Dor abaixo do umbigo: 7 causas e o que fazer

Revisão médica: Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
junho 2022

A dor abaixo do umbigo pode surgir devido a diversas situações, sendo comum nas mulheres durante o período menstrual devido às cólicas. No entanto pode ser sinal também de infecção do sistema urinário, doença inflamatória pélvica ou prisão de ventre.

Além disso, a dor abaixo do umbigo pode também acontecer devido à síndrome do intestino irritável ou apendicite, principalmente quando é aguda, constante e acontece no lado direito, sendo nesse caso muito importante que a pessoa vá imediatamente ao hospital para que seja iniciado o tratamento mais indicado e sejam prevenidas complicações.

Assim, na presença de dor abaixo do umbigo, é recomendado que o clínico geral, gastroenterologista ou ginecologista, no caso das mulheres, seja consultado para que seja feita uma avaliação clínica e seja possível identificar a causa da dor, sendo então iniciado o tratamento mais adequado, que pode envolver o uso de antibióticos e/ ou medicamentos para dor.

1. Infecção no sistema urinário

A infecção do sistema urinário, principalmente na bexiga, também pode resultar em dor abaixo do umbigo, além de sensação peso no fundo da barriga, sensação de queimação ao urinar, febre e, em alguns casos, presença de sangue na urina.

O que fazer: É importante que a pessoa consulte o médico para que seja indicado o tratamento mais adequado, que normalmente envolve o uso de antibióticos. Veja como é o tratamento para infecção urinária.

2. Cólicas menstruais

A cólica menstrual corresponde à principal causa de dor abaixo do umbigo nas mulheres e normalmente surge em forma de pontadas, podendo a intensidade variar entre as mulheres. Além de causar dor abaixo do umbigo, a cólica pode levar à dor no fundo das costas e sensação de mal-estar.

O que fazer: Para aliviar a dor abaixo do umbigo causada pela cólica, a mulher pode optar por usar remédios anti-inflamatórios ou analgésicos, como Paracetamol ou Ibuprofeno, que ajudam a aliviar a dor. Além disso, pode-se colocar uma compressa com água morna no local da dor, pois também ajuda a aliviar a dor e o desconforto.

No entanto, quando a dor é muito intensa e a mulher apresenta febre, dor de cabeça intensa e enjoos, além da dor abaixo do umbigo, por exemplo, é importante que vá ao ginecologista para que sejam feitos exames e seja indicado o melhor tratamento.

3. Síndrome do intestino irritável

As síndrome do intestino irritável também pode causar dor abaixo do umbigo, no entanto é comum também que a pessoa sinta desconforto na região abdominal como um todo. Além da dor, é comum que exista inchaço abdominal, maior produção de gases, alternância entre períodos de diarreia e prisão de ventre.

O que fazer: É importante que a pessoa vá ao gastroenterologista para que seja feita uma avaliação e seja indicado o tratamento mais indicado, que normalmente envolve o uso de remédios que ajudam a aliviar os sintomas, além de serem indicadas alterações nos hábitos alimentares. Veja como deve ser o tratamento para a síndrome do intestino irritável.

4. Cistos no ovário

A presença de cistos no ovário também pode ser uma das causas de dor abaixo do umbigo nas mulheres, podendo haver nos dois lados ou apenas em um dos lados. De acordo com o tamanho e tipo do cisto no ovário, a dor pode ser mais ou menos intensa, além de poder haver o aparecimento de outros sinais e sintomas, como atraso na menstruação, cansaço excessivo e dor durante as relações sexuais, por exemplo. Veja como identificar a presença dos cistos no ovário.

O que fazer: Nesse caso, o ginecologista indica o tratamento de acordo com as características dos cistos, podendo ser indicado acompanhamento da evolução do cisto, a troca do anticoncepcional ou realização de cirurgia para remoção do cisto ou do ovário, o que pode acontecer nos casos mais graves.

Além disso, a alimentação pode ajudar a aliviar os sintomas de múltiplos cistos no ovário, promovendo o bem estar da mulher. Confira, no vídeo a seguir, algumas dicas de alimentação para síndrome do ovário policístico:

5. Doença Inflamatória Pélvica

A doença inflamatória pélvica, ou DIP, é uma situação que acontece em mulheres e normalmente está relacionada com infecções genitais não tratadas, permitindo que o microrganismo permaneça no local e prolifere, resultando na inflamação da região pélvica e levando ao aparecimento de sintomas.

Um dos sintomas da DIP é a dor abaixo do umbigo, além de também haver febre, dor durante a relação sexual e ao urinar, e corrimento vaginal. Saiba mais sobre a DIP.

O que fazer: É recomendado que a mulher vá ao ginecologista para que sejam feitos exames com o objetivo de confirmar a DIP e identificar o microrganismo responsável. Assim, de acordo com o agente infeccioso, o médico pode recomendar o uso de antibióticos, que podem ser de via oral ou administrados por via intramuscular.

6. Prisão de ventre

A dor abaixo do umbigo relacionada com a prisão de ventre é normalmente acompanhada de desconforto abdominal e inchaço, sendo principalmente relacionada com o excesso de gases.

O que fazer: Nesses casos é importante mudar os hábitos alimentares, dando preferência ao consumo de alimentos ricos em fibras e ao consumo de maiores quantidades durante o dia. Dessa forma, é possível melhorar o trânsito intestinal e evitar o surgimento da dor abaixo do umbigo.

7. Apendicite

A apendicite é também uma situação que pode causar dor abaixo do umbigo, sendo normalmente notada no lado direito. Essa dor é aguda e forte e normalmente surge junto com outros sinais e sintomas que indicam inflamação no apêndice, como falta de apetite, enjoos e febre, por exemplo. Saiba identificar os sintomas de apendicite.

O que fazer: É importante que a pessoa vá imediatamente para o hospital assim que observar o aparecimento de sinais e sintomas de apendicite, pois é necessária a remoção do apêndice por meio de cirurgia para evitar complicações, como ruptura do órgão e infecção generalizada.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em junho de 2022. Revisão médica por Dr.ª Clarisse Bezerra - Médica de Saúde Familiar, em maio de 2020.
Revisão médica:
Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
Formada em Medicina pelo Centro Universitário Christus e especialista em Saúde da Família pela Universidade Estácio de Sá. Registro CRM-CE nº 16976.

Tuasaude no Youtube

  • Como identificar os sintomas e curar a INFECÇÃO URINÁRIA rapidamente

    07:47 | 410762 visualizações
  • SÍNDROME DO OVÁRIO POLICÍSTICO | O Que Comer para Tratar

    05:36 | 437860 visualizações
  • Sindrome do Intestino irritável - como tratar

    04:01 | 915153 visualizações
  • O que fazer para soltar o Intestino Preso

    02:59 | 3896972 visualizações