Banho gelado ou banho quente: quais os benefícios para a saúde

A temperatura da água do banho pode ter diferentes benefícios para a saúde, dependendo se está mais quente ou gelada. No caso do banho quente, que envolve o uso da água em temperaturas em torno de 37ºC, é uma boa forma de relaxamento, podendo ser feito antes de dormir, já que permite uma melhor reflexão e/ou meditação, além de diminuir a tensão muscular, o cansaço e o estresse do dia a dia. 

Já o banho gelado, apesar de ser desconfortável para muitas pessoas, é uma excelente forma de, logo após acordar, combater o cansaço e deixar a pessoa mais disposta para realizar as atividades do dia a dia. Além disso, pode ajudar a aliviar a dor muscular ou de inflamações, como pancadas, e até auxiliar no tratamento a depressão, por exemplo.

Desta forma, a escolha do tipo de banho depende do objetivo a ser alcançado, do problema de saúde a ser tratado, ou mesmo da tolerância da pessoa à temperatura da água.

Banho gelado ou banho quente: quais os benefícios para a saúde

Benefícios do banho gelado

Os principais benefícios do banho gelado para a saúde são:

1. Estimular o sistema imunológico

O banho gelado pode ajudar a fortalecer o sistema imunológico, por estimular a produção de glóbulos brancos, que são células de defesa, aumentando a proteção do corpo contra doenças como a gripe ou o resfriado, por exemplo.

Um estudo científico realizado na Holanda [1] mostrou que pessoas que tomaram banho gelado de manhã tiveram menos sintomas graves de gripe do que as pessoas que tomaram banho normalmente, além de se sentirem mais energizadas, o que também ajuda a se recuperar da doença de forma mais fácil.

2. Aumentar a disposição e o estado de alerta

O banho gelado aumenta a disposição, o estado de alerta e a sensação de bem estar porque melhora a circulação sanguínea, aumentando a demanda de oxigênio do corpo, o que acaba por diminuir o cansaço. Dessa forma, tomar um banho gelado assim que acordar pode ajudar a ter mais motivação para realizar as tarefas diárias.

3. Melhorar a circulação sanguínea

O banho gelado ajuda a melhorar a circulação porque, quando a água fria entra em contato com a pele, faz com que os vasos sanguíneos da superfície do corpo se contraiam, o que leva a um aumento da circulação sanguínea dentro do corpo na tentativa de manter a temperatura corporal. 

Além de fazer com que a circulação sanguínea seja mais eficiente, o banho gelado diminui a produção de substâncias inflamatórias e ajuda a prevenir de doenças cardiovasculares, como a pressão alta, por exemplo.

No entanto, caso exista histórico familiar de doenças cardiovasculares ou seja portador de alguma alteração no coração, é importante ir ao cardiologista regularmente e fazer o tratamento conforme a orientação, uma vez que o banho gelado não substitui o tratamento indicado pelo médico.

4. Ajudar no tratamento da depressão

Alguns estudos demonstram que tomar banho gelado pode ajudar no tratamento da depressão, isso porque a água fria ativa os receptores de frio presentes na pele, enviando vários sinais elétricos para o cérebro, resultando no aumento da concentração de endorfina, que é um neurotransmissor que garante a sensação de bem estar.

Apesar disso, mais estudos precisam ser realizados para que seja, de fato, comprovado este efeito. Além disso, é importante que a pessoa com depressão continue seguindo o tratamento indicado pelo psiquiatra, pois o banho gelado não substitui o tratamento indicado pelo médico.

5. Diminuir dores musculares

O banho gelado promove a contração dos vasos sanguíneos, diminuindo as dores musculares e ajudando na recuperação do músculo após atividade física intensa. Alguns estudos realizados demonstraram que o banho gelado é capaz de diminuir os sintomas de inflamação e evitar a fadiga muscular.

Além disso, o fato de haver contração dos vasos, ajuda a diminuir qualquer inchaço que a pessoa apresente e que cause dor. Apesar disso, apenas o banho gelado não é suficiente para tratar dores musculares ou inchaços, sendo importante que a pessoa siga o tratamento indicado pelo médico.

6. Acelerar o metabolismo

Tomar banho gelado pode ajudar a acelerar o metabolismo porque, quando o corpo entra em contato com a água gelada, o corpo gasta mais energia para se manter aquecido, o que aumenta a queima de calorias. 

Além disso, o banho gelado estimula a produção de gordura marrom, um tipo específico de tecido adiposo, que gera energia ao queimar calorias, o que pode ajudar ainda mais pessoas que desejam perder peso.

7. Cuidar da saúde da pele

O banho gelado ajuda a manter a saúde da pele, isto porque não retira a oleosidade natural e não resseca a pele como é mais comum de acontecer com o banho quente, além de fechar temporariamente os poros, o que reduz a entrada de poluição na pele, e melhorar a firmeza da pele.

Além disso, a água fria promove a contração dos vasos sanguíneos da pele, e combate a vermelhidão e a coceira, o que pode ser útil para aliviar problemas de pele que causam coceira, vermelhidão ou inchaço, como urticária ou eczema, por exemplo.

8. Evitar o ressecamento do cabelo

Tomar banho gelado, lavando o cabelo na água fria, ajuda a reter a oleosidade natural do cabelo, a fechar os poros e a selar as cutículas dos fios, deixando o cabelo mais macio, suave e hidratado. Além disso, com os poros dos fios fechados, o cabelo fica menos exposto aos efeitos prejudiciais da poluição e suor, que podem ressecar os fios.

No entanto, lavar o cabelo com água fria pode ser desconfortável para algumas pessoas, e nesses casos, deve-se dar preferência por lavar o cabelo com água morna, mas nunca quente, pois a água quente desidrata os fios e pode piorar o ressecamento do cabelo. 

Benefícios do banho quente

Os principais benefícios do banho quente são: 

1. Aliviar problemas respiratórios

O banho quente ajuda a aliviar problemas respiratórios, como sinusite, gripe ou bronquite, pois o vapor quente e úmido da água do banho deixa o catarro mais líquido, abre as vias aéreas, reduz a irritação e o inchaço das vias respiratórias, aliviando os sintomas de nariz entupido ou escorrendo, dor de cabeça e tosse, por exemplo.

2. Ajudar a dormir melhor

O banho quente antes de dormir ajuda a relaxar os músculos, a tensão e alivia o cansaço, permitindo dormir melhor.

Além disso, o banho quente, tomado de 60 a 90 minutos antes de dormir, também ajuda a acalmar, a reduzir a ansiedade e o estresse, e causa uma sensação de limpeza, o que deixa a pessoa mais relaxada, facilitando o sono.

3. Relaxar os músculos 

O banho quente ajuda a relaxar os músculos e aliviar a dor muscular pois a água quente promove o fluxo de sangue, o que ajuda a transportar o excesso de ácido lático e outras toxinas para fora dos músculos, aliviando a dor. A água quente é indicada para dor muscular com mais de 48 horas, pois nos primeiros dias o mais indicado é fazer o banho frio para reduzir a inflamação.

O banho quente também é muito útil para aliviar a tensão corporal, a dor muscular ou nas articulações causada por fibromialgia, artrite ou dor nas costas, já que a dilatação dos vasos sanguíneos permite chegar mais sangue, oxigênio e nutrientes para os tecidos.

4. Remover toxinas da pele

O banho quente permite abrir os poros da pele, o que permite limpar sujeiras, excesso de oleosidade e remover toxinas da pele, que se acumulam ao longo do dia, deixando a pele com aspecto mais fresco e limpo.

5. Aliviar a enxaqueca

O banho quente também pode ajudar a aliviar enxaquecas e dor de cabeça, pois reduz os sinais de dor que chegam até ao cérebro e aumenta o fluxo sanguíneo nos músculos, ajudando a relaxar e a reduzir a dor causada pela enxaqueca ou dor de cabeça.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • VAN DER LANS, Anouk A. J. J.; et al. Cold acclimation recruits human brown fat and increases nonshivering thermogenesis. J Clin Invest. 123. 8; 3395–3403, 2013
  • BUTTS, Cory L. et al. Physiologic and Perceptual Responses to Cold-Shower Cooling After Exercise-Induced Hyperthermia. Journal of Athletic Training. Vol 51. 3 ed; 252-257, 2016
  • MOOVENTHAN, A.; NIVETHITHA, L. Scientific Evidence-Based Effects of Hydrotherapy on Various Systems of the Body. N Am J Med Sci. 2014;6(5):199–209. doi:10.4103/1947-2714.132935. Vol 6. 5 ed; 199-209, 2014
  • Chris M Bleakley1, Gareth W Davison2. What is the biochemical and physiological rationale for using cold-water immersion in sports recovery? A systematic review. British Journal of Sports Medicine. Vol 44. 179-187, 2010
  • SHEVCHUK, Nikolai A. Adapted cold shower as a potential treatment for depression. Medical Hypotheses. Vol 70. 5 ed; 995-1001, 2008
  • HINKKA, H. et al. Effects of Cold Mist Shower on Patients With Inflammatory Arthritis: A Crossover Controlled Clinical Trial. Scand J Rheumatol. Vol 46. 3 ed; 206-209, 2017
  • BUJIZE, Geert A. et al. The Effect of Cold Showering on Health and Work: A Randomized Controlled Trial. PLoS One. Vol 11. 6 ed; 2016
  • HIGGING, Trevor R.; GREENE, David A.; BAKER, Michael K. Effects of Cold Water Immersion and Contrast Water Therapy for Recovery From Team Sport. The Journal of Strength & Conditioning Research. Vol 31. 5 ed; 1443-1460, 2017
  • SHEVCHUK, Nikolai A. Adapted Cold Shower as a Potential Treatment for Depression. Med Hypotheses. Vol 70. 5 ed; 995-1001, 2008
Mais sobre este assunto: