Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Cetoacidose diabética

A cetoacidose diabética é uma complicação da diabetes que surge em casos de açúcar no sangue descontrolado, especialmente em diabetes tipo 1. Desta forma, o organismo não é capaz de usar a glicose em excesso e, por isso, vai buscar energia à gordura, provocando a formação de corpos cetônicos, que são substâncias que tornam o sangue mais ácido.

Geralmente, a cetoacidose diabética surge quando o tratamento da diabetes não é feito de forma adequada ou quando surgem outros problemas com infecções ou doenças vasculares, como infarto.

A cetoacidose diabética tem cura e o seu tratamento deve ser iniciado o mais rápido possível no hospital. Por isso, quando surgem os primeiros sintomas de cetoacidose diabética é importante levar o paciente ao pronto-socorro ou chamar uma ambulância, ligando o 192.

Tratamento para cetoacidose diabética

O tratamento para cetoacidose metabólica deve ser iniciado o mais rapidamente possível em internamento no hospital, pois é necessário fazer injeções de soro e insulina diretamente na veia para repôr os minerais e hidratar adequadamente o paciente.

Além disso, é necessário fazer o tratamento adequado da diabetes com injeções de insulina para regular os níveis de açúcar no sangue abaixo dos 240 mg/dL.

Normalmente, a alta do paciente acontece em cerca de 2 dias e, em casa, o paciente deve manter o programa de insulina prescrito durante o internamento e comer refeições equilibradas de 3 em 3 horas, para evitar que a cetoacidose diabética volte a surgir. Saiba como deve ser a dieta em: O que comer na diabetes.

Sintomas de cetoacidose diabética

Os sintomas de cetoacidose diabética, normalmente, incluem:

  • Sensação de sede intensa e boca seca;
  • Vontade frequente para urinar;
  • Hálito com cheiro a a acetona;
  • Cansaço e fraqueza;
  • Respiração superficial e rápida;
  • Dor abdominal, náuseas e vômitos;
  • Confusão mental.

Nestes casos, é recomendado, se possível, fazer uma picada no dedo e avaliar o nível de açúcar no sangue com um glicosímetro, sendo que caso esteja superior a 300 mg/dL é recomendado ir imediatamente ao pronto-socorro ou chamar uma ambulância, ligando para o 192.

A melhor forma de prevenir esta complicação é fazer o tratamento adequado da diabetes. Veja algumas dicas em:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...