Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é cefaleia pós-raqui, sintomas, por que acontece e como tratar

A cefaleia pós-raqui, também conhecida como cefaleia pós-raquianestesia, é um tipo de dor de cabeça que surge algumas horas ou dias após a administração do anestésico e que pode desaparecer espontaneamente em até 2 semanas. Nesse tipo de dor de cabeça a dor é mais intensa quando a pessoa está em pé ou sentada e melhora logo após a pessoa deitar.

Apesar de ser desconfortável, a cefaleia pós-raqui é considerada uma complicação devido a técnica usada no procedimento, sendo relatada por algumas pessoas que foram submetidas a esse tipo de anestesia, e passa após algumas semanas de tratamento de suporte, sendo recomendado o uso de remédios que ajudam a aliviar as dores mais rápido.

O que é cefaleia pós-raqui, sintomas, por que acontece e como tratar

Principais sintomas

O principal sintoma da cefaleia pós-raqui é, de fato, a dor de cabeça, que pode surgir até 5 dias após a administração da anestesia, sendo mais comum de aparecer após cerca de 24 a 48 horas. A dor de cabeça normalmente atinge a região frontal e occipital, que corresponde à parte de trás da cabeça, podendo também estender-se até a região cervical e os ombros.

Esse tipo de dor de cabeça costuma piorar quando a pessoa senta ou fica em pé e melhora ao deitar e pode ser acompanhada por outros sintomas como rigidez da nuca, náuseas, maior sensibilidade à luz, surgimento de zumbidos e diminuição da capacidade auditiva.

Causas de cefaleia pós-raqui

A causa que leva à dor de cabeça após a anestesia raquidiana ainda não é muito bem esclarecida, no entanto têm sido explicada de acordo com teorias, sendo a principal a de que no momento em que é feita a punção no local em que a anestesia é aplicada, há extravasamento de líquido cefalorraquidiano, o LCR, diminuindo a pressão no local e promovendo um desvio nas estruturas do cérebro relacionadas com a sensibilidade à dor, resultando na cefaleia, além de que a perda de LCR é maior do que a sua produção, havendo desbalanceamento.

Além disso, alguns estudos relatam que existem alguns fatores que podem favorecer o desenvolvimento da cefaleia pós-raqui, como uso de agulhas com calibre grande, tentativas repetidas de anestesia, idade e gênero da pessoa, grau de hidratação, extravasamento de grande quantidade de LCR no momento da punção e gravidez.

Como é feito o tratamento

A dor de cabeça após raquianestesia normalmente desaparece após algumas semanas, no entanto é recomendado que a pessoa beba bastante líquido para ajudar a aliviar mais rápido. Além disso, pode ser recomendado o uso de remédios que ajudam a aliviar a dor de cabeça e outros sintomas que possam estar associados.

Quando a hidratação e o uso de remédios indicados pelo médico não são suficientes, pode ser recomendada a realização de tamponamento sanguíneo peridural, também conhecido como blood patch. Nesse caso, é feita a coleta de 15 ml de sangue da pessoa e depois puncionado no local em que foi feita a primeira punção. Alguns estudos indicam que através dessa técnica é possível aumentar temporariamente a pressão peridural, ajudando a combater a cefaleia.

Bibliografia >

  • HERBELE, Andrey Gustavo et al. Cefaleia pós-anestesia raquidiana tratada com tamponamento sanguíneo peridural: análise epidemiológica. Revista Brasileira de Neurologia e Psiquiatria. Vol 19. 2 ed; 118-129, 2015
  • UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - MATERNIDADE ESCOLA ASSIS CHATEUBRIAND. Cefaleia pós-raquianestesia. 2016. Disponível em: <http://www2.ebserh.gov.br/documents/214336/1106060/Cap%C3%ADtulo-3-CEFALEIA-P%C3%93S-RAQUIANESTESIA-rev.pdf/50ffe9c1-deb2-482b-87d0-4f2c4cf47359>. Acesso em 04 Jun 2020
  • BARBOSA, Fabiano T. Cefaleia após Anestesia Subaracnoidea com Sete Meses de Evolução: Relato de Caso. Rev Bras Anestesiol. Vol 61. 3 ed; 355-359, 2011
  • Rodrigo Nigri de Oliveira; Ana Paula Grachten; Jose Antonio Vives Vinhas Filho. Cefaléia pós-raquianestesia. Publicações BVS. 2018. Disponível em: .
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem