Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como é feita a cirurgia de adenoide e como é a recuperação

A cirurgia de adenoide, também conhecida como adenoidectomia, é simples, dura em média 30 minutos e deve ser feita sob anestesia geral. No entanto, apesar de ser um procedimento rápido e simples, a recuperação total dura em média 2 semanas, sendo importante que a pessoa fique de repouso durante esse período, evite locais com grande concentração de pessoas e faça uso dos remédios indicados pelo médico.

A adenoide é um conjunto de tecidos linfáticos que estão localizados na região entre a garganta e o nariz e é responsável por reconhecer vírus e bactérias e produzir anticorpos, protegendo, assim, o organismo. No entanto, as adenoides podem crescer muito, ficando inchadas e inflamadas e causando sintomas como rinite e sinusite frequentes, roncos e dificuldade para respirar que não melhoram com uso de medicamentos, sendo necessária a realização de cirurgia. Veja quais são os sintomas de adenoide.

Como é feita a cirurgia de adenoide e como é a recuperação

Quando é indicada

A cirurgia de adenoide é indicada quando a adenoide não diminui de tamanho mesmo após uso de remédios indicados pelo médico ou quando leva ao aparecimento de infecção e inflamação recorrente do ouvido, nariz e garganta, perda auditiva ou olfativa e dificuldade para respirar.

Além disso, a cirurgia também pode ser indicada quando há dificuldade para engolir e apneia do sono, em que a pessoa deixa de respirar momentaneamente durante o sono, resultando em roncos. Saiba como identificar a apneia do sono.

Como é feita a cirurgia de adenoide

A cirurgia de adenoide é feita com a pessoa em jejum de pelo menos 8 horas, já que é necessária anestesia geral. O procedimento dura em média 30 minutos é consiste na retirada da adenoides através da boca, não sendo necessário fazer cortes na pele. Em alguns casos pode ser recomendado, além da cirurgia de adenoide, a realização de cirurgia de amígdalas e ouvido, já que também têm tendência para infeccionar.

A cirurgia de adenoide pode ser feita a partir dos 6 anos, mas nos casos mais graves, como apneia do sono, em que há parada da respiração durante o sono, o médico pode sugerir a cirurgia antes dessa idade.

A pessoa pode voltar para casa após algumas horas, normalmente até o efeito da anestesia passar, ou ficar internada durante uma noite, para que o médico acompanhe a evolução do paciente.

A cirurgia de adenoide não interfere no sistema imune, pois há outros mecanismos de defesa no corpo. Além disso, é raro que haja novamente crescimento da adenoide, no entanto no caso dos bebês, a adenoide ainda está em fase de crescimento e, por isso, pode ser notado aumento do seu tamanho ao longo do tempo.

Riscos da cirurgia de adenoide

A cirurgia da adenoide é um procedimento seguro, no entanto, assim como qualquer outro tipo de cirurgia, possui alguns riscos, como sangramentos, infecções, complicações da anestesia, vômitos, febre e inchaço do rosto, que devem ser imediatamente comunicados ao médico.

Recuperação da cirurgia de adenoide

Apesar da cirurgia de adenoide ser um procedimento simples e rápido, a recuperação da cirurgia dura cerca de 2 semanas e durante esse tempo é importante:

  • Manter repouso e evitar movimentos bruscos com a cabeça;
  • Comer alimentos pastosos, frios e líquidos durante 3 dias ou de acordo com a orientação do médico;
  • Evitar locais com aglomeração, como shoppings;
  • Evitar o contato com pacientes com infecções respiratórias;
  • Tomar os antibióticos, de acordo com indicação do médico.

Durante a recuperação a pessoa pode sentir alguma dor, principalmente, nos 3 primeiros dias e, para isso, o médico pode receitar remédios analgésicos, como Paracetamol. Além disso, deve-se ir ao hospital caso haja febre superior a 38ºC ou sangramento pela boca ou nariz.

Assista o vídeo seguinte e saiba o que comer durante o período de recuperação da cirurgia de adenoide e das amígdalas:

Bibliografia >

  • MARINHO, António Ferreira. Amígdalas e adenóides - da infecção a obstrução. Revista Portuguesa de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial. vol. 48, n. 1. p. 25-32, março 2010.
  • Hipertrofia de adenoides: o que é? Quais as causas? E os sintomas? Como são o diagnóstico e o tratamento? Existe prevenção?. Disponível em: <http://feapaesp.org.br/material_download/193_Hipertrofia%20de%20adenoides.pdf>. Acesso em 13 Mar 2020
  • UNIDADE DE CIRURGIA DE AMBULATÓRIO DO CENTRO HOSPITALAR LISBOA NORTE HOSPITAL PULIDO VALENTE. Adenoidectomia (Folheto informativo). Disponível em: <http://www.chln.pt/media/k2/attachments/unidade_cirurgia_ambulatorio/M8013%20Folhetos%20ORL%20Adenoidectomia.pdf>. Acesso em 10 Abr 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem