Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Colpite: o que é, tipos e como é o diagnóstico

A colpite corresponde à inflamação da vagina e do colo do útero provocada por bactérias, fungos ou protozoários e que leva ao surgimento de corrimento vaginal branco e leitoso. Essa inflamação é mais frequente em mulheres que possuem contato íntimo frequente e que não usam preservativo durante a relação sexual, principalmente.

O diagnóstico da colpite é feito pelo ginecologista a partir da análise dos sintomas descritos pela mulher, observação da região íntima e realização de alguns exames para confirmar a doença. A partir da identificação do microrganismo causador da colpite, o médico pode indicar o melhor tratamento.

Colpite: o que é, tipos e como é o diagnóstico

Tipos de colpite

De acordo com a causa, a colpite pode ser classificada em:

  • Colpite bacteriana: Esse tipo de colpite é provocada por bactérias, principalmente Gardnerella sp. A inflamação causada pela infecção por esse gênero de bactérias leva ao surgimento de corrimento vaginal de odor desagradável e dor durante o contato íntimo. Saiba como identificar a infecção por Gardnerella sp;
  • Colpite fúngica: A colpite fúngica é causada principalmente por fungos do gênero Candida, que normalmente está presente na vagina da mulher, mas diante de situações favoráveis de temperatura e umidade, podem proliferar e causar infecção;
  • Colpite por protozoários: O principal protozoário responsável pela colpite nas mulheres é o Trichomonas vaginalis, que causa sensação de queimação, ardência e muita vontade de urinar. Saiba reconhecer os sintomas de tricomoníase.

Para saber qual o microrganismo responsável pela colpite, é necessário que o ginecologista solicite a realização de exame microbiológico que deve ser feito por meio da coleta de secreção vaginal, que é realizada em laboratório. A partir do resultado do exame, o médico poderá estabelecer o tratamento de acordo com a causa.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da colpite é feito pelo ginecologista através de alguns exames, como a colposcopia, o teste de Schiller e o papanicolau, no entanto o exame de papanicolau, também conhecido como exame preventivo, é pouco específico para o diagnóstico da colpite e não evidencia muito bem os sinais de inflamação vaginal.

Por isso, caso haja suspeita de colpite, o médico pode indicar a realização da colposcopia, que permite avaliar o colo do útero, a vulva e a vagina, sendo possível identificar alterações que sejam sugestivas de colpite. Entenda como é feita a colposcopia.

Além disso, para identificar o microrganismo responsável pela inflamação e, assim, poder ser iniciado o tratamento mais adequado, o médico pode solicitar análise microbiológica, que é feita a partir de secreção vaginal.

Principais sintomas

O principal sintomas indicativo de colpite é a presença de corrimento vaginal esbranquiçado homogêneo e semelhante a leite, mas que também pode ser bolhoso. Além do corrimento, algumas mulheres podem apresentar odor desagradável que piora após o contato íntimo, podendo estar diretamente relacionado com o microrganismo responsável pela inflamação.

A partir da observação dos sinais durante o exame ginecológico, o médico poderá indicar a gravidade da inflamação, além de avaliar o risco de complicações, como endometriose e doença inflamatória pélvica, por exemplo. Saiba reconhecer os sintomas de colpite.

Tratamento para colpite

O tratamento da colpite deve ser feito sob orientação do ginecologista, que irá indicar medicamentos de acordo com o agente infeccioso responsável pela inflamação, podendo ser indicado medicamentos de administração oral ou vaginal. Apesar de não ser uma situação grave, é importante que seja tratada, pois assim é possível evitar o agravamento da inflamação, o que facilita a ocorrência de outras doenças, como o HPV, por exemplo.

Durante o tratamento para colpite é recomendado que a mulher não tenha relações sexuais, nem mesmo com preservativo, isso porque o atrito do pênis na vagina pode ser desconfortável. Entenda como é feito o tratamento para colpite.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem