Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Clorexidina: o que é, para que serve e efeitos colaterais

A clorexidina é uma substância com ação antimicrobiana, eficaz no controle da proliferação de bactérias na pele e mucosas, sendo um produto muito utilizado como antisséptico na prevenção de infecções.

Esta substância está disponível em diversas formulações e diluições, que devem ser adaptadas ao fim a que se destinam, mediante a recomendação do médico.

Clorexidina: o que é, para que serve e efeitos colaterais

Como funciona

A clorexidina, em dosagens elevadas, causa a precipitação e coagulação das proteínas citoplasmáticas e morte bacteriana e, em doses mais baixas, leva a uma alteração da integridade da membrana celular, que resulta num extravasamento dos componentes bacterianos de baixo peso molecular

Para que serve

A clorexidina pode ser utilizada nas seguintes situações:

  • Limpeza da pele do recém-nascido e do cordão umbilical, para evitar infecções;
  • Lavagem vaginal materna em obstetrícia;
  • Desinfecção das mãos e preparo da pele para cirurgia ou procedimentos médicos invasivos;
  • Limpeza e desinfecção de feridas e queimaduras;
  • Lavagem oral na doença periodontal e na desinfecção da boca para prevenir a pneumonia associada à ventilação mecânica;
  • Preparação de diluições para a limpeza de pele.

É muito importante que a pessoa saiba que a diluição do produto deve ser adaptada para o fim a que se destina, devendo ser recomendado pelo médico.

Produtos com clorexidina

Alguns exemplos de produtos de uso tópico, que têm na sua composição clorexidina são o Merthiolate, Ferisept ou Neba-Sept, por exemplo. 

Para uso oral, a clorexidina está presente em quantidades mais baixas e geralmente associada a outras substâncias, na forma de gel ou enxaguante. Alguns exemplos de produtos são o Perioxidin ou o Chlorclear, por exemplo.

Possíveis efeitos colaterais

Embora seja bem tolerada, a clorexidina pode, em alguns casos, causar erupção da pele, vermelhidão, ardor, coceira ou inchaço no local da aplicação.

Além disso, se usada por via oral, pode causar manchas na superfície dos dentes, deixar um gosto metálico na boca, sensação de queimação, perda de paladar, descamação da mucosa e reações alérgicas. Por este motivo, o uso prolongado deve ser evitado.

Quem não deve usar

A clorexidina não deve ser usada em pessoas com hipersensibilidade aos componentes da fórmula e deve ser usado com cuidado na região periocular e dos ouvidos. Em caso de contato com os olhos ou ouvidos, deve-se lavar abundantemente com água.

Além disso, também não deve ser usado por grávidas sem orientação médica.

Bibliografia >

  • KLUK, Edelaine et. al.. UMA ABORDAGEM SOBRE A CLOREXIDINA: AÇÃO ANTIMICROBIANA E MODOS DE APLICAÇÃO.. REVISTA GESTÃO & SAÚDE . Vol.14. 1.ed; 7-13, 2016
  • CHLORHEXIDINE WORKING GROUP. Produtos de Clorexidina e a sua Utilização nos Cuidados de Saúde. 2015. Disponível em: <https://www.healthynewbornnetwork.org/hnn-content/uploads/CWG-Chlorhexidine-Applications-PT_Aug_2015-2015-08-20.pdf>. Acesso em 28 Fev 2020
  • AMORAS, Luciana da Silva. USO DA CLOREXIDINA NA MEDICINA: REVISÃO DE LITERATURA . Monografia, 2013. UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS - FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem