Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Estradiol: o que é, para que serve e quando está alto ou baixo

janeiro 2023

O estradiol é o principal hormônio sexual da mulher, sendo produzido em maior quantidade nos ovários. No entanto, também está presente no homem, sendo produzido em menor quantidade em partes do corpo como testículos e tecido gorduroso.

Quando os níveis de estradiol estão alterados no sangue, podem surgir sintomas como dor de cabeça, ciclos menstruais irregulares, irritabilidade, ganho de peso e, nos homens, infertilidade e aumento das mamas, por exemplo.

Em caso de suspeita de estradiol alto ou baixo é importante consultar o endocrinologista, ginecologista, para as mulheres, ou urologista, no caso de homens, para uma avaliação e iniciar o tratamento mais adequado.

Imagem ilustrativa número 1

Para que serve

O estradiol é um hormônio que:

  • Regula o ciclo menstrual, estimulando o desenvolvimento do útero;
  • Estimula o desenvolvimento das mamas e órgãos sexuais femininos, especialmente durante a puberdade;
  • Favorece o crescimento e amadurecimento dos ossos, principalmente na puberdade, quando é notado um crescimento mais acelerado da altura;
  • Estimula o acúmulo de gordura em algumas partes do corpo, especialmente nas mamas, glúteos e coxas;
  • Estimula o metabolismo do corpo, regulando o gasto de energia e os níveis de colesterol e triglicerídeos na circulação, o que diminui o risco de aterosclerose;
  • Melhora a aparência da pele, que tende a ser mais macia e lisa nas mulheres;
  • Regula a quantidade de água e minerais no corpo, especialmente na gravidez, causando retenção de sódio e água.

O estradiol é considerado um dos hormônios sexuais mais importantes na mulher, sendo responsável pelas alterações corporais que acontecem durante a idade fértil, especialmente na puberdade. Saiba quando a puberdade começa.

Efeito do estradiol no homem

No homem, o estradiol ajuda a regular a libido, o comportamento sexual e a produção de espermatozóides. Além disso, no cérebro, o estradiol também tem papel na regulação do humor, pensamento e emoções.

Relação entre o estradiol e estrogênio

O estradiol é um dos tipos de estrogênio produzido pelo corpo da mulher. Embora todos os estrogênios tenham a mesma função, o estradiol é o mais potente, sendo considerado o principal. Conheça os principais tipos de estrogênio.

Sintomas de estradiol baixo

Os sintomas de estradiol baixo são mais comuns em mulheres e incluem:

  • Ciclo menstrual irregular ou ausência de menstruação;
  • Suor noturno;
  • Sensação repentina de calor;
  • Diminuição da libido;
  • Desconforto durante o contato íntimo;
  • Auto-estima e autoconfiança baixas;
  • Depressão;
  • Ansiedade.

Em caso de suspeita de estradiol baixo é importante a mulher consultar o ginecologista para confirmar o diagnóstico, podendo ser indicada a dosagem dos níveis de estradiol no sangue. Confira para que serve o exame de estradiol.

Estradiol baixo engorda?

O estradiol baixo pode engordar, devido à queda do metabolismo e gasto de energia pelo corpo, resultando em ganho de peso. É mais comum após a menopausa, quando a produção desse hormônio diminui. Veja outros sintomas de menopausa.

Sintomas de estradiol alto

Os principais sintomas de estradiol alto são:

  • Aumento do sangramento menstrual, em mulheres;
  • Irritabilidade;
  • Mudanças rápidas de humor;
  • Dor de cabeça;
  • Dificuldade para dormir;
  • Nódulo na mama.

Já no homem, o estradiol alto pode causar disfunção erétil, diminuição da produção de espermatozóides e ginecomastia, que é o aumento das mamas no sexo masculino. Entenda melhor o que é a ginecomastia.

O que altera altera os níveis de estradiol

Desequilíbrios nos níveis de estradiol podem ser causados por:

  • Uso incorreto de contraceptivos hormonais;
  • Menopausa;
  • Síndrome dos ovários policísticos;
  • Doenças do fígado, como cirrose;
  • Tumores da hipófise;
  • Doenças genéticas, como síndrome de Turner.

Em caso de suspeita de alterações nos níveis de estradiol, é importante consultar o endocrinologista ou o ginecologista, no caso das mulheres, e urologista, no caso dos homens. O tratamento depende da causa das alterações e pode envolver a reposição hormonal e, em alguns casos, cirurgia.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Jonathan Panoeiro - Neuropediatra, em janeiro de 2023.

Bibliografia

  • LÓPEZ, Miguel; TENA-SEMPERE, Manuel. Estradiol and brown fat. Best Pract Res Clin Endocrinol Metab. Vol.30, n.4. 527-536, 2016
  • COOKE, Paul S. et al. Estrogens in Male Physiology. Physiological Reviews. Vol.97, n.3. 995-1043, 2017
Mostrar bibliografia completa
  • STATPEARLS. Menopause. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK507826/>. Acesso em 13 jan 2023
  • STATPEARLS. Estrogen. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK538260/>. Acesso em 13 jan 2023
  • STATPEARLS. Estradiol. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK549797/>. Acesso em 13 jan 2023
  • SCHULSTER, Michael; BERNIE, Aaron M; RAMASAMY, Ranjith. The role of estradiol in male reproductive function. Asian J Androl. Vol.18, n.3. 435-440, 2016
  • NGUYEN, Hillary B. et al. What has sex got to do with it? The role of hormones in the transgender brain. Neuropsychopharmacology. Vol.44, n.1. 22-37, 2019
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.