Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Bócio endêmico: o que é, causa, sintomas e tratamento

Maio 2020

O bócio endêmico é uma alteração que acontece devido à deficiência dos níveis de iodo no organismo, o que interfere diretamente na síntese de hormônios pela tireoide e leva ao desenvolvimento de sinais e sintomas, sendo o principal o aumento do volume da tireoide que é percebido através do inchaço no pescoço.

O bócio endêmico é uma situação pouco frequente, no entanto é importante que seja investigada e o tratamento seja feito de acordo com a recomendação médica, sendo principalmente indicada a suplementação de iodo e alterações na alimentação com o objetivo de normalizar a atividade da tireoide.

Bócio endêmico: o que é, causa, sintomas e tratamento

Principais sintomas

O principal sinal e sintoma do bócio endêmico é o aumento do volume da tireoide, que é percebida por meio do inchaço do pescoço. Como consequência desse aumento, a pessoa pode sentir dificuldade para respirar e engolir, além de também poder apresentar tosse.

Além disso, de acordo com os níveis de TSH, T3 e T4 circulantes no sangue, a pessoa pode apresentar sinais e sintomas de hipotireoidismo, como cansaço excessivo, ganho ou perda de peso, dor muscular ou nas articulações, por exemplo. Saiba identificar os sintomas do bócio.

O que causa o bócio endêmico

O bócio endêmico acontece devido à deficiência de iodo no organismo, o que resulta em alterações na glândula tireoide. Isso porque o iodo é um elemento essencial para a síntese e liberação dos hormônios da tireoide, o T3 e o T4.

Assim, como não há iodo suficiente no organismo para produzir os hormônios, a tireoide passa a trabalhar mais com o objetivo de capturar quantidades suficientes de iodo para produzir os hormônios, resultando no seu aumento, o que é característico do bócio.

Como é feito o tratamento

O tratamento para o bócio endêmico tem como aliviar os sinais e sintomas da doença e normalizar a síntese de hormônios pela tireoide. Assim, de acordo com os níveis de T3 e T4 circulantes, o médico pode indicar a suplementação de iodo com concentração 10 vezes superior à dose diária recomendada até que o funcionamento da tireoide seja considerado normal.

Além disso, pode ser recomendada a suplementação do sal com iodo e o consumo de alimentos ricos nesse elemento, como peixes, ovo, leite e queijos, por exemplo. Confira uma lista de alimentos ricos em iodo.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem