Clomifeno (Clomid): para que serve, como tomar e efeitos colaterais

setembro 2022

O clomifeno é um remédio indicado para o tratamento da infertilidade feminina, em mulheres que não conseguem ovular, pois age estimulando o crescimento dos óvulos, permitindo que sejam liberados do ovário para serem fecundados.

Esse remédio pode ser indicado pelo ginecologista após a realização de exames, de forma a serem excluídas outras possíveis causas de infertilidade ou, caso existam, devem ser tratadas adequadamente. Veja as principais causas de infertilidade feminina.

O clomifeno pode ser encontrado em farmácias ou drogarias, na forma de comprimidos contendo 50 mg de citrato de clomifeno, com o nome de referência Clomid, ou como similar Indux, comprado mediante a apresentação de receita médica.

Para que serve

O clomifeno é indicado para o tratamento da infertilidade feminina causada pela ausência de ovulação, pois faz com que a glândula pituitária no cérebro estimule a liberação de hormônios necessários para o crescimento dos óvulos, permitindo que sejam liberados do ovário, para serem fecundados. A ovulação ocorre geralmente de 6 a 12 dias após a administração do medicamento.

Além disso, o clomifeno também pode ser indicado para estimular a produção de óvulos antes de realizar uma inseminação artificial ou qualquer outra técnica de reprodução assistida. Confira as principais técnicas de reprodução assistida

Como tomar

O tratamento consiste em 3 ciclos, que podem ser feitos de forma alternada ou contínua, de acordo com o orientado pelo ginecologista.

A dose recomendada para o primeiro ciclo de tratamento é de 1 comprimido de 50 mg por dia, durante 5 dias. Em mulheres que não menstruam, o tratamento pode ser iniciado em qualquer período do ciclo menstrual. Se for programada indução da menstruação pelo uso de progesterona ou se ocorrer menstruação espontânea, o clomifeno deve ser administrado a partir do 5º dia do ciclo. 

Se ocorrer ovulação com essas doses, não é necessário aumentar a dose nos 2 ciclos seguintes. Se a ovulação não ocorrer após o primeiro ciclo de tratamento, deve ser realizado um segundo ciclo com 100 mg ao dia, durante 5 dias, após 30 dias do tratamento anterior. 

A dose máxima do clomifeno não deve ultrapassar 100 mg por dia pelo período de 5 dias. Além disso, não é recomendado a continuidade do tratamento após 3 ciclos, em mulheres que não apresentaram ovulação durante o uso do clomifeno.

No caso da mulher ficar grávida durante o tratamento, deve-se interromper a medicação.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o tratamento com clomifeno são:

  • Ondas de calor;
  • Face avermelhada;
  • Alterações visuais, como maior sensibilidade à claridade, ou enxergar flashes de luz;
  • Desconforto abdominal;
  • Dor nas mamas;
  • Insônia;
  • Dor de cabeça;
  • Tonturas;
  • Vertigens;
  • Aumento da vontade de urinar e dor para urinar;
  • Endometriose ou exacerbação de endometriose pré-existente;
  • Aumento do risco de ocorrer gravidez ectópica.

Além disso, o clomifeno pode causar uma condição chamada de síndrome da hiperestimulação ovariana, que pode ser percebida através de sintomas como dor ou inchaço abdominal, náusea, vômito, diarréia, ganho de peso rápido, especialmente no rosto e barriga, diminuição ou ausência de produção de urina, dor ao respirar, sensação de falta de ar, especialmente ao deitar, ou batimentos cardíacos acelerados. Na presença desses sintomas, deve-se interromper o tratamento e procurar ajuda médica imediatamente ou o pronto-socorro mais próximo. 

Quem não deve usar

O clomifeno não deve ser usado por pessoas com alergia aos componentes da fórmula.

Além disso, o clomifeno não deve ser usado durante a gravidez e lactação, em pessoas com doença no fígado, tumores hormônio-dependentes, sangramento uterino de origem indeterminada, disfunção tireoidiana ou adrenal, ou lesão orgânica intracraniana, como um tumor da hipófise.

Esse remédio também não deve ser usado por mulheres com cisto no ovário, exceto ovário policístico, uma vez que pode ocorrer uma dilatação adicional do cisto.

O clomifeno pode ser usado por homens?

O clomifeno não possui indicação aprovada pela ANVISA para o tratamento da infertilidade em homens. 

No entanto, alguns estudos [1,2,3] sugerem que o citrato de clomifeno, pode levar a um aumento da testosterona em homens com baixos níveis desse hormônio, o que pode beneficiar homens com baixa contagem de espermatozóide ou que tenham infertilidade com causa indefinida.

Porém ainda são necessários mais estudos que comprovem a eficácia do citrato de clomifeno para homens, assim como as doses seguras. Por isso, o uso desse remédio por homens só deve ser feito se indicado pelo médico, após avaliação das causas da infertilidade masculina, dos níveis hormonais de testosterona e dos riscos e benefícios do tratamento. Veja as principais causas de infertilidade masculina e como é o tratamento

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Flávia Costa - Farmacêutica, em setembro de 2022.

Bibliografia

  • MEDLEY FARMACÊUTICA LTDA. Clomid (citrato de clomifeno) comprimidos de 50 mg. Disponível em: <https://io.convertiez.com.br/m/drogal/uploads/bulas/7896422513098/bula-paciente-clomid.pdf>. Acesso em 08 jun 2022
  • ELSHEIKH, M. G.; et al. Combination of vitamin E and clomiphene citrate in treating patients with idiopathic oligoasthenozoospermia: A prospective, randomized trial. Andrology. 3. 5; 864-867, 2015
Mostrar bibliografia completa
  • GHANEM, H.; et al. Combination clomiphene citrate and antioxidant therapy for idiopathic male infertility: a randomized controlled trial. Fertility and Sterility. 93. 7; 2232-2235, 2010
  • CHEHAB, M.; et al. On-label and off-label drugs used in the treatment of male infertility. Fertility and Sterility. 103. 3; 595-604, 2015
  • DRUGS.COM. Clomiphene. 2022. Disponível em: <https://www.drugs.com/clomiphene.html>. Acesso em 08 jun 2022
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.

Tuasaude no Youtube

  • ALIMENTOS PARA AUMENTAR A FERTILIDADE

    07:46 | 160094 visualizações
  • PERÍODO FÉRTIL: Como calcular

    03:38 | 2509296 visualizações