Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Causas da diarreia crônica e como tratar

Diarreia crônica é aquela que surge quando a quantidade de evacuações é maior que 3 vezes ao dia ou a consistência das fezes é mais amolecida que o normal, que dura por um período maior que 4 semanas. 

Existem diversas causas para uma diarreia crônica, que vão desde infecções, intolerâncias alimentares, inflamação intestinal, uso de medicamentos ou, até mesmo, câncer. Para diferenciar entre as causas, o médico deve fazer uma avaliação detalhada com exame físico e realização de exames, como avaliação das fezes ou análises laboratoriais. 

Para tratar a diarreia crônica, o médico gastroenterologista deverá resolver a causa, seja com antibióticos para infecção, orientação de ajustes na alimentação ou indicação de remédios imunossupressores para tratar uma inflamação intestinal, por exemplo. 

Causas da diarreia crônica e como tratar

Principais causas

Algumas das principais causas de diarreia crônica incluem:

  • Intolerâncias ou alergias alimentares, como intolerância à lactose ou ao glúten, ou alergia á proteína do leite. Confira como saber se é intolerância à lactose;
  • Infecções, que podem ser parasitoses, como giardíase, amebíase ou ascaridíase, por exemplo, assim como tuberculose intestinal, AIDS ou outras infeções por bactérias, vírus, fungos;
  • Síndrome do intestino irritável, que é uma alteração do funcionamento do intestino, que tem a sua motilidade alterada. Veja as opções de tratamento para quem tem esta síndrome
  • Uso de medicamentos com efeito laxante ou consumo excessivo de álcool;
  • Doenças auto-imunes do intestino, como a doença inflamatória intestinal, provocada pela doença de Crohn ou retocolite ulcerativa, ou como a doença celíaca, por exemplo. Entenda como identificar e como fazer a alimentação para quem tem doença celíaca;
  • Insuficiência do pâncreas, em uma pancreatite crônica, que provoca alteração na absorção de gorduras, levando a uma diarreia pastosa, brilhante e com conteúdo gorduroso;
  • Doenças genéticas que alteram o tecido do trato digestivo, como a fibrose cística, que altera a produção de secreções em vários órgãos;
  • Câncer intestinal, que pode provocar sintomas como diarreia, perda de peso, cansaço e sangramento nas fezes, por exemplo. Veja como identificar os sintomas de câncer de intestino.

Para diagnosticar a causa da diarreia crônica, deve-se procurar um clínico geral ou gastroenterologista, que poderão fazer uma avaliação clínica, analisar os sintomas apresentados e solicitar exames como análise das fezes, colonoscopia e exames de sangue, a depender de cada caso.

Confira também as causas de diarreia no bebê e o que fazer

Como é feito o tratamento

Para tratar a diarreia crônica, inicialmente, o médico poderá indicar formas de prevenir a desidratação ou desnutrição, fazendo orientações sobre como aumentar o consumo de líquidos e a alimentação diária.

Em seguida, o tratamento definitivo acontece de acordo com a causa da diarreia, que pode incluir uso de remédios antibióticos ou vermífugos para tratar infecções, remoção de medicamentos que podem ter efeito laxativo ou medicamentos com efeitos anti-inflamatórios para doenças auto-imunes, por exemplo. 

O que comer na diarreia crônica

Na diarreia cônica é importante comer alimentos de fácil digestão e absorção, como:

  • Sopas e purês de vegetais cozidos, que não estimulem o intestino como os de abóbora, cenoura, abobrinha, chuchu, batata, batata doce;
  • Banana e frutas cozidas ou assadas como maçã ou pera;
  • Mingau de arroz ou milho;
  • Arroz cozido;
  • Carnes brancas cozidas ou grelhadas como frango ou peru;
  • Peixe cozido ou grelhado.

Além disso, é fundamental beber cerca de 2 litros de líquidos por dia como água, chá, água de coco ou sucos de fruta coados, por exemplo. Confira, no video a seguir, orientações da nossa nutricionista do que se deve comer na diarreia:

Mais sobre este assunto:
Carregando
...