Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é a Doença de Marburg, Sintomas e Tratamento

A doença de Marburg, também conhecida como febre hemorrágica de Marburg ou apenas vírus de Marburg, é uma doença bastante rara que causa febre muito alta, dores musculares e, em alguns casos, hemorragias em várias partes do corpo, como gengivas, olhos ou nariz.

Esta doença é mais comum em locais onde existem morcegos da espécie Rousettus e, por isso, é mais frequente em países da África e sul da Ásia. No entanto, a infecção pode passar facilmente de uma pessoa para a outra através do contato com secreções da pessoa doente, como sangue, saliva e outros fluídos corporais.

Por fazer parte da família dos filovírus, ter alta mortalidade e ter as mesma formas de transmissão, o vírus de Marburg é muitas vezes comparado com o vírus do Ebola.

O que é a Doença de Marburg, Sintomas e Tratamento

Principais sinais e sintomas

Os sintomas da febre Marburg normalmente surgem de forma repentina e inchuem:

  • Febre alta, acima de 38º C;
  • Dor de cabeça intensa;
  • Dores musculares e mal-estar geral;
  • Diarreia persistente;
  • Dor abdominal;
  • Cãibras frequentes;
  • Náuseas e vômitos;
  • Confusão, agressividade e irritabilidade fácil;
  • Cansaço extremo.

Muitas pessoas infectadas pelo vírus Marburg também podem apresentar hemorragias em várias partes do corpo, 5 a 7 dias após início dos sintomas. Os locais mais comuns para sangramento são os olhos, gengiva e nariz, mas também pode acontecer de apresentar manchas vermelhas ou raxas na pele, assim como sangue nas fezes ou no vômito.

Como confirmar o diagnóstico

Os sintomas provocados pela febre de Marburg são semelhantes a outras doenças virais. Por isso, a melhor forma de confirmar o diagnóstico é fazer exames de sangue para identificar anticorpos específicos, além de analisar algumas secreções em laboratório.

Como acontece a transmissão

Originalmente, o vírus Marburg passa para os humanos através da exposição a locais habitados por morcegos da espécie Rousettus. No entanto, após contaminação, o vírus pode passar de uma pessoa para a outra através do contato com fluidos corporais, como sangue ou saliva.

Assim, é muito importante que a pessoa infectada se mantenha isolada, evitando ir para locais públicos, onde pode contaminar outras. Além disso, deve-se utilizar máscara de proteção e lavar as mãos frequentemente, para evitar passar o vírus para surperfícies.

A transmissão pode se manter até que o vírus tenha sido completamente eliminado do sangue, ou seja, é preciso ter cuidados até que o tratamento termine e o médico confirme que o resultado do exame já não mostra indícios da infecção.

Como é feito o tratamento

Não existe um tratamento específico para a doença de Marburg, sendo que deve ser adaptado a cada pessoa, de forma a aliviar os sintomas apresentandos. No entanto, quase todos os casos necessitam de fazer re-hidratação, podendo ser necessário ficar internado no hospital para receber soro diretamente na veia, além de medicamentos para diminuir o desconforto.

Em alguns casos, pode até ser necessário fazer transfusões de sangue, para facilitar o processo de cagulação, evitando os sangramentos provocados pela doença.


Bibliografia

  • WHO. Marburg virus disease: fact sheet. 2017. Link: <www.who.int>. Acesso em 29 Mai 2019
  • CDC. Marburg Hemorrhagic Fever . Link: <www.cdc.gov>. Acesso em 29 Mai 2019
Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem