Como acabar com as espinhas e quando ir ao médico

Para eliminar as espinhas, é fundamental fazer uma boa limpeza da pele e ter uma alimentação rica em ômega-3, zinco e antioxidantes, que são substâncias importantes para ajudar a reduzir a inflamação da pele, dando preferência a alimentos como salmão, sementes de girassol, frutas e legumes, por exemplo.

Além disso, para controlar o aparecimento e tratar espinhas, é importante evitar maquiagem, principalmente aquela que não é oil free, a exposição solar e o estresse, colocar protetor solar adaptado ao tipo de pele, e não espremer as espinhas para a pele não ficar manchada, nem com cicatrizes.

Nos casos em que a pele esteja muito oleosa e surgem muitas espinhas, pode ser interessante realizar limpeza de pele com um profissional da área da estética ou consultar o dermatologista para que seja indicado o melhor tratamento estético ou uso de remédios para diminuir a oleosidade da pele e tratar as espinhas.

Como acabar com as espinhas e quando ir ao médico

Algumas formas de eliminar as espinhas são:

1. Limpar a pele corretamente

Limpar a pele diariamente é fundamental para remover o excesso de gordura que fica acumulada, diminuindo a oleosidade e ajudando a prevenir o aparecimento das espinhas. Assim, é recomendado:

  • Lavar o rosto diariamente com um sabonete próprio para pele com acne;
  • Aplicar um tônico facial adstringente que ajude a fechar os poros;
  • Aplicar uma loção secativa de espinhas nas que estão inflamadas;
  • Realizar limpezas profundas de pele, 1 ou 2 vezes por mês;
  • Realizar uma esfoliação de pele 1 a 2 vezes por semana;
  • Aplicar uma máscara purificante, pelo menos uma vez por semana, à base de argila, que vai absorver o excesso de sebo;
  • Aplicar uma máscara para eliminar os cravos do nariz, testa e queixo, usando gelatina incolor, por exemplo.

Os sabonetes, tônicos, loções e máscaras podem ser comprados na farmácia ou supermercados. Porém, podem também ser feitos em casa alguns remédios caseiros, como a solução com raiz de bardana, por exemplo. Veja como fazer este remédio caseiro para espinhas.

2. Hidratar a pele

É muito importante hidratar a pele após a limpeza, com um creme específico para peles oleosas que limita o excesso de produção de sebo, causador de novas imperfeições.

Também pode ser aplicado um creme que tenha componentes que promovam uma esfoliação química ao longo do dia, de forma a alisar a pele e a diminuir os poros, ou mesmo com ação anti-inflamatória para reduzir a aparência das espinhas.

Pode ainda ser aplicado localmente um produto que seque e disfarce as espinhas, rico em agentes queratolíticos, anti-seborreicos e antibacterianos.

3. Ter uma alimentação saudável

A alimentação pode interferir diretamente na produção de sebo e, consequentemente, aumentar a quantidade de espinhas. Assim, é importante ter uma alimentação rica em alimentos capazes de diminuir a inflamação da pele, sendo indicado aumentar o consumo dos seguintes alimentos:

  • Peixe, sementes de chia e nozes ricos em omega 3, que ajuda a controlar a inflamação dos folículos sebáceos;
  • Ostras e sementes de girassol, que têm zinco, importante para reduzir a inflamação, melhorar a cicatrização e diminuir a secreção de gordura pela pele;
  • Frutas e legumes ricos em antioxidantes, que fortalecem o organismo e ajudam a combater a inflamação da pele;
  • Água, importante para hidratar a pele, sendo aconselhado beber beber no mínimo 1,5 litros por dia;

É importante também observar se o consumo de determinado alimento aumenta a quantidade de espinhas, pois assim é possível diminuir ou evitar o consumo daquele alimento. Algumas pessoas relatam que o consumo de chocolate, amendoim, derivados do leite ou suplementos proteicos aumentam as espinhas, e, por isso, é indicado evitar o consumo desse tipo de alimento. Veja mais detalhes do que comer para tratar as espinhas.

Confira no vídeo a seguir mais dicas do que comer para acabar com as espinhas:

4. Limpeza de pele no esteticista

A limpeza de pele no esteticista corresponde a uma limpeza mais profunda da pele e que serve para remover as impurezas e as células mortas, ajudando a manter a pele mais saudável e sendo recomendado que seja feita todos os meses nos casos das pele mais oleosas.

Apesar de ser interessante para combater o aparecimento das espinhas, essa limpeza de pele não deve ser feita quando existem espinhas inflamadas, isso porque como é feita uma esfoliação mais profunda e são utilizados produtos mais específicos para limpeza de acordo com o tipo de pele, pode haver piora da inflamação. Assim, antes de realizar a limpeza de pele no esteticista é importante que seja feita uma avaliação da pele. Veja mais detalhes de como é feita a limpeza de pele profunda.

5. Peeling químico

O peeling químico é um tratamento estético que também pode ser realizado para diminuir as cicatrizes deixadas pela acne e consiste na aplicação de ácidos com o objetivo de promover a renovação celular e eliminar as células mortas, melhorando a aparência da pele.

Antes de realizar esse tratamento, é importante que o esteticista ou dermatologista seja consultado para que seja feita uma avaliação da pele e seja verificado qual o melhor produto a ser aplicado e em que concentração para que se tenha o melhor resultado. É importante que o peeling seja realizado quando não exista sinais de inflamação na pele.

Quando ir ao dermatologista

Quando estes métodos não acabam com as espinhas, deve-se fazer um tratamento específico com orientação do dermatologista, com produtos que podem ser aplicados na pele, ou mesmo tomar medicamentos, para conseguir controlar a acne, melhorando a auto-estima e a qualidade de vida.

Alguns exemplos de produtos que o dermatologista poderá indicar contra a acne são:

  • Loção de limpeza para eliminar completamente a sujeira da pele;
  • Gel secativo, que pode ser em forma de pomada ou creme para combater a bactéria causadora da acne, como Epiduo;
  • Creme ou loção para clarear as manchas da pele causadas pela acne e pelo ato de espremer as espinhas;
  • Filtro solar em forma de creme sem óleo ou gel para proteger a pele do sol e evitar o surgimento de manchas escuras na pele.

Além destes produtos que devem ser aplicados diariamente na pele para uniformizar o tom, retirar a oleosidade e remover as espinhas, existem ainda remédios em forma de comprimidos, como a Isotretinoína que é indicada para acne grave, quando nenhum tratamento se mostrou eficaz.

Como a acne também é provocada por alterações hormonais, por vezes, a toma do anticoncepcional como Diane 35, ou tratar problemas de saúde como ovário policístico ou mioma, são importantes na eliminação dos cravos e das espinhas. Conheça mais sobre os remédios para acne.

Esta informação foi útil?
Mais sobre este assunto: