Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Cervicite crônica: o que é, sintomas, causas e tratamento

Revisão médica: Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
janeiro 2023
  1. Sintomas
  2. Causas 
  3. Tratamento

A cervicite crônica é a irritação constante do colo do útero, caracterizada pelo corrimento vaginal persistente por pelo menos três meses, apesar de infecções anteriores terem sido tratadas e ter sido excluída uma causa infecciosa.

Esse tipo de cervicite afeta principalmente as mulheres em idade fértil, e diferente da cervicite aguda que pode ser causada por infecções sexualmente transmissíveis, como clamídia, gonorreia, tricomoníase ou herpes genital, a cervicite crônica normalmente é causada por alergias ou traumas, mas também pode ocorrer pelo HPV.

O tratamento da cervicite crônica deve ser feito pelo ginecologista, que deve avaliar se foi causada por alguma alergia ou se há algum vírus ou até bactéria envolvido para iniciar o tratamento adequado, de acordo com sua causa.

Imagem ilustrativa número 1

Sintomas da cervicite crônica

Os principais sintomas da cervicite crônica são::

  • Corrimento vaginal por três meses ou mais;
  • Inchaço e vermelhidão na vagina;
  • Coceira na região genital;
  • Dor no útero, no pé da barriga;
  • Urina frequente;
  • Dor durante a relação sexual;
  • Sensação de peso ou pressão na região pélvica;
  • Corrimento amarelado ou esverdeado quando há alguma bactéria envolvida.

Na maioria dos casos a cervicite crônica não provoca sintomas, e por isso é importante que todas as mulheres realizem, pelo menos, 1 consulta de ginecologia por ano para verificar se existe alguma alteração que precise de tratamento.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da cervicite crônica é feito pelo ginecologista através da avaliação dos sintomas, histórico de saúde, histórico de cervicite aguda e tratamento anterior da cervicite aguda, além do exame ginecológico.

O ginecologista pode chegar ao diagnóstico da cervicite crônica através da observação de toda região íntima com o espéculo vaginal e do resultado de exames como esfregaço vaginal, papanicolau ou biópsia, por exemplo. Veja os principais exames solicitados pelo ginecologista.

Possíveis causas

A cervicite crônica é causada por uma irritação constante no colo do útero devido a traumas físicos ou a agentes irritantes, que podem causar alergias ou inflamação no colo do útero.

As principais causas de cervicite crônica são:

  • DIU;
  • Diafragma;
  • Camisinha de látex;
  • Espermicida;
  • Gel íntimo;
  • Absorvente interno;
  • Duches vaginais com frequência;
  • Pessários;
  • Sabonetes.

A inflamação crônica do colo do útero também pode ser causada pela presença do cisto de Naboth ou pela infecção pelo HPV, que é transmitido através do contato íntimo desprotegido. Veja como identificar e tratar o cisto de Naboth.

Além disso, as mulheres que já tiveram algum tipo de infecção sexualmente transmissível (IST), e as que mantêm contato íntimo sem camisinha com diversos parceiros, são as que possuem mais risco de desenvolver essa doença.

A cervicite crônica é HPV?

A cervicite crônica pode ser causada pelo vírus HPV mas nem sempre é, podendo ser causada por outras situações, como alergias ou outros vírus ou bactérias. Saiba quais são os sintomas, transmissão e como é feito o tratamento para HPV.

Como é feito o tratamento

O tratamento para cervicite crônica deve ser feito com orientação do ginecologista que pode indicar o uso de antibióticos para tomar e pomadas antibióticas para aplicar dentro da vagina, que reduzem a infecção uterina quando a causa são as bactérias. Remédios antivirais podem ser usados em caso de infecção causada por vírus. Saiba mais sobre o tratamento da cervicite.

Durante o tratamento é recomendado que a mulher mantenha boa higiene na região íntima, lavando diariamente somente a região externa, com o sabonete íntimo indicado pelo médico, trocar a calcinha todos os dias e usar calcinhas de algodão.

Além disso, o ginecologista deve recomendar evitar duchas vaginais, absorvente interno, diafragmas, espermicidas e sabonetes perfumados para reduzir o risco de irritação.

No caso de irritação causada pelo uso de preservativos de látex, o médico pode recomendar o uso de preservativos de poliuretano ou poliisopreno, ou a camisinha feminina, que devem ser usadas em todas as relações sexuais para evitar infecções sexualmente transmissíveis. Veja outros tipos de camisinha que não contêm látex.

Quando o tratamento com medicamentos não consegue curar a doença, o ginecologista pode indicar ainda uma excisão cirúrgica em alça para remoção da parte do tecido do colo do útero que está lesionado. Normalmente a cirurgia é feita em ambulatório sob anestesia local e a mulher volta para casa no mesmo dia.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em janeiro de 2023. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias - Ginecologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • HESTER, E. E.; MIDDLEMAN, A. B. A Clinical Conundrum: Chronic Cervicitis. J Pediatr Adolesc Gynecol. 32. 2; 342-344, 2019
  • ACOSTA-RIOS, M. P.; et al. Effect of Dialyzable Leukocyte Extract on chronic cervicitis in patients with HPV infection. J Med Life. 10. 4; 237–243, 2017
Mostrar bibliografia completa
  • MATTSON, S. K.; et al. Chronic Cervicitis: Presenting Features and Response to Therapy. J Low Genit Tract Dis. 20. 3; e30-3, 2016
  • MA, F.; et al. Characterization of allergic inflammation in chronic uterine cervicitis. Clin Exp Immunol. 207. 1; 44-52, 2022
  • IQBAL, U.; WILLS, C. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Cervicitis. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK562193/>. Acesso em 29 dez 2022
Revisão médica:
Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
Médica mastologista e ginecologista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional no CRM PE 17459.