Desenvolvimento do bebê - 27 semanas de gestação

Atualizado em janeiro 2024
27 semanas de gravidez
Faltam 14 semanas
couve-nabo
O seu bebê é do tamanho de uma couve-nabo.
Equivale ao mês:
final do 6º mês
Equivale aos dias:
183 a 189 dias de gestação

Na 27ª semana de gestação, o desenvolvimento do bebê é marcado por já conseguir abrir os olhos e por ter fases mais regulares de sono e vigília, com movimentos oculares rápidos (REM) durante o sono, que são importantes para o processamento das memórias.

Além disso, os pulmões continuam amadurecendo e o bebê pode apresentar soluços devido aos movimentos respiratórios que ajudam a preparar os pulmões para respirar após o nascimento.

Durante essa semana, a mulher pode continuar a ter sintomas de cãibras, inchaço nas pernas ou nos pés ou contrações de Braxton-Hicks, e podem surgir hemorroidas.

Imagem ilustrativa número 1

Desenvolvimento do bebê

Na 27ª semana da gestação, os principais marcos no desenvolvimento do bebê são:

  • O cérebro do bebê está mais ativo e os neurônios continuam se formando, fazendo conexões complexas em todas as áreas do cérebro;
  • As pálpebras já não estão fundidas, o que permite ao bebê abrir os olhos;
  • O bebê já tem fases mais regulares de sono e vigília e quando dorme, já apresenta movimentos oculares rápidos (REM), que é a fase do sono importante no processamento das memórias.

Os pulmões continuam amadurecendo, os alvéolos, que são pequenos sacos de ar nos pulmões, começam a se expandir e o bebê pode apresentar soluços, mas que não faz barulho porque não tem ar nos pulmões.

Esses movimentos respiratórios são importantes para preparar os pulmões do bebê para respirar após o nascimento e algumas mulheres podem sentir os soluços do feto que duram alguns segundos ou minutos.

Tamanho e peso do bebê

O tamanho do bebê com 27 semanas de gestação é de cerca de 35 centímetros, medidos da cabeça aos pés, e cerca de 24,4 centímetros da cabeça ao bumbum, sendo equivalente ao tamanho de uma couve-nabo.

O peso do bebê nessa semana é cerca de 1,0 Kg.

Mudanças no corpo da mulher

Na 27ª semana de gravidez, os seios já estão mais volumosos e a barriga continua a aumentar de tamanho, o que pode causar dor nas costas ou inchaço nas pernas e nos pés, devido ao peso do útero que pode comprimir as veias e artérias da região pélvica, dificultando a circulação e o retorno do sangue dos pés e pernas para o coração.

Nesta fase da gestação, os sintomas de cãibras nas pernas ou contrações de Braxton-Hicks podem continuar.

Além disso, é comum surgir hemorróidas devido à dilatação dos vasos sanguíneos na região anal, devido a compressão desses vasos pelo peso do útero e também pelas alterações hormonais da gravidez que podem deixar o intestino mais lento, causando prisão de ventre que leva a um esforço maior para defecar e à dilatação dos vasos sanguíneos.

Cuidados durante a 27ª semana

Na 27ª semana da gestação, alguns cuidados são importantes para ajudar a aliviar os desconfortos que podem surgir como:

  • Dor nas costas: não ficar muito tempo de pé, evitar cruzar as pernas ao sentar, usar uma cinta de gestante, para dar suporte à barriga e às costas, ou aplicar compressas quentes sobre as costas. Além disso, deve-se praticar atividades físicas recomendadas pelo médico como alongamentos, ioga ou pilates para fortalecer a musculatura das costas e da pelve; Confira os melhores exercícios para fazer na gravidez;
  • Inchaço nas pernas ou nos pés: colocar os pés mais altos que o corpo, com a ajuda de um banco ou almofadas, quando sentar ou deitar, não usar sapatos apertados, não ficar muito tempo de pé e praticar exercício físico regular, como caminhada ou natação, conforme orientado pelo médico, podem ajudar a diminuir esse desconforto. No entanto, se o inchaço não melhorar, começar de forma repentina ou apresentar inchaço nas mãos e no rosto, deve-se procurar ajuda médica imediatamente, pois pode ser sinal de pré-eclâmpsia. Saiba mais sobre pré-eclâmpsia e como é feito o tratamento;
  • Cãibras nas pernas: fazer massagem ou alongar suavemente a panturrilha, fazendo movimentos com os pés, puxando o calcanhar para baixo e os dedos do pé para cima, ou aplicar compressas quentes na região com cãibra, como pés, tornozelos ou pernas. Além disso, pode-se aumentar o consumo de alimentos ricos em magnésio e tomar os suplementos com cálcio, magnésio ou vitamina B, desde que recomendados pelo médico;
  • Contrações de Braxton-Hicks: movimentar o corpo, mudar de posição, beber mais água ou tomar um banho morno, por exemplo. Além disso, deve-se fazer exercícios físicos recomendados pelo médico para ajudar a aliviar o desconforto das contrações. No entanto se a contração for forte, muito frequente ou acompanhada de outros sintomas como dor nas costas, sangramento vaginal ou corrimento líquido, deve-se procurar ajuda médica imediatamente, pois a mulher pode ter entrado em trabalho de parto. Saiba identificar os sinais de trabalho de parto;
  • Hemorróidas: fazer banho de assento com água morna e não permanecer sentada ou em pé por muito tempo. Além disso, é importante sempre lavar a região anal após defecar e evitar alimentos apimentados ou muito condimentados. Veja outras formas de aliviar a hemorróida na gravidez.

É importante seguir as recomendações do obstetra, praticar atividades físicas como ioga, pilates, caminhada ou hidroginástica, desde que liberadas pelo médico pois ajudam a controlar o peso, dão sensação de bem estar, melhoram o sono e fortalecem a musculatura.

Além disso, deve-se continuar tomando os suplementos indicados pelo médico, manter o corpo hidratado tomando pelo menos 8 copos de água por dia, e fazer uma alimentação nutritiva e balanceada, incluindo frutas, verduras e legumes frescos, que são ricos em nutrientes importantes para o desenvolvimento saudável do bebê. Confira como deve ser a alimentação na gravidez.

Principais exames

A 27ª semana da gestação, é a última semana para a terceira consulta pré-natal em que o médico deve avaliar a saúde da mulher e o desenvolvimento do bebê, através dos exames solicitados na segunda consulta pré-natal.

Além disso, o médico deve solicitar um novo hemograma, exame de glicemia e urina para a mulher levar o resultado na próxima consulta. Se necessário, o médico também pode pedir para repetir exames como hepatite B e C, toxoplasmose, citomegalovírus e doenças como a sífilis e o HIV, por exemplo. Confira todos os exames pré natais que devem ser realizados no terceiro trimestre da gravidez.

Confirme em que mês da gravidez está inserindo aqui os seus dados:

Erro