Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Terapia de constelação familiar: o que é, para que serve e como é feita

A constelação familiar é um tipo de terapia psicológica que tem como objetivo facilitar a cura de transtornos mentais, especialmente aqueles que podem estar sendo estimulados pela dinâmica e as relações familiares, através da identificação de fatores de estresse e seu tratamento.

Esta é uma técnica que foi desenvolvida pelo psicoterapeuta alemão Bert Hellinger, um terapeuta especializado em terapia familiar que identificou a presença de energia positiva e negativa nos laços familiares. Observando os padrões dessas relações, assim como as preocupações e emoções que resultam de cada tipo de relação, Bert desenvolveu uma técnica não invasiva com o intuito de capacitar a pessoa a observar o mundo de diferentes perspectivas, liberando-a de vários fatores estressantes, que podem estar na origem de transtornos psicológicos.

Para realizar esta técnica é importante consultar um terapeuta especializado no uso da técnica, já que possui algumas regras e formas de funcionamento específicas, que precisam ser respeitadas para apresentar os resultados esperados.

Terapia de constelação familiar: o que é, para que serve e como é feita

Para que serve

De acordo com a teoria que serve de base à terapia de constelação familiar, as sessões podem ajudar a resolver problemas de origem familiar, dificuldades de relacionamento entre pais e filhos, assim como desafios nas relações íntimas.

Assim, as pessoas que geralmente recorrem à constelação familiar são aquelas que:

  • Buscam resolver problemas familiares;
  • Precisam tratar padrões de relacionamento negativos;
  • Querem ultrapassar um tumulto interno;
  • Que vivenciaram um trauma ou perda significativa.

Além disso, a terapia de constelação familiar também parece ser uma ótima ferramenta para quem busca atingir um nível superior de sucesso profissional ou pessoal.

Como é feita a terapia

De forma geral, neste tipo de terapia, é utilizado um grupo de pessoas que não se conhece para substituir e assumir o papel de alguns membros da família da pessoa que está buscando achar uma solução para a dificuldade ou preocupação que apresenta.

Depois, o terapeuta incentiva a interação com esses "membros da família" e pede que cada indivíduo tente identificar quais as emoções que estão por trás das frases e comportamentos da pessoa que está buscando a solução. É importante, assim, que nenhuma das pessoas representando a família conheça a pessoa que está fazendo a terapia, nem o problema a ser tratado, já que esses fatores não devem influenciar a forma como as emoções são interpretadas.

Durante esse tempo, o terapeuta fica do lado de fora da interação e tenta avaliar todas as perspectivas para, depois, junto com as emoções reportadas por cada pessoa, mostre à pessoa todos os fatos sobre a sua interação com a "família", identificando pontos de maior estresse, que precisam ser trabalhados.

Uma vez que é uma terapia relativamente complexa, a constelação familiar nem sempre traz resultado imediatos, podendo ser necessárias várias sessões até que a pessoa comece a identificar o que precisa mudar na sua interação com alguns membros da família. De uma sessão para a outra, é comum que o terapeuta troque os papéis dos diferentes "membros da família" até achar a organização/constelação que melhor ajuda a pessoa a identificar seus obstáculos.

Bibliografia >

  • GOODTHERAPY. Family Constellations. Disponível em: <https://www.goodtherapy.org/learn-about-therapy/types/family-constellations>. Acesso em 27 Ago 2019
  • LIEBERMEISTER, SVAGITO. Family Constellation and Trauma Therapy. 2016. Disponível em: <https://www.family-constellation.net/wp-content/uploads/2016/01/Family_Constellation_and_Trauma_Therapy1.pdf>. Acesso em 27 Ago 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem