O que você precisa saber?

Entenda o que é Depressão pós-parto

A depressão pós-parto é um transtorno psicológico que pode surgir logo após o nascimento do bebê ou até os seus 6 meses. Ela pode ser classificada como sendo leve ou transitória e pode tornar-se grave dando início a uma neurose de origem psicótica que necessita de tratamento médico.

Sintomas da depressão pós-parto

Os sintomas mais comuns da depressão pós-parto são:

  • desânimo persistente, sentimentos de culpa,
  • dificuldade em dormir, pensamentos suicidas,
  • medo excessivo de machucar o bebê,
  • diminuição do apetite e da libido,
  • ideias obsessivas e alteração do comportamento.
Entenda o que é Depressão pós-parto

Causas da depressão pós-parto

As causas da depressão pós-parto podem ser:

  • baixa renda, não aceitar o bebê,
  • ter muitos filhos,
  • ser mãe solteira ou ter muita dificuldade no relacionamento com o companheiro,
  • ter ficado muito tempo sem tocar no bebê após o seu nascimento,
  • violência doméstica, abuso sexual,
  • sobrecarga de tarefas, experiências conflituosas na maternidade.

A depressão pós-parto tem cura com o correto tratamento, mas esta cura pode demorar meses para ser alcançada.

Diagnóstico da depressão pós-parto

O diagnóstico da depressão pós-parto deve ser feito pelo psicólogo, mas o médico obstetra ou até mesmo o pediatra do bebê podem observar os sintomas da depressão pós parto na mulher.

Para o diagnóstico o psiquiatra ou psicólogo poderá utilizar um questionário para avaliar a mulher e não é necessário realizar nenhum exame específico.

Responda as questões a seguir e veja se está com esse transtorno:

Este teste rápido pode ser útil para diagnosticar a depressão pós-parto mas e deve ser realizado entre a 2ª semana e 6 meses de vida do bebê.

Começar o teste
Imagem ilustrativa do questionário
Imagem ilustrativa da questão
Você ainda consegue ver lado divertido das coisas?
  • Sempre.
  • Às vezes.
  • Não, nunca.
Imagem ilustrativa da questão
Eu tenho encarado o futuro com alegria?
  • Sempre.
  • Às vezes.
  • Não, nunca.
Imagem ilustrativa da questão
Você sente que a culpa é sempre sua se as coisas dão errado?
  • Não.
  • Às vezes.
  • O tempo todo.
Imagem ilustrativa da questão
Você fica ansiosa ou preocupada, mesmo sem motivo?
  • Não.
  • Às vezes.
  • Com muita frequência, mais de 4 vezes por semana.
Imagem ilustrativa da questão
Tenho ficado com medo ou pânico sem motivo?
  • Sempre.
  • Às vezes.
  • Não, nunca.
Imagem ilustrativa da questão
Você está se sentindo sobrecarregada pelas tarefas e acontecimentos do dia-a-dia?
  • Sim, na maior parte das vezes não consigo controlar a situação.
  • Sim, algumas vezes eu não consigo controlar a situação.
  • Não, eu sempre consigo controlar a situação.
Imagem ilustrativa da questão
Tenho estado tão triste que tenho até dificuldade para domir.
  • Sim, tenho muita dificuldade para dormir e não consigo descansar nada.
  • Várias vezes por semana tenho dificuldade para pegar no sono.
  • Não, eu durmo sempre muito bem.
Imagem ilustrativa da questão
Não sei bem porquê mas estou muito triste e choro facilidade.
  • Não, estou muito feliz.
  • Sim, tenho me sentido triste ou chateada mais de 3 vezes por semana.
  • Sim, quase sempre estou triste, chateada e chorosa.
Imagem ilustrativa da questão
Tenho estado tão triste que choro várias vezes ao dia.
  • Sim, na maior parte das vezes.
  • Sim, mas ocasionalmente.
  • Não, isso nunca acontece.
Imagem ilustrativa da questão
Quantas vezes já passou pela sua cabeça fazer algum mal a si mesma ou ao bebê?
  • Nunca passou nada disso pela minha cabeça.
  • Já tive pensamentos assim, mas não acontecem mais de 1 vez por semana.
  • Este é um pensamento que tenho com alguma frequência.

Tratamento para depressão pós-parto

O tratamento para depressão pós-parto pode ser feito com a ingestão de medicamentos, psicoterapia e /ou grupos de apoio. Os remédios para depressão pós-parto que podem ser utilizados por mães que não amamentam podem ser Fluoxetina, Citalopram, Sertralina e Paroxetina, e somente a Sertralina e Paroxetina podem ser utilizados por mães que amamentam. Confira mais detalhes do tratamento aqui.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...