Vírus Marburg: o que é, sintomas, transmissão e tratamento

agosto 2022

A doença de Marburg, também conhecida como febre hemorrágica de Marburg ou apenas vírus de Marburg, é uma doença bastante rara que causa febre muito alta, dores musculares e, em alguns casos, hemorragias em várias partes do corpo, como gengivas, olhos ou nariz.

Esta doença é mais comum em locais onde existem morcegos da espécie Rousettus e, por isso, é mais frequente em países da África e sul da Ásia. No entanto, a infecção pode passar facilmente de uma pessoa para a outra através do contato com secreções da pessoa doente, como sangue, saliva e outros fluídos corporais.

Por fazer parte da família dos filovírus, ter alta mortalidade e ter as mesma formas de transmissão, o vírus de Marburg é muitas vezes comparado com o vírus do Ebola.

Sintomas da doença de Marburg

Os sintomas da febre Marburg normalmente surgem de forma repentina, sendo os principias:

  • Febre alta, acima de 38º C;
  • Dor de cabeça intensa;
  • Dores musculares;
  • Mal-estar geral;
  • Diarreia persistente;
  • Dor abdominal;
  • Cãibras frequentes;
  • Náuseas e vômitos;
  • Confusão, agressividade e irritabilidade fácil;
  • Cansaço extremo.

Os sintomas podem surgir entre 2 a 21 dias após o contato com o vírus, no entanto os sintomas costumam evoluir muito rapidamente, de forma que é possível notar hemorragia intensa em várias partes do corpo. Como consequência da perda intensa de sangue, a infecção pelo vírus Marburg é considerada fatal, de forma que o óbito pode acontecer 8 a 9 dias após o início dos primeiros sintomas.

Como confirmar o diagnóstico

Os sintomas provocados pela febre de Marburg são semelhantes a outras doenças infecciosas, como febre tifoide, malária e outras doenças hemorrágicas. Por isso, a melhor forma de confirmar o diagnóstico é através de exames que permitam identificar o vírus de Marburg ou anticorpos ou antígenos circulantes no corpo.

Como acontece a transmissão

Originalmente, o vírus Marburg passa para os humanos através da exposição a locais habitados por morcegos da espécie Rousettus. No entanto, após contaminação, o vírus pode passar de uma pessoa para a outra através do contato com fluidos corporais, como sangue ou saliva.

Assim, é muito importante que a pessoa infectada se mantenha isolada, evitando ir para locais públicos, onde pode contaminar outras. Além disso, deve-se utilizar máscara de proteção e lavar as mãos frequentemente, para evitar passar o vírus para superfícies.

A transmissão pode se manter até que o vírus tenha sido completamente eliminado do sangue, ou seja, é preciso ter cuidados até que o tratamento termine e o médico confirme que o resultado do exame já não mostra indícios da infecção.

Tratamento para a doença de Marburg

Não existe um tratamento específico para a doença de Marburg, sendo apenas indicado que a pessoa permaneça em repouso e faça reidratação, o que pode ser via oral ou intravenoso. Em alguns casos, pode ser também indicado pelo médico o uso de remédios que ajudem a aliviar os sintomas.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em agosto de 2022. Revisão médica por Drª Sylvia Hinrichsen - Infectologista, em agosto de 2022.

Bibliografia

  • WHO. Marburg virus disease. Disponível em: <https://www.who.int/health-topics/marburg-virus-disease#tab=tab_1>. Acesso em 18 jul 2022
  • EUROPEAN CENTRE FOR DISEASE PREVENTION AND CONTROL. Factsheet about Marburg virus disease. Disponível em: <https://www.ecdc.europa.eu/en/all-topics-z/ebola-virus-disease/facts/factsheet-about-marburg-virus-disease>. Acesso em 18 jul 2022
Mostrar bibliografia completa
  • WHO. Marburg virus disease: fact sheet. 2017. Disponível em: <https://www.who.int/csr/disease/marburg/Marburg-fact-sheet-EN-20-Oct-2017.pdf?ua=1>. Acesso em 29 mai 2019
  • CDC. Marburg Hemorrhagic Fever . Disponível em: <https://www.cdc.gov/vhf/marburg/pdf/factsheet.pdf>. Acesso em 29 mai 2019
Revisão médica:
Drª Sylvia Hinrichsen
Infectologista
Médica infectologista, doutorada em Medicina Tropical pela Universidade Federal de Pernambuco, em 1995. Cremepe: 6522