Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é a Eletroforese e como é feita

A eletroforese é uma técnica laboratorial realizada com o objetivo de separar moléculas de acordo com o seu tamanho e carga elétrica para que se possa ser realizado o diagnóstico de doenças, seja verificada a expressão de proteínas ou se possa identificar microrganismos.

A eletroforese é um procedimento simples e de baixo custo, sendo utilizado na rotina laboratorial e em projetos de investigação. De acordo com a finalidade da eletroforese, pode ser necessária a realização de outros testes e exames para que se possa chegar a um diagnóstico, por exemplo.

O que é a Eletroforese e como é feita

Para que serve

A eletroforese pode ser realizada com diversas finalidades, tanto em projetos de investigação quanto no diagnóstico, já que se trata de uma técnica simples e de baixo custo. Dessa forma, a eletroforese pode ser realizada para:

  • Identificar vírus, fungos, bactérias e parasitas, sendo mais comum essa aplicação em projetos de investigação;
  • Teste de paternidade;
  • Verificar a expressão de proteínas;
  • Identificar mutações, sendo útil no diagnóstico de leucemias, por exemplo;
  • Analisar os tipos de hemoglobina circulantes, sendo útil no diagnóstico da anemia falciforme;
  • Avaliar a quantidade de proteínas presentes no sangue.

De acordo com a finalidade da eletroforese, pode ser necessária a realização de outros exames complementares para o médico possa concluir o diagnóstico.

Como é feita

Para fazer a eletroforese é necessário o gel, que pode ser de poliacrilamida ou agarose dependendo do objetivo, tampão e cuba de eletroforese, marcador de peso molecular e um corante fluorescente, além de um equipamento de luz UV ou LED, também conhecido como transiluminador.

Após preparação do gel, deve ser colocado um objeto específico para que sejam feitos os poços no gel, chamado popularmente de pente, e deixar o gel firmar. Quando o gel estiver pronto, basta aplicar as substâncias nos poços. Para isso, deve-se colocar um marcador de peso molecular em um dos poços, um controle positivo, que é a substância que se sabe o que é, um controle negativo, que garante a validade da reação, e as amostras a serem analisadas. Todas as amostras devem ser misturadas com um corante fluorescente, pois dessa forma é possível visualizar as bandas no transiluminador.

O gel com as amostras deve ser colocado na cuba de eletroforese, que contém a solução tampão específica, e, em seguida, é ligado o aparelho para que haja corrente elétrica e, consequentemente, diferença de potencial, que é importante para que haja a separação das partículas de acordo com a sua carga e tamanho. O tempo da corrida eletroforética varia de acordo com o objetivo do procedimento, podendo durar até 1 hora.

Após o tempo determinado, é possível visualizar o resultado da corrida eletroforética por meio do transiluminador. Quando o gel é colocado sob luz UV ou LED, é possível visualizar o padrão de bandas: quanto maior a molécula, menor é a sua migração, ficando mais próximo do poço, enquanto que quanto mais leve for a molécula, maior é o potencial migratório.

Para que a reação seja validada, é preciso que sejam visualizadas as bandas do controle positivo e que no controle negativo não seja visualizado nada, pois caso contrário é indicativo de que houve contaminação, devendo todo o processo ser repetido.

O que é a Eletroforese e como é feita

Tipos de eletroforese

A eletroforese pode ser realizada com diversas finalidades e, de acordo com o seu objetivo, pode ser utilizados vários tipos de gel, sendo os mais comuns o de poliacrilamida e o de agarose.

A eletroforese para identificar microrganismos é mais comum de ser realizada em laboratórios de investigação, no entanto, para fins diagnósticos, a eletroforese pode ser utilizada para identificar doenças hematológicas e doenças que evoluam com o aumento da quantidade de proteínas, sendo os principais tipos de eletroforese:

1. Eletroforese de hemoglobina

A eletroforese de hemoglobina é uma técnica laboratorial realizada para identificar os diferentes tipos de hemoglobina circulantes no sangue, sendo possível identificar a presença de doenças relacionadas à síntese de hemoglobina. O tipo de hemoglobina é identificado por meio da eletroforese em pH específico, idealmente entre 8,0 e 9,0, sendo verificado um padrão de bandas que pode ser comparado ao padrão normal, permitindo identificar a presença de hemoglobinas anormais.

Para que é feita: A eletroforese de hemoglobina é feita para investigar e diagnosticar doenças relacionadas à síntese de hemoglobina, como anemia falciforme e doença da hemoglobina C, além de ser útil na diferenciação das talassemias. Saiba como interpretar a eletroforese de hemoglobina.

2. Eletroforese de proteínas

A eletroforese de proteínas é um exame solicitado pelo médico para avaliar a quantidade de proteínas circulantes no sangue e, assim, identificar doenças. Esse exame é feito a partir de uma amostra de sangue, que é centrifugada para que se obtenha o plasma, que a parte do sangue constituída, dentre outras substâncias, por proteínas.

Após eletroforese, pode ser visualizado um padrão de bandas e, posteriormente, um gráfico em que é indicada a quantidade de cada fração de proteínas, sendo fundamental para o diagnóstico.

Para que é feita: A eletroforese de proteínas permite que o médico investigue a ocorrência de mieloma múltiplo, desidratação, cirrose, inflamações, doenças do fígado, pancreatite, lúpus e hipertensão de acordo com o padrão de bandas e o gráfico apresentado no laudo do exame.

Entenda como é feita e como entender o resultado da eletroforese de proteínas.


Bibliografia

  • KASVI. O que é eletroforese e qual a sua importância?. Link: <kasvi.com.br>. Acesso em 24 Set 2019
  • ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, CENTRO CIENTÍFICO CONHECER. Eletroforese: conceitos e aplicações. 2015. Link: <www.conhecer.org.br>. Acesso em 24 Set 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem