Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como evitar a contaminação por metais pesados

Para evitar a contaminação por metais pesados, que pode levar ao surgimento de doenças graves como insuficiência renal ou câncer, por exemplo, é importante reduzir o contacto com todo o tipo de metais pesados perigosos para a saúde.

No entanto, o arsênio, o chumbo e o mercúrio são os tipos mais utilizados na composição de vários objetos do nosso dia-a-dia, como lâmpadas, tintas e até comida. Por isso, são os que mais facilmente podem provocar envenenamento, quando utilizados em excesso.

Desta forma, é importante saber quais os objetos que contêm na sua composição grandes quantidades destes metais para saber o que se deve trocar ou eliminar do contato diário. Veja onde pode encontrar estes metais em: Principais sintomas de contaminação por metais pesados.

Como evitar contaminação por arsênio

Para evitar a contaminação por arsênio é importante:

  • Retirar madeiras tratadas com preservantes com CCA ou ACZA ou aplicar uma camada de selante ou tinta livre de arsênio para reduzir o contato;
  • Não utilizar fertilizantes ou herbicidas com metanearsonato monossódico (MSMA), ácido metanearsonato de cálcio ou ácido cacodílico;
  • Evitar a ingestão de medicamentos com arsênio, questionando o médico sobre a composição dos remédio que está utilizando;
  • Manter as águas dos poços desinfectadas e testadas pela Companhia de água e esgotos - CDAE.

Assim, é importante estar atento à composição de todos produtos antes de comprar pois o arsênio está presente na composição de vários materiais utilizados em casa, principalmente químicos e materiais tratados com preservantes.

Como evitar a contaminação por chumbo

O chumbo é um metal que está presente em muitos objetos utilizados no dia-a-dia e, por isso, é recomendado verificar a composição dos objetos antes de comprar, especialmente os que são feitos de PVC.

Além disso, o chumbo também era um metal pesado frequentemente usado na criação de tintas para parede e, por isso, casas construídas antes de 1980 podem conter nas suas paredes altas quantidades de mercúrio. Dessa forma é aconselhado retirar esse tipo de tinta e pintar a casa com novas tintas livres de metais pesados.

Uma outra dica muito importante para evitar a contaminação por chumbo é evitar usar a água da torneira logo após abrir a torneira, devendo-se deixar a água esfriar até seu ponto mais frio, antes de beber ou utilizar a água para cozinhar.

Como evitar a contaminação por mercúrio

Algumas formas de evitar a exposição desnecessária ao mercúrio incluem:

  • Evitar comer frequentemente peixe com muito mercúrio, como cavala, peixe espada ou marlim, por exemplo, dando preferência para salmão, sardinhas ou anchovas;
  • Não ter em casa objetos com mercúrio na sua composição, como tinta, pilhas usadas, lâmpadas usadas ou termômetros de mercúrio;
  • Evitar partir objetos com mercúrio líquido, como lâmpadas fluorescentes ou termômetros;

Além disso, nos casos de cáries e outros tratamentos dentários, também é aconselhado não utilizar preenchimento dentário de mercúrio, dando preferência para enchimentos de resina, por exemplo.

Embora estes sejam os metais pesados mais abundantes nas atividades diárias é importante evitar o contato com outros tipos de metais pesados, como bário, cádmio ou cromo, que são mais frequentes em indústrias e locais de construção, mas que também podem provocar graves problemas de saúde quando não são utilizadas as medidas de segurança adequadas.

A contaminação acontece porque, embora, após o contato imediato com este tipo de metais não exista o desenvolvimento de sintomas, estas substâncias vão-se acumulando no organismo humano, podendo levar ao longo do tempo a envenenamento com consequências graves, como insuficiência renal e, até, câncer.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...