O que você precisa saber?

Saiba como é o Ciclo de vida do Aedes Aegypti

O Aedes Aegypti é o mosquito transmissor da dengue, Zika, chikungunya e febre amarela e o seu ciclo de vida é divido em 4 fases: ovo, larva, pupa e mosquito desenvolvido. O ciclo começa quando uma fêmea adulta deposita seus ovos nas paredes dos reservatórios com água limpa, parada e normalmente após 7 dias, a larva cresce e vira pupa e, 2 dias depois, o mosquito está completamente formado e pronto para picar.

Os ovos do mosquito são muito resistentes e sobrevivem até mesmo por 1 ano num local seco e quando este local recebe água limpa, em cerca de meia hora de submersão este ovo pode se desenvolver. Este mosquito leva em média 10 dias para se desenvolver e vive durante 30 dias. Uma única fêmea produz e 60 a 120 ovos em cada ciclo reprodutivo e pode ter mais de 3 ciclos durante sua vida. 

Saiba como é o Ciclo de vida do Aedes Aegypti

4 Estágios do Aedes Aegypti 

O mosquito Aedes Aegypti precisa tanto da água como da terra para sobreviver se seu ciclo de vida na fase aquática engloba ovo, larva e pupa e na fase terrestre, o mosquito que quando pica o ser humano pode transmitir a dengue.

Os 4 estágios da vida do mosquito são:

1. Ovo

A fêmea do Aedes põe seus ovos na água parada ou na borda de um local que possa eventualmente ficar molhado. Elas preferem depositar seus ovos dentro de recipientes que possam acumular água, mas um pouco acima da linha d'água como na borda de baldes, bacias, latas de lixo, piscinas que não são tratadas com cloro, caixa de água aberta, bromélias e pratos de plantas, por exemplo.

 Por vezes a fêmea deposita seus ovos dentro da água, mas muitas vezes prefere colocar os ovos próximo à linha d'água para garantir o crescimento de novos mosquitos meses depois, garantindo o desenvolvimento e a sobrevivência de sua prole. É nesta fase que o mosquito é mais resistente e a única forma de eliminar é lavando o local com água e sabão, usando uma buchinha para esfregar o local. Para garantir que o ovo é destruído você pode adicionar um pouco de cloro na água enquanto limpa o recipiente.

2. Larva

Ao entrar em contato com a água o ovo se transforma em larva, em apenas 2 ou 3 dias e estas larvas são bastante ativas e movem-se na água, sendo facilmente reconhecidas. Embora o mosquito prefira a água limpa para se reproduzir, ele pode se desenvolver até mesmo na água suja e no esgoto doméstico e se alimenta de protozoários, bactérias e fungos presentes nesta água. Durante esta fase a larva compreende 4 estágios de seu desenvolvimento, onde vai aumentando de tamanho.

Saiba como é o Ciclo de vida do Aedes Aegypti

3.  Pupa

Em cerca de 7 a 10 dias a larva se transforma em pupa e adota uma forma de vírgula e este estágio é mais curto e dura somente 2 dias, até que o mosquito esteja pronto para 'nascer'. Elas não se alimentam nessa fase, apenas respiram e movem-se muito.

4. Mosquito adulto

A pupa se transforma em mosquito e este sai do seu 'casulo' e está pronto para voar e precisa se alimentar. Normalmente os mosquitos Aedes Aegypti se alimentam de frutos e sucos de alguns vegetais, mas após a cópula, a fêmea precisa de sangue para que seus ovos fiquem maduros. Após se alimentar com sangue em 3 dias ela põe seus ovos. O tempo médio de vida de um mosquito adulto é de 30 dias e durante este período cada fêmea pode colocar cerca de 3000 ovos. 

Estas 4 fases podem durar de 5 a 10 dias e quanto maior a tempera no ambiente, mais rápido o mosquito de desenvolve e está pronto para picar. A picada do mosquito Aedes Aegypti pode acontecer em qualquer hora do dia, no entanto o mosquito evita o sol forte e ao ar livre, prefere à sombra mas geralmente pica de manhã ou no final da tarde e à noite entre as 7:00 e 10:00h e entre as 16:00 e às 19:00h.

Como se reproduz

A reprodução do mosquito da dengue ocorre através da cópula entre o macho e a fêmea. O acasalamento pode acontecer durante o vôo ou numa superfície plana. A seguir, para o amadurecimento de seus ovos a fêmea precisa de sangue humano ou animal que irão fornecer os nutrientes necessários para o desenvolvimento dos ovos.

A fêmea deposita seus ovos aos poucos, empalhando-os por diferentes locais. Já foi observado que uma fêmea pode colocar apenas 1 ou 2 ovos num único local, depositando os outros em vários outros locais, numa distância de mais de 1 km. Isso indica que a fêmea quando não encontra um local apropriado para colocar seus ovos pode voar por longas distâncias à procura do ambiente ideal, espalhando a doença.

Como combater o mosquito

Existem diversas formas de combater o mosquito e todos podem ajudar nesse combate adotando algumas medidas como:

  • Uso de inseticidas que podem ser aplicados nos depósitos de água, ralos e pratos de plantas. Veja como fazer um inseticida caseiro
  • Evitar o acúmulo de água parada dentro e fora de casa;
  • Colocando cloro e tratando da água das piscinas que ficam abertas;
  • Limpando e tampando as caixas de água e cisternas;
  • Removendo todo o lixo acumulado.

Através de medidas simples como estas é possível interromper o ciclo de vida do Aedes evitando todas as doenças que ele pode causar.

Aedes Aegypti no Brasil

O Aedes aegypti é originário do norte da África e chegou às Américas durante sua colonização e está presente em diversos países de clima tropical, sendo muito comum no Brasil, especialmente no verão onde as temperaturas são mais elevadas e há períodos de chuvas e tempestades tropicais que levam ao alagamento das ruas e o fácil empoçamento de água, facilitando seu ciclo reprodutivo.

A dengue é uma arbovirose, assim como a Zika, chikungunya e febre amarela porque são transmitidas pela picada de um inseto, neste caso o mosquito Aedes Aegypti. Até o ano 2000 no Brasil haviam apenas a dengue tipos 1 e 2, mas em 2001 surgiu o tipo 3 e em 2010 a tipo 4 foi encontrado em Roraima. Saiba mais sobre os Tipos da Dengue no Brasil.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...