Suor excessivo: o que pode ser e opções de tratamento

Setembro 2021

O suor excessivo é uma condição conhecida cientificamente como "hiperidrose". Essa alteração normalmente se inicia ainda na infância e afeta principalmente axilas, palma das mãos e pés, mas pode acontecer em qualquer parte do corpo.

Geralmente, em pessoas com esta condição, o suor não surge apenas quando está muito calor ou após fazer alguma atividade física mais intenso, podendo surgir sem grande motivo, sendo influenciado por alterações hormonais e/ou emocionais, como medo, estresse ou insegurança. 

A principal forma de tratar definitivamente o problema do suor excessivo consiste em realizar uma cirurgia para remover as glândulas produtoras de suor, mas existem outras formas de tratamento, como desodorantes, cremes e até injeções de botox, que podem diminuir a intensidade do suor e melhorar a qualidade de vida.

Suor excessivo: o que pode ser e opções de tratamento

O que causa suor excessivo

O suor excessivo pode ser causado por causas inexplicáveis, em pessoas saudáveis, mas também pode começar depois de alguma alteração hormonal, problema emocional, traumatismo na medula, menopausa ou em caso de obesidade. Quando o excesso de suor surge depois destes fatores pode ser mais fácil descobrir a causa, e assim direcionar o tratamento para essa causa.

Algumas situações que pioram o suor excessivo são: calor, comidas apimentadas, ansiedade, febre e prática de exercícios. Ficar com as bochechas rosadas ou com as orelhas avermelhadas indicam uma ativação do sistema simpático, o que indica em que em breves segundos haverá um aumento do suor em todo corpo. 

Opções de tratamento para suor excessivo 

O médico mais indicado para procurar em caso de suor excessivo é o dermatologista ou o endocrinologista, se as causas forem hormonais. Para impedir a produção excessiva de suor pode-se recorrer a alguns tratamentos como por exemplo: 

  • Uso de desodorantes antitranspirantes: ajudam a eliminar o cheiro e podem diminuir a aparência do suor, principalmente nas axilas, mas tem efeito muito limitado, sendo preciso passar uma nova camada depois de algumas poucas horas. Uma opção natural é a pedra hume, que também é antitranspirante.
  • Palmilhas absorventes para os pés e discos absorventes para as axilas: podem ser usados para não manchar a roupa, nem os sapatos; 
  • Uso de talco ou amido de milho: pode ajudar a manter as mãos e os pés livres de suor para dirigir com segurança;
  • Aplicação de botox nas axilas: é uma boa opção, sendo capaz de controlar o excesso de suor logo a seguir a sua aplicação mas é preciso uma nova aplicação de botox a cada 6 meses. Saiba como o botox atua no organismo;
  • Remédios como glicopirrolato e oxibutinina: são especialmente indicados quando outras formas de tratamento não tiveram o sucesso pretendido, mas é preciso tomar por toda vida;
  • Remédios calmantes antidepressivos: podem ser usados nos casos mais graves, ou em situações pontuais. Confira alguns calmantes naturais
  • Cirurgia para remover as glândulas sudoríparas ou simpatectomia: essa também é uma boa opção, mas é comum haver aumento da produção de suor em outras áreas que não apresentavam suor excessivo, sendo essa uma resposta natural do corpo para manter a temperatura corporal adequada. 

A psicoterapia também pode ser indicada para ajudar a pessoa a viver melhor com o problema, tornando-a mais confiante e encontrando estratégias para conviver com a situação e melhorar a interação pessoal. 

Como eliminar o cheiro de suor 

Confira algumas soluções naturais para se livrar do cheiro de suor nas axilas e das roupas nesse vídeo:

Esta informação foi útil?
Mais sobre este assunto: