Dualgan (etodolaco): para que serve, como tomar e efeitos colaterais

Revisão clínica: Flávia Costa
Farmacêutica
julho 2022

O Dualgan é um anti-inflamatório não esteróide indicado para doenças nas nos ossos, músculos e articulações como artrose, artrite reumatóide, espondilite anquilosante ou ainda para a dor no pós operatório ou traumatismos, pois possui etodolaco na sua composição com ação anti-inflamatória, analgésica e antitérmica.

O Dualgan não está disponível no Brasil com esse nome comercial, mas pode ser encontrado em farmácias ou drogarias, na forma de comprimidos de 300 mg, 400 mg ou 500 mg, com os nomes comerciais Flancox ou Etod, ou ainda na sua forma genérica sob a designação “etodolaco”.

Esse remédio deve ser usado somente com indicação médica e pelo tempo de tratamento estabelecido pelo médico, sendo contra-indicado para crianças com menos de 15 anos, mulheres grávidas ou pessoas com problemas cardíacos devido ao risco aumentado de infarto ou AVC.

Para que serve

O Dualgan é indicado para o tratamento de:

  • Artrose;
  • Artrite reumatóide;
  • Gota;
  • Doença articular degenerativa;
  • Espondilite anquilosante;
  • Reumatismos extra-articulares;
  • Cólica menstrual;
  • Enxaqueca;
  • Dor pós operatória de cirurgias odontológicas e obstétricas;
  • Dor pós-traumatismos agudos.

Esse remédio possui etodolaco na sua composição, uma substância com ação anti-inflamatória, analgésica e antitérmica que ajuda a reduzir a produção de substâncias inflamatórias no corpo, ajudando a aliviar a dor leve a moderada e a inflamação.

Como tomar e posologia

O Dualgan deve ser tomado por via oral, com um copo de água, e de preferência após uma refeição.

A posologia habitual do Dualgan para adultos é de 300 mg, 2 vezes por dia, mas pode variar de acordo com a condição a ser tratada, que inclui:

  • Tratamento da dor aguda: a dose normalmente recomendada é de 200 a 400 mg de etodolaco, de 3 a 4 vezes por dia, ou seja, de 8 em 8 horas ou 6 em 6 horas, respectivamente, conforme orientado pelo médico. A dose máxima é de 1000 mg por dia;
  • Artrose ou artrite reumatóide: as doses iniciais do etodolaco normalmente recomendada são de 300 mg, 3 ou 4 vezes ao dia, ou 400 mg, 2 a 3 vezes ao dia, ou 500 mg, 2 vezes ao dia, totalizando de 800 mg a 1200 mg, conforme orientação médica.

A dose máxima de etodolaco para adultos com menos de 60 Kg, deve ser calculada de acordo com o peso corporal, sendo recomendado no máximo 20 mg por Kg de peso corporal por dia. Já para adultos com mais de 60 Kg, a dose máxima recomendada por dia é de 1200 mg de etodolaco.

As doses do Dualgan podem ser ajustadas pelo médico de acordo com a resposta ao tratamento, sendo importante seguir todas as orientações médicas durante o tratamento e não interromper o uso do etodolaco por conta própria.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns que podem surgir durante o tratamento como o Dualgan são dor de estômago, náuseas, vômitos, má digestão, diarréia, prisão de ventre, excesso de gases intestinais, dor de cabeça, tontura, sensação de cansaço, calafrios, febre, nervosismo, ou zumbido no ouvido.

Além disso, o etodolaco pode causar úlceras no estômago ou perfuração ou hemorragias gastrointestinais, que podem ser percebidas através de sintomas como sangue nas fezes, fezes com aspecto de borra de café, tosse ou vômito com sangue.

O Dualgan também pode aumentar o risco de infarto ou AVC, desta forma, deve-se procurar atendimento médico imediato ou o pronto-socorro mais próximo se surgirem sintomas como dor no peito que irradia para o braço, ombro ou mandíbula, dormência ou fraqueza repentina em um lado do corpo, dificuldade para falar ou fala arrastada, inchaço nas pernas ou falta de ar.

Quem não deve usar

O Dualgan não deve ser usado por crianças com menos de 15 anos, mulheres grávidas ou em amamentação, ou por pessoas com úlcera no estômago ou intestino, insuficiência hepática ou renal graves.

Além disso, esse remédio não deve ser usado por pessoas com problemas problemas cardíacos, ou que já tiveram ataque cardíaco, derrame cerebral ou coágulos sanguíneos, devido ao risco aumentado de infarto ou AVC.

O Dualgan também não deve ser usado por pessoas que tenham alergia ao etodolaco ou a qualquer outro componente da fórmula, ou ainda por pessoas que sofram de crises asmáticas agudas causadas por anti-inflamatórios não esteroides, como ácido acetilsalicílico ou ibuprofeno, por exemplo.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Flávia Costa - Farmacêutica, em julho de 2022.

Bibliografia

  • APSEN FARMACÊUTICA S.A. Flancox (etodolaco) comprimidos revestidos 300mg, 400mg e 500mg. 2021. Disponível em: <https://www.apsen.com.br/Bula/Flancox/Bula-Flancox-Profissional.pdf>. Acesso em 14 jul 2022
  • MEDIKAMIO. Dualgan. Disponível em: <https://medikamio.com/pt-pt/medicamentos/dualgan/pil>. Acesso em 14 jul 2022
Mostrar bibliografia completa
  • CRISTÁLIA PRODUTOS QUÍMICOS FARMACÊUTICOS LTDA. Etod (etodolaco) comprimidos revestidos 300mg e 400mg. 2019. Disponível em: <https://www.cristalia.com.br/arquivos_medicamentos/380/Etod_Bula_Paciente.pdf>. Acesso em 14 jul 2022
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.