Bromidrose: o que é, sintomas, causas e tratamento

abril 2022

A bromidrose é uma condição que causa mau cheiro no corpo, geralmente nas axilas, conhecido popularmente como cê-cê, na planta dos pés, conhecido como chulé, ou na virilha. Este mau cheiro surge devido à produção de suor pelas glândulas apócrinas, muito concentradas nestas regiões, que favorece a multiplicação de bactérias e causa um odor desagradável.

Estas glândulas que produzem suor mal cheiroso surgem no início da adolescência, por volta dos 8 aos 14 anos de idade, e há pessoas que apresentam um número maior e, por isso, estas pessoas têm um cheiro desagradável mais intenso.

Para tratar a bromidrose, existem opções como remover os pelos da região, evitar repetir roupas e usar desodorantes de longa duração, que diminuem a produção de suor. Além disso, em casos necessários pode ser receitado pelo médico o uso de pomadas de antibióticos, como Clindamicina, ou até o tratamento com cirurgia ou laser para diminuir as glândulas apócrinas.

Sintomas de bromidrose

O principal sinal indicativo de bromidrose é o mau cheiro, mesmo que a higienização adequada do local seja realizada, sendo em alguns casos acompanhado pelo suor excessivo. De acordo com o local que acontece, a bromidrose pode ser classificada em alguns tipos, sendo os principais:

  • Bromidrose axilar, que é caracterizado pelo mau cheiro e cheiro intenso nas axilas;
  • Bromidrose plantar, que acontece na planta dos pés, sendo popularmente conhecido como chulé;
  • Bromidrose na virilha, que atinge as virilhas devido à proliferação de microrganismos na região.

Além disso, há também a bromidrose hormonal, em que o mau cheiro é generalizado e acontece devido às alterações hormonais, sendo mais frequente em adolescentes.

Principais causas

A bromidrose acontece principalmente como consequência da alteração da microbiota da pele, em que as bactérias e fungos presentes no local passam a proliferar de forma desordenada e promovem a decomposição das secreções liberadas pelas glândulas e da queratina presenta na pele, resultando no mau odor.

Essa situação pode ser favorecida pela pá higiene da pele e/ ou das roupas, ou ser consequência do consumo de alguns alimentos ou medicamentos, diabetes, alcoolismo ou alterações hormonais.

Como tratar

A bromidrose tem cura, e para tratar de forma eficaz, é necessário reduzir a quantidade de bactérias na pele, podendo ser indicado para isso:

  • Uso de sabonetes antissépticos ou antibacterianos, principalmente nas áreas do corpo em que é notado cheiro mais forte;
  • Uso de desodorizantes antitranspirantes ou antiperspirantes, como os que contêm alumínio, para diminuir a produção de suor pelas glândulas e evitar o mau cheiro;
  • Uso de antibióticos em pomadas, como Clindamicina ou Eritromicina, que podem diminuir a população de bactérias da região afetada. O uso de antibióticos só deve ser indicado em último caso, pois pode favorecer o desenvolvimento de resistência pelas bactérias presentes na região, tornando-as mais difíceis de serem eliminadas.

Outra boa opção para pessoas que suam muito é a realização de procedimentos que podem diminuir o número de glândulas de suor, como a cirurgia de remoção de glândulas ou o tratamento a laser, que devem ser indicados pelo dermatologista após as alternativas anteriores não terem sido eficazes.

Confira algumas formas naturais de combater o mau cheiro das axilas nesse vídeo:

O que fazer para evitar

Algumas formas simples de controlar a bromidrose são utilizar técnicas naturais que diminuem as bactérias nas zonas de maior produção de suor, como:

  • Lavar a pele diariamente, ensaboando bem a região dos pés, axilas ou virilhas;
  • Secar bem a pele após o banho, especialmente entre os dedos e debaixo das dobras de pele;
  • Sempre lavar bem as roupas e evitar repeti-las;
  • Remover os pelos das regiões como axilas e virilhas, pois são responsáveis por acumular sujeira e suor;
  • Preferir utilizar roupas de algodão, mais fresca e pouco apertada;
  • Trocar diariamente as meias e a roupa interior;
  • Usar sprays ou talcos antitranspirantes ou antibacterianos para os pés;
  • Usar calçado abertos, sempre que possível.

Além disso, outra dica muito importante é manter as regiões com pior cheiro livre de pelos, pois os pelos facilitam o acúmulo de sujeira e bactérias, intensificando o cheiro. Porém, caso estas técnicas não melhorem o cheiro do suor, é recomendado consultar um dermatologista para começar o uso de alguns produtos que ajudam a reduzir a quantidade de suor e, consequentemente, evitar o cheiro desagradável.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em abril de 2022.

Bibliografia

  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA. Bromidrose. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/bromidrose/76/>. Acesso em 22 abr 2021
  • KATAOKA, Alexandre. Tratamento cirúrgico da bromidrose. Rev. Bras. Cir. Plást. Vol 32. 3 ed; 377-382, 2017
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.

Tuasaude no Youtube

  • Como tirar o CHEIRO DE SUOR

    02:15 | 539026 visualizações