Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

O que pode ser a barriga dura na gravidez

A sensação de barriga dura é uma condição relativamente comum durante a gravidez, mas que pode ter diversas causas, dependendo do trimestre em que a mulher se encontra e de outros sintomas que possam aparecer.

As causas mais comuns podem incluir desde um simples alongamento dos músculos do abdômen, comum no início da gravidez, até contrações do parto ou um possível aborto, por exemplo.

Assim, o ideal é que sempre que a mulher sente algum tipo de alteração no corpo ou no processo da gestação, consulte o ginecologista ou obstetra, para entender se o que está acontecendo é normal ou se pode indicar algum tipo de risco para a gravidez.

O que pode ser a barriga dura na gravidez

As causas mais comuns que podem levar ao aparecimento de barriga dura na gravidez, de acordo com cada trimestre, incluem:

Durante o 1º trimestre

O primeiro trimestre de gravidez é o período entre a 1ª e a 13ª semana de gestação e, nesse intervalo, as causas mais comuns podem ser:

1. Alongamento dos músculos do abdômen

Com o crescimento do útero e o desenvolvimento do bebê, a barriga pode começar a ficar dura logo no início da gravidez, principalmente devido ao alongamento excessivo dos músculos do abdômen.

Isso geralmente acontece por volta das 7 ou 8 semanas de gestação e, nessa fase, é normal que a mulher perceba que a parte de baixo do umbigo, também conhecida popularmente como 'pé da barriga', está mais inchada e mais dura do que antes de engravidar.

O que fazer: uma vez que é uma resposta normal do corpo, não existe nenhum tratamento específico. No entanto, se a sensação for muito incômoda, é recomendado consultar o ginecologista ou o obstetra.

2. Prisão de ventre

A prisão de ventre é outro problema muito comum durante toda a gravidez, mas especialmente nas primeiras semanas de gestação, já que as rápidas alterações hormonais desse período fazem com que o trânsito intestinal fique mais lento, facilitando a formação de gases e deixando a barriga mais dura e estufada.

Além disso, algumas mulheres precisam fazer suplementação com ferro durante a gravidez, o que pode deixar as fezes ainda mais duras.

O que fazer: para diminuir o desconforto da prisão de ventre é importante ingerir muita água durante o dia, além de fazer uma alimentação rica em fibras, ou seja, apostando no consumo de alimentos como legumes, frutas com casca e cereais, por exemplo. Veja algumas dicas naturais para combater a prisão de ventre na gravidez.

3. Aborto espontâneo

A barriga dura durante o primeiro trimestre pode ainda ser um sinal de aborto, que é mais comum antes das 12 semanas. Mas nestas situações, além da barriga mais dura que o normal, a mulher também pode apresentar outros sinais e sintomas como dor forte na região lombar e sangramento vaginal com pedaços, por exemplo.

O que fazer: sempre que existe suspeita de aborto é muito importante ir ao hospital para fazer um ultrassom abdominal e entender se o bebê e a placenta estão bem. Entenda o que pode causar um aborto espontâneo.

O que pode ser a barriga dura na gravidez

Durante o 2º trimestre

Já no 2º trimestre, que acontece entre as 14 e 27 semanas, as causas mais comuns de barriga dura são:

1. Inflamação do ligamento redondo

Com o avanço da gravidez, é normal que os músculos e ligamentos do abdômen continuem se alongando, deixando a barriga cada vez mais dura. Por esse motivo, muitas mulheres podem também apresentar uma inflamação do ligamento redondo, o que resulta em dor constante na parte inferior da barriga, que pode se espalhar até à virilha.

O que fazer: para aliviar a inflamação do ligamento é recomendado descansar e evitar ficar muito tempo na mesma posição. Uma posição que parece aliviar bastante a dor provocada pelo ligamento é ficar deitada de lado com um travesseiro por baixo da barriga e outro entre as pernas.

2. Contrações de treinamento

Este tipo de contrações, também conhecidas como contrações de Braxton Hicks, costumam surgir depois das 20 semanas de gravidez e ajudam os músculos a se preparar para o trabalho de parto. Quando aparecem, as contrações deixam a barriga extremamente dura e, geralmente, duram cerca de 2 minutos.

O que fazer: as contrações de treinamento são completamente normais e, por isso, não é necessário qualquer tipo de tratamento específico. Porém, se causarem muito desconforto, é recomendado consultar o obstetra.

Durante o 3º trimestre

O terceiro trimestre representa os últimos três meses de gravidez. Nesse período, além de ser comum continuar a apresentar as contrações de treinamento, assim como a inflamação do ligamento redondo e a prisão de ventre, existe outra causa muito importante de barriga dura, que são as contrações do parto.

Geralmente, as contrações do parto são semelhantes às contrações de treinamento (Braxton Hicks), mas tendem a se tornar cada vez mais intensas e com espaçamento mais curto entre cada contração. Além disso, se a mulher estiver entrando em trabalho de parto, também é comum que aconteça o rompimento da bolsa das águas. Confira quais os sinais que podem indicar trabalho de parto.

O que fazer: no caso de se suspeitar de trabalho de parto é muito importante ir ao hospital para avaliar o ritmo das contrações e a dilatação do colo do útero, de forma a confirmar se realmente está na hora de o bebê nascer.

Quando ir ao médico

É aconselhado ir ao médico quando a mulher:

  • Sente muita dor junto com a barriga dura;
  • Suspeita de início do trabalho de parto;
  • Apresenta febre;
  • Tem perda de sangue pela vagina;
  • Sente diminuição dos movimentos do bebê.

Em todo caso, sempre que a mulher desconfiar que algo está errado, deverá entrar em contato com seu obstetra para esclarecer suas dúvidas e, se não for possível falar com ele, deve ir ao pronto socorro ou à maternidade.

Bibliografia >

  • OFFICE ON WOMEN'S HEALTH. Body changes and discomforts. Disponível em: <https://www.womenshealth.gov/pregnancy/youre-pregnant-now-what/body-changes-and-discomforts>. Acesso em 12 Fev 2020
  • AMERICAN PREGNANCY ASSOCIATION. Miscarriage. Disponível em: <https://americanpregnancy.org/pregnancy-complications/miscarriage/>. Acesso em 12 Fev 2020
  • AMERICAN PREGNANCY ASSOCIATION. Braxton Hicks Contractions. Disponível em: <https://americanpregnancy.org/labor-and-birth/braxton-hicks/>. Acesso em 12 Fev 2020
  • AMERICAN PREGNANCY ASSOCIATION. Round Ligament Pain. Disponível em: <https://americanpregnancy.org/pregnancy-health/round-ligament-pain-during-pregnancy/>. Acesso em 12 Fev 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem