2 ng/dLaté 1,2 ng/dL
12 a 14 anosaté 7,5 ng/dLaté 2,8 ng/dL
15 a 17 anosaté 18,8 ng/dLaté 6,4 ng/dL

O que significa o resultado do exame

O resultado do exame de estrona deve ser sempre avaliado pelo médico que o solicitou, pois o diagnóstico pode variar de acordo com a idade e gênero da pessoa.

De forma geral, valores aumentados de estrona estão presentes na gravidez e na fase lútea do ciclo menstrual, além de poder também estar aumentado em caso de tumores femininos e puberdade precoce. Por outro lado, os níveis diminuídos de estrona são normalmente indicativos de hipogonadismo.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • OLIVEIRA, JADE; PERUCH, MARIA HELENA; GONÇALVES, SABRINA; HAAS, PATRÍCIA. Padrão hormonal feminino: menopausa e terapia de reposição. 2016. Disponível em: <http://www.rbac.org.br/artigos/padrao-hormonal-feminino-menopausa-e-terapia-de-reposicao-48n-3/>. Acesso em 09 Set 2021
Mais sobre este assunto: