Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como é o tratamento da retinopatia de prematuridade

O tratamento para a retinopatia de prematuridade deve ser iniciado o mais rápido possível após o diagnóstico do problema e tem como objetivo impedir o desenvolvimento de cegueira, que é causada pelo descolamento da retina dentro do olho. No entanto, mesmo com o diagnóstico de retinopatia, em alguns casos, apenas é importante manter avaliações regulares no oftalmologista porque o risco da doença evoluir é baixo.

Além disso, é aconselhado que todos os bebês que foram diagnosticados com retinopatia de prematuridade façam consultas anuais no oftalmologista pois apresentam maior risco de desenvolver problemas visuais como miopia, estrabismo, ambliopia ou glaucoma, por exemplo.

Descolamento da retina na retinopatiaDescolamento da retina na retinopatia
Colocação da faixa cirúrgica no olhoColocação da faixa cirúrgica no olho

Alternativas de tratamento para retinopatia de prematuridade

Nos caos em que o oftalmologista considera que existe risco de cegueira, algumas das opções de tratamento podem ser:

  • Cirurgia a laser: é a forma de tratamento mais utilizada quando a retinopatia é diagnosticada precocemente e consiste na aplicação de raios laser no olho para parar o crescimento anormal de vasos sanguíneos que puxam a retina para fora do seu lugar;
  • Colocação de uma faixa cirúrgica no olho: é usada em casos avançados de retinopatia quando a retina se encontra afetada e começa a descolar do fundo do olho. Neste tratamento, é colocada uma pequena faixa cirurgia em volta do globo ocular para permitir que a retina permaneça no lugar certo;
  • Vitrectomia: é uma cirurgia usada nos casos mais avançados do problema e serve para retirar o gel com cicatrizes que está no interior do olho e substituí-lo por uma substância transparente.

Estes tratamento são feitos com cirurgia geral para que o bebê esteja calmo e não sinta qualquer tipo de dor. Por isso, caso o bebê já tenha tido alta da maternidade pode ter que ficar internado no hospital mais um dia após a cirurgia.

Após o tratamento, o bebê pode precisar utilizar um tapa-olho até cerca de 2 semanas após a cirurgia, principalmente no caso de ter feito um vitrectomia ou ter colocado a faixa cirurgia no globo ocular.

Como é a recuperação após o tratamento da retinopatia de prematuridade

Após fazer o tratamento para a retinopatia de prematuridade o bebê precisa ficar internado, pelo menos, 1 dia até que esteja completamente recuperado dos efeitos da anestesia, podendo voltar para casa após esse tempo.

Durante a primeira semana após a cirurgia os pais devem colocar diariamente as gotas prescritas pelo médico no olho do bebê, para evitar o desenvolvimento de infecções que podem alterar o resultado da cirurgia ou agravar o problema.

Para garantir a cura da retinopatia de prematuridade, o bebê deve fazer consultas regulares no oftalmologista a cada 2 semanas para avaliar os resultados da cirurgia até que o médico dê alta. Porém, nos casos de ter sido colocada uma faixa no globo ocular, deve-se manter as consultas de rotina a cada 6 meses, no oftalmologista para ajustar a faixa de acordo com o crescimento do olho.

O que pode causar a retinopatia de prematuridade

A retinopatia de prematuridade é um problema visual muito comum em bebês prematuros que acontece devido ao reduzido grau de desenvolvimento do olho, que, normalmente ocorre durante as 12 última semanas de gestação.

Desta forma, o risco de desenvolvimento de retinopatia é maior conforme menor for a idade gestacional do bebê ao nascimento, não sendo influenciado por fatores externos como luzes ou flashes de máquina fotográfica, por exemplo.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...