Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Desenvolvimento do bebê - 30 semanas de gestação

Semana de gestação: 30 semanas

Equivale ao mês: 3ª semana do 7º mês

Equivale aos dias: 204 a 210 dias de gestação

Na 30ª semana de gestação, o desenvolvimento do bebê é marcado por já ter todos os órgãos e os principais sistemas do corpo formados, mas que ainda continuam a amadurecer até o final da gravidez. O bebê começa a ganhar peso mais rapidamente, que será útil para ajudar a regular a temperatura corporal quando nascer.

O bebê já tem o paladar mais desenvolvido, sendo capaz de diferenciar entre os sabores doces e salgados, e nesta fase também já consegue ouvir melhor os sons de baixa frequência, como os batimentos cardíacos da mãe.

Durante essa semana, a mulher pode continuar a ter sintomas como contrações de Braxton-Hicks, ou inchaço nos pés ou nas pernas ,e podem surgir alterações no humor ou dor e desconforto nos punhos.

Desenvolvimento do bebê - 30 semanas de gestação

Desenvolvimento do bebê

Na 30ª semana da gestação, todos os órgãos e os principais sistemas do corpo bebê já estão formados, como sistema digestivo, o fígado, o estômago e o intestino, por exemplo, e continuam amadurecendo até o final da gravidez. 

O bebê continua engolindo o líquido amniótico, que passa por todo o sistema digestivo, estimulando o seu funcionamento. Além disso, o paladar do bebê já está mais desenvolvido, sendo capaz de diferenciar entre os sabores doces e salgados. A audição também já está mais amadurecida e o bebê consegue ouvir melhor os sons de baixa frequência, como os batimentos cardíacos da mãe.

A pele já é mais rosada e lisa, e o bebê começa a ganhar peso mais rapidamente, pois já acumula mais alguma gordura corporal, que representa cerca de 8% do seu peso total. Essa gordura será útil para ajudar a regular a temperatura corporal quando nascer. 

Nesta semana da gestação, o bebê começa a se acomodar na posição final que terá ao nascer, de cabeça para baixo, embora essa posição possa ser alterada até o momento do parto. 

Tamanho do bebê

O tamanho do feto com 30 semanas de gestação é de cerca de 38,9 centímetros medidos da cabeça aos pés e cerca de 27,4 centímetros da cabeça ao bumbum, sendo equivalente ao tamanho de um pepino.

Mudanças no corpo da mulher

Na 30ª semana de gravidez, o útero continua a aumentar de tamanho, e à medida que cresce provoca algumas mudanças no corpo da mulher, deixando os quadris mais largos para se preparar para o momento do parto.

O bebê se movimenta cada vez mais, e em algumas ocasiões a mulher pode sentir desconforto, principalmente quando o bebê chuta a parte superior do abdômen, onde se localiza o fígado e o diafragma.

Nesta fase da gestação, os sintomas como contrações de Braxton-Hicks, cansaço excessivo ou inchaço nas pernas e nos pés podem continuar, e os sintomas emocionais do início da gravidez podem retornar, como alterações do humor, por exemplo, que podem ocorrer devido alterações hormonais normais da gravidez, ou à posição desconfortável para dormir alterando o descanso da mulher, além da ansiedade com o final da gestação. 

Além disso, a mulher pode sentir dor ou desconforto no punho devido ao aumento de peso e a retenção de líquidos durante a gravidez, que podem exercer pressão no nervo mediano do pulso, causando dor, formigamento ou fraqueza nas mãos e nos dedos.

Cuidados durante a 30ª semana

Na 30ª semana da gestação, alguns cuidados são importantes para ajudar a aliviar os desconfortos que podem surgir como: 

  • Contrações de Braxton-Hicks: movimentar o corpo ou fazer exercícios físicos recomendados pelo médico ajudam a aliviar o desconforto das contrações. No entanto se a contração for forte, muito frequente ou acompanhada de outros sintomas como dor nas costas, sangramento vaginal ou corrimento líquido, deve-se procurar ajuda médica imediatamente, pois a mulher pode ter entrado em trabalho de parto. Saiba identificar os sinais de trabalho de parto;
  • Cansaço excessivo: descansar durante o dia, se possível, ir para a cama um pouco mais cedo à noite, podem ajudar a diminuir o cansaço e aumentar a disposição;
  • Inchaço nas pernas ou nos pés: não ficar muito tempo de pé, e colocar os pés mais altos que o corpo, apoiando os pés quando precisar sentar, ajudam a melhora a circulação sanguínea das pernas e ajuda a evitar o inchaço nas pernas ou nos pés. Além disso, praticar exercício físico regular, como caminhada ou natação, conforme orientado pelo médico, podem ajudar a diminuir esse desconforto. No entanto, se o inchaço não melhorar, começar de forma repentina ou apresentar inchaço nas mãos e no rosto, deve-se procurar ajuda médica imediatamente, pois pode ser sinal de pré-eclâmpsia. Saiba mais sobre pré-eclâmpsia e como é feito o tratamento;
  • Dor ou desconforto no punho: evitar fazer atividades que exijam movimentos repetitivos das mãos como usar o computador em excesso ou fazer trabalhos manuais, por exemplo, pode ajudar a reduzir esse desconforto. Além disso, pode-se aplicar compressas frias ou fazer exercícios de alongamentos e fortalecimento para as mãos e pulsos, como esticar um braço para frente e com a ajuda da outra mão, levantar a palma da mão para cima, esticando os dedos para trás, até que sinta os músculos do antebraço alongando.

É importante manter uma alimentação balanceada incluindo frutas, verduras e legumes frescos e comer pequenas porções, mas de forma frequente para garantir que os nutrientes cheguem ao bebê, beber pelo menos 8 copos de água por dia, praticar atividades físicas recomendadas pelo médico e descansar sempre que possível. Veja como deve ser a alimentação na gravidez.

Além disso, deve-se continuar tomando as vitaminas e suplementos indicados pelo médico e evitar o uso de medicamentos por conta própria.

Principais exames

Na 30ª semana da gestação até a 32ª semana, o obstetra pode indicar o ultrassom morfológico para identificar a fase do desenvolvimento do bebê e avaliar possíveis anormalidades no feto como doenças ou malformações. Saiba como é realizado o ultrassom morfológico.

Confirme em que mês da gravidez está inserindo aqui os seus dados:

Erro
help
Imagem que indica que o site está carregando

Sua gravidez por trimestre

Para facilitar a sua vida e você não perder tempo procurando, separamos toda a informação que você precisa por cada trimestre de gestação. Em que trimestre você está?

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • THE AMERICAN COLLEGE OF OBSTETRICIANS AND GYNECOLOGISTS. How Your Fetus Grows During Pregnancy. 2021. Disponível em: <https://www.acog.org/womens-health/faqs/how-your-fetus-grows-during-pregnancy?utm_source=redirect&utm_medium=web&utm_campaign=int>. Acesso em 01 Jul 2021
  • TYRLIK, M.; KONECNY, S.; KUKLA, L. Predictors of pregnancy-related emotions. J Clin Med Res. 5. 2; 112-20, 2013
  • ABLOVE, R. H.; ABLOVE, T. S. Prevalence of carpal tunnel syndrome in pregnant women. WMJ. 108. 4; 194-6, 2009
  • STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Braxton Hicks Contractions. Disponível em: <https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/29262073/>. Acesso em 01 Jul 2021
  • VITRAL, G. L. N.; et al. Skin thickness as a potential marker of gestational age at birth despite different fetal growth profiles: A feasibility study. PLoS One. 13. 4; 2018
  • KISERUD, T.; et al. The World Health Organization Fetal Growth Charts: A multinational longitudinal study of ultrasound biometric measurements and estimated fetal weight. PLoS Med. 14. 3; e1002284, 2017
  • SWANSON, L. M.; et al. Relationships among depression, anxiety, and insomnia symptoms in perinatal women seeking mental health treatment. J Womens Health. 20. 4; 553-8, 2011
  • DESLANDES, A. C . Exercise and mental health: What did we learn in the last 20 years?. Front Psychiatry. 5. 66; 1-3, 2014
  • PARDI, Giorgio; CETIN, Irene. Human fetal growth and organ development: 50 years of discoveries. American Journal of Obstetrics and Gynecology. 194. 1088–1099, 2006
  • LINDE, Anders; et al. Fetal movement in late pregnancy – a content analysis of women’s experiences of how their unborn baby moved less or differently. BMC Pregnancy and Childbirth. 16. 127; 1-7, 2016
Mais sobre este assunto:

Carregando
...